As baterias de smartphones apresentam um ritmo de evolução mais lento do que o ideal, e tanto o mercado como o consumidor final pedem mais. E a próxima grande revolução das baterias pode ser as baterias dobráveis.

A empresa sul-coreana Jenax afirma que tem uma bateria pronta para chegar ao mercado e um futuro a médio prazo. A J.Flex foi apresentada na CES 2019 em Las Vegas (Estados Unidos), e que ser a pioneira em um segmento que pode ser revolucionário ao acompanhar o conceito de dispositivos dobráveis.

O sistema J.Flex se baseia em uma bateria flexível que, nesse momento, ainda utiliza células de ion-lítio, o que vai ajudar a empresa a manter um custo de produção razoável. E isso oferece um potencial enorme para os fabricantes de dispositivos móveis.

O novo sistema consegue se encaixar em formatos mais apertados sem ser afetado por fatores físicos. As células conseguem manter uma performance consistente e superando problemas como o superaquecimento. Assim, os fabricantes podem focar o desenvolvimento do design no conforto da ergonomia e outros detalhes.

As células flexíveis são perfeitas para smartwatches, smartbands e outros gadgets móveis, resolvendo um problema comum do setor. A solução mais óbvia é ter a bateria no relógio em si, mas com esse formato é possível ter a bateria ao longo da pulseira, por exemplo. São muitas possibilidades onde o conceito pode se encaixar.

Para os smartphones, as vantagens também são significativas, especialmente com a tendência de aposta nos dispositivos dobráveis. Se a bateria dobrar junto com o smartphone, já é um avanço enorme, evitando assim de apostar no uso de duas baterias para cada lado da dobra.

Não podemos esperar uma adoção imediata desse novo tipo de baterias. Adotar novas tecnologias para o mercado de consumo é algo que demor algum tempo. Mesmo assim, é importante ver empresas que querem mudar a forma em como vemos as baterias, e desenvolver tecnologias que efetivamente mudam essa visão.

 

 

 

Via Android Headlines