Compartilhe

Só agora que a Apple começou a oferecer o acesso ao Apple Music a partir do navegador web (quatro anos depois de sua disponibilidade oficial), algo bem básico e fácil de ser encontrado em alternativas similares.

O app web do Apple Music estreia em fase beta, mas é aberto para qualquer usuário testar. O software é compatível com qualquer navegador com base Chromium ou derivados (Chrome, Opera, Vivald, Brave, etc) e Firefox, além de obviamente ser compatível com o Safari, mas também está disponível nas plataformas móveis iOS e Android.

 

 

Quatro longos anos de espera, mas mais inteligente e seguro

Uma novidade bem vinda para os usuários de diferentes plataformas, como Linux e Chrome OS, onde o Apple Music agora pode funcionar de forma plena. Vale lembrar que, com a atualização do macOS Catalina prevista para o dia 23 de setembro, o iTunes será substituído por três novos aplicativos dedicados: Apple Music, Apple Podcasts e Apple TV. No caso do Music, os usuários devem encontrar uma interface calcada naquela que é exibida na versão web nesse momento.

Por ser um serviço em fase beta, você pode se deparar com erros no uso do software, sem falar em várias limitações. As implementações importantes já confirmadas pela Apple serão adicionadas na plataforma em um momento posterior.

Logo, é necessário ser usuário do Apple Music para poder ser identificado no site do serviço. Lá, você vai encontrar suas bibliotecas de música, suas listas de reprodução e as seções personalizadas. Se você não é assinante mas quer ver como o software funciona, nada vai impedir você, mas em algumas músicas, só terá a prévia das mesmas executadas.

É de se esperar que a Apple fale um pouco mais deste Apple Music e que a empresa aborde outras (e novas) ideias que estão preparadas para impulsionar as vendas para o que restam até o final de 2019.

Fiquem ligados. Novos iPhones serão anunciados, e você verá tudo aqui no TargetHD.net.


Compartilhe