Android x86 9 Pie está disponível: vale a pena o teste | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Android x86 9 Pie está disponível: vale a pena o teste | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Software | Android x86 9 Pie está disponível: vale a pena o teste

Android x86 9 Pie está disponível: vale a pena o teste

Compartilhe

O projeto Android x86 nasceu em 2009, apenas um ano depois que o primeiro smartphone Android chegou ao mercado. Ele é de responsabilidade dos programadores taiwaneses Chih-Wei Huang e Yi Sun, e tinha como objetivo oferecer uma adaptação do sistema operacional dos smartphones para PCs compatíveis com arquitetura Intel.

O caminho para o desenvolvimento dessa plataforma foi longo. Muito longo. Tão longo, que a imensa maioria de nós se esqueceu que o projeto existe. O que é um grande pecado de nossa parte, pois seria muito interessante ver como essa adaptação funcionaria em um computador na sua versão final.

Na verdade, muitos de nós fomos impacientes, e não queríamos esperar o tempo passar. Agora, 11 anos depois do início da caminhada, o projeto não apenas segue existindo, pois conseguiu ficar apenas um passo atrás do projeto Android oficial, o que é uma vitória para os programadores, considerando os seus escassos recursos financeiros.

Explicando melhor: enquanto o Android para smartphones está nesse momento no Android 10 em sua última versão estável, o Android x86 acabou de fazer o mesmo, mas com o Android 9 Pie. Sim… os mais impacientes vão reclamar, mas é o que temos para hoje e está de bom tamanho para uma dupla de programadores sem grana.

 

 

 

É um sistema operacional para PC como qualquer outro…

 

 

Além das próprias melhorias do Android 9 em relação às versões anteriores, o port Android x86 recebeu uma gama muito mais ampla de controladores e diversas melhorias que otimizaram o sistema para a sua execução em um hardware de desktop. Por exemplo, o sistema consegue emular conexões WiFi em equipamentos com Ethernet para melhorar a compatibilidade com os aplicativos, pensando sempre no uso em um equipamento que originalmente não foi projetado para receber um sistema operacional móvel, mesmo com um port ou alterado.

A partir dessa nova versão do Android x86, também está disponível uma nova barra de tarefas alternativa, que conta com um menu iniciar e uma bandeja de aplicativos recentes, no melhor estilo do Windows ou de algumas versões de áreas de trabalho do Linux. Isso é algo muito bem vindo para aqueles usuários que não conseguem se adaptar à usabilidade típica dos dispositivos móveis.

O Android x86 pode ser utilizado tanto a partir de máquinas virtuais (VirtualBox, VMWare, etc) para aqueles usuários que querem testar o sistema operacional, mas não podem comprometer as especificações e configurações do equipamento principal, como também permite a instalação completa nos computadores dos mais corajosos, ou daqueles que contam com um equipamento parado em casa e apto para servir de cobaia para os testes.

O código desse software também foi utilizado como base para projetos de emulação do Android no Windows e Linux, assim como para outros sistemas operacionais alternativos, como é o caso do Remix OS.

 

 

 

E por que não usar o Android no desktop?

 

Algumas pessoas certamente vão estranhar e criticar a iniciativa, afirmando que o Android não foi pensado para essa finalidade. Porém, a tecnologia, assim como a vida, é feita de atitudes inovadoras, que desafiem o status quo e saiam do lugar comum.

Logo, o Android x86 é mais que bem vindo, pois atende a essas necessidades e objetivos. Acho que os que mais reclamam poderiam tentar, nem que fosse apenas pela mera curiosidade, ou para testes pontuais em determinados equipamentos.

Ter um pouco de conhecimento e experiência nunca fez mal a ninguém. Certo?

 

 

Via Android x86, FOSSBytes


Compartilhe