TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia 10 coisas que só podemos fazer no Android | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | 10 coisas que só podemos fazer no Android

10 coisas que só podemos fazer no Android

Compartilhe

Não faz muito tempo que escrevemos aqui no blog um post destacando as 10 coisas que apenas os usuários do iOS podem fazer, deixando de fora aqueles que optaram pelo Android como sistema operacional móvel.

Mas entendemos que não é justo deixar o pessoal do sistema operacional móvel do Google esquecido no churrasco, e vale a pena fazer o post onde enaltecemos as tarefas que apenas os usuários do Android podem realizar nos seus smartphones.

Ou seja, dessa vez, quem fica de fora das dicas é o iOS. Mas não por muito tempo. Sempre estamos publicando dicas que podem fazer o seu dia a dia no smartphone algo muito mais prático.

 

 

 

Instalação de aplicativos que não estão na Google Play Store

Há quem diga que, mais cedo ou mais tarde, a Apple se verá obrigada a abrir o “sideloading”, ou a instalação de aplicativos que não estão na App Store. Até lá, só o Android permite isso, e este é um dos grandes diferenciais deste sistema operacional.

 

 

 

As caixas de aplicativos

A Apple “pegou emprestado” do Android a caixa de aplicativos, mas não o fez da mesma forma: no iOS, a biblioteca de apps é organizada automaticamente pelo próprio sistema operacional, que classifica os programas dentro do carrossel da área de trabalho. Já o Android permite o acesso dos programas instalados no smartphone com apenas um gesto.

 

 

 

Seleção de texto a partir do menu dos aplicativos abertos

Este é um dos recursos mais práticos do sistema operacional Android, pois permite a mágica de permite a cópia de texto a partir de um aplicativo que está em segundo plano. E nem tente fazer isso no iOS.

 

 

 

Gerenciamento completo de permissões

O iOS permite gerenciar as permissões concedidas para localização, dados armazenados ou o uso da câmera do iPhone, e isso não chega nem perto do Android, que permite uma quantidade de permissões simplesmente gigantesca.

 

 

 

Mudar a aparência do smartphone com um launcher

Desde o seu primeiro dia de vida, o Android permite a personalização da interface do smartphone ao extremo, com uma simples instalação de aplicativos como launchers. Os usuários do iPhone só sonham com isso, apesar do relativo nível de personalização que estreou no iOS 14 (mas sem chegar perto do que o Google permite no seu sistema operacional móvel).

 

 

 

Aplicativos em tela dividida

O iPadOS possui suporte para múltiplas janelas, mas a Apple não incluiu esse recurso no iOS. Já o Android possui essa funcionalidade há muito tempo, e isso também é invejado pelos usuários do iPhone.

 

 

 

Janelas flutuantes

Smartphones de marcas populares como Samsung ou Xiaomi permitem que o usuário execute aplicativos em janelas flutuantes, em um formato que lembra o post-it. Pergunta se tem isso no iOS (DICA: leia o item anterior com atenção).

 

 

 

Canais de notificações

No Android, você pode silenciar itens específicos dos aplicativos no lugar de colocar no mudo todos os alertas. Para isso, ele se vale dos canais de notificação, um recurso que é muito útil e versátil para qualquer usuário.

 

 

 

Capturas de tela com gestos deslizantes na tela

O Android permite que você capture uma página web completa ou várias postagens de um mural do Facebook com um simples deslizar de dedos na tela durante o processo de captura de imagem. No iPhone, você só tem a captura simples de tela, com a combinação de teclas físicas do telefone.

 

 

 

Sincronização de dados em segundo plano

O Android permite (por exemplo) o download da biblioteca de músicas do Spotify sem ter a tela do software de streaming de música em evidência, ou sincronizar a galeria completa do Google Fotos com o seu aplicativo em segundo plano. Já no iOS, a única forma de garantir essa sincronização de forma eficiente é não apagando a tela do iPhone, o que invariavelmente resulta em um gasto extra de bateria do telefone.


Compartilhe