Compartilhe

A Microsoft tem um cemitério de programas que, para o bem ou para o mal, se transformaram em ícones na sua época. Nesse post, ofereço uma compilação com 11 desses softwares míticos, mencionando alguns dos seus substitutos naturais da atualidade.

 

 

MSN Messenger (depois Windows Live Messenger)

 

 

Um dos ícones da década passada. Era o WhatsApp da época, disponível em várias plataformas e muito popular entre os mais jovens (chegou a ter 330 milhões de usuários em 2009). Foi descontinuado em 2013, dois anos depois da Microsoft comprar o Skype, que é o seu substituto natural na empresa.

 

 

Clippy

 

 

Um dos mais amados e um dos mais odiados da história da Microsoft. O assistente do Office era para ser uma interface de usuário inteligente, com interação através de perguntas e respostas. Porém, era extremamente irritante ter o recurso ativo o tempo todo. Foi visto pela última vez no Office 2004, e tem como substituto natural o Cortana, que está integrado em vários aplicativos nativos da Microsoft.

 

 

Windows Movie Maker

 

 

Um editor de vídeo para qualquer pessoa. Extremamente simples, vinha com o Windows de forma nativa. Depois, passou para o pacote Windows Live Essentials 2012 e desapareceu em definitivo em janeiro de 2017. Você ainda ter uma versão funcional do aplicativo, mas que está descontinuada. A Microsoft não implementou um substituto natural, mas opções de editores de vídeo não faltam.

 

 

Outlook Express

 

 

O cliente nativo de e-mail estáva no Windows desde a versão 3.x, e assim ficou até o Windows Vista. Era mais focado aos usuários domésticos (em contraste ao Microsoft Outlook) e se integrava com o Windows Messenger. Foi substituído pelo Windows Mail, que vem pré-instalado no Windows 10, com o nome Mail.

 

 

Microsoft 3D Pinball Space Cadet

 

 

Foi lançado pela Microosft em 1995, e o jogo de pinball se fez presente até o Windows XP. E desapareceu. Não teve nenhum substituto oficial, mas você pode tentar encontrar o instalador do jogo e torcer para não vir um trojan junto de presente. Dá pra dizer que Minercraft e Candy Crush pré-instalados no Windows 10 são os seus substitutos

 

 

Campo Minado

 

 

O lendário jogo chegou no Windows 3.1 em 1992, e foi criado para explorar a novidade da época: o botão direito do mouse. Sua simplicidade tornou o jogo simplesmente viciante para muita gente. O Campo Minado, tal e como conhecemos naquela época, deixou de existir. Porém, a Microsoft tem um sucessor oficial pronto para download na Microsoft Store.

 

 

Encarta

 

 

A Encarta foi a enciclopédia em CD-ROM da Microsoft que se tornou referência de mercado. Ficou disponível até 2009, quando morreu porque a Wikipedia apareceu. E é justamente a Wikipedia a melhor forma de substituir a Encarta nos dias de hoje.

 

 

Microsoft Reader

 

 

Era onde você poderia ler livros eletrônicos no Windows. Evoluiu para receber formatos como PDF ou XPS. Chegou ao mundo em 2000 e foi descontinuado em fevereiro de 2018. O seu substituto foi o Microsoft Edge, novo nabevador do Windows 10 que também permite a leitura de formatos de texto diversos, como ePub, PDF e outros. Mas ainda existe uma versão do Reader disponível para download na Microsoft Store.

 

 

Microsoft Photo Editor

 

 

Estreou no Office 2003, e ficou disponível até o Office 2013, quando foi substituído pelo Microsoft Office Picture Manager. O Windows 10 ainda conta com um aplicativo nativo para gerenciamento de fotos, o Fotos. Sem falar nas diversas alternativas gratuitas disponíveis na internet.

 

 

Windows CD Player

 

 

Por anos foi utilizado para ouvir CDs de áudio no computador. Era um aplicativo de série nas versões mais antigas, como o Windows 98 ou Windows 2000, até que foi descontinuado com a chegada do Windows ME. O seu substituto direto foi o Windows Media, que não recebe atualização há muito tempo. Já no Windows 10, o Filmes e TV e o Microsoft Groove também podem ser utilizados para reprodução musical.

 

 

Microsoft Works

 

 

Por fim, o Works ficou vivo entre 1987 e 2009. Era uma versão mais econômica e com menos recursos do Microsoft Office, com um processador de texto, planilha de cálculos e gerenciamento de base de dados, mas o pacote foi recebendo outros recursos com o passar do tempo, como calendário ou dicionário. Hoje, a Microsoft oferece o Office Home and Student 2019 e o Office 365. Mas considere o LibreOffice como o verdadeiro sucessor do Works, pois é uma suíte de escritório de código aberto para quem não quer pagar por uma licença do Office.

 

 

Paint e Internet Explorer (em breve)

 

 

O Paint ainda não conseguiu morrer no Windows 10, mas o Internet Explorer tem morte certa. Ainda chegam pré-instalados no Windows 10, mas poucas pessoas usam os dois. Ambos já contam com substitutos: Paint 3D e Microsoft Edge. Se bem que, no caso do IE, o seu claro sucessor é o Chrome, que domina o segmento com mãos de ferro.


Compartilhe