As selfies ocuparam o lugar das cirurgias plásticas no topo da lista das obsessões das pessoas, uma vez que muitos de nós estamos preocupados em manter uma boa imagem nas redes sociais.

Um artigo publicado por especialistas da Universidade de Boston desenvolveu o tema da disformia corporal atual da sociedade, ou os motivos pela excessiva preocupação das pessoas em encontrar algum defeito no seu corpo.

Os autores do estudo falam de como os filtros do Instagram e Snapchat estão mudando as percepções de beleza das pessoas ao redor do mundo. Muitos estão centrando sua atenção em como são vistos pelas próprias selfies, e estão se frustrando porque no mundo real não são vistas como nas fotos com filtros.

O estudo fala de um conceito chamado Dismorfia Snapchat, onde as pessoas estão fazendo cirurgias plásticas para ficarem melhores nas selfies, buscando uma maior satisfação ao ter uma melhor imagem nas redes sociais.

 

 

Isso explica por que as cirurgias faciais estão tão populares. Em 2017, 55% dos cirurgiões confirmaram que os procedimentos dos seus pacientes aconteciam por causa das selfies (em 2016, esse índice era de 42%).

Os autores do estudo mencionam que a sociedade esta obcecada pelas selfies, e as redes sociais estão brindando uma nova realidade de beleza para as pessoas. A modificação instantânea da aparência pelos filtros mostram um mundo pouco realista sobre os padrões de beleza.

O estudo faz um alerta, pois isso pode se transformar em uma problemática alarmante no futuro. As redes sociais estariam exigindo um nível de perfeição simulada, que pode se traduzir em altos níveis de ansiedade sobre a imagem pessoal entre os mais jovens.

Seja você mesmo. Sempre.

 

+info