Apple matou a codificação do backup no iCloud a pedido do FBI (e você não sabia disso) | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Apple matou a codificação do backup no iCloud a pedido do FBI (e você não sabia disso) | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | Apple matou a codificação do backup no iCloud a pedido do FBI (e você não sabia disso)

Apple matou a codificação do backup no iCloud a pedido do FBI (e você não sabia disso)

Compartilhe

A Apple abandonou o plano de codificação de cópias de segurança de dois anos de reclamações do FBI, alegando que tal recurso prejudicava suas investigações. Isso permitia que os usuários do iPhone codifiquem as cópias de segurança dos seus dispositivos no iCloud.

Seis fontes próximas do assunto confirmaram a decisão para a Reuters, que também afirma que a decisão foi tomada há dois anos, mas só agora se tornou de conhecimento público.

 

 

Privacidade? Pra quê, não é mesmo, Apple?

A Apple então deixou de lado um dos seus traços de identidade mais fortes: a privacidade. E o pior de tudo é que a decisão foi tomada há dois anos, e ninguém ficou sabendo disso. Mais grave ainda é ver a mesma Apple fazendo propaganda sobre a privacidade oferecida em seus smartphones, para quem quisesse ver (especialmente em Las Vegas).

A medida mostra como a Apple está disposta a colaborar com as agências de inteligência e forças da ordem nos Estados Unidos, apesar de seu suposto discurso em defesa dos dados pessoais e melhorias implementadas em seu software.

Dessa forma, o iCloud já é considerado por muitos uma “ferramenta de vigilância”, onde os aplicativos que dependem dele para armazenar suas mensagens privadas passam a ser parte de um problema ainda maior.

A Apple alegou para o FBI que tinha planos em oferecer aos seus usuários uma encriptação ponta a ponta ao armazenar os seus dados no iCloud com o principal objetivo em frustrar os ataques informáticos. A empresa não teria uma chave para desbloqueio da informação codificada e, dessa forma, não poderia entregar dados para autoridades, nem mesmo com ordem judicial.

Já os representantes do FBI foram conta os planos da Apple, argumentando que isso negaria os meios mais eficazes para obter provas contra suspeitos que utilizam iPhones. Quando a Apple voltou a negociar a medida com a agência de inteligência norte-americana, o plano de encriptação já estava morto. Apesar de não existirem explicações oficiais sobre o fim, um ex-funcionário da Apple garante que a morte aconteceu “por razões que podemos imaginar quais são”.

A fonte afirma que a Apple não quer seguir enfrentando as autoridades e correndo o risco de ser acusada a proteger criminosos ou repetir os incidentes do caso de San Bernardino. Outro funcionário da empresa afirma que o fim da codificação aconteceu pela preocupação de alguns usuários não conseguirem recuperar seus dados.

A Apple e o FBI se recusaram a comentar o assunto.

 

 

Via Reuters


Compartilhe