Arquivo para a tag: xbox

Microsoft admite que o PC eclipsou os consoles

by

xbox-one-gears-of-war-collection microsoft

Albert Penello, diretor sênior de gestão e planejamento de produto da divisão Xbox, reconheceu abertamente em uma entrevista recente que o PC eclipsou os consoles.

“Nos últimos cinco anos, houve um verdadeiro renascimento dos games no PC, e isso aconteceu graças à NVIDIA e AMD, que investem em maximizar o desempenho nos modelos top de linha, ao ponto que os PCs eclipsaram os consoles mais do que nunca. De fato, antes os consoles lideravam, e os PCs levavam um tempo para chegar no mesmo nível”. 

Penello tem razão, mas é interessante observar também o tema do desenvolvimento centrado nos consoles, e em como e lastra o correto aproveitamento do PC, e das adaptações mal finalizadas. Um exemplo que surpreende (negativamente) é o de Quantum Break, jogo distribuído pela Microsoft Studios como exclusivo para Xbox One e PC.

De qualquer forma, temos que reconhecer que o Xbox 360 e o PS3 também deram sinais de esgotamento com o lançamento das placas GTX 200 e Radeon HD 4000 entre 2008 e 2009. A adaptação do primeiro Crysis é um exemplo claro do que estamos falando.

 

 

Via TweakTown

Como poderia ter sido o controle do primeiro Xbox

by

controle original do xbox

Seamus Blackley, criador do primeiro Xbox, compartilhou alguns esboços conceituais que mostram como poderia ter sido o controle do console da Microsoft.

Os desenhos lembram muito o controle do Dreamcast, com um design em particular que é quase uma cópia do periférico do finado console da SEGA (desenvolvido em parceria com a própria Microsoft, é sempre bom lembrar). Além disso, chama a atenção o fato de todos os conceitos contarem com uma pequena tela central, em um conceito similar ao Visual Memory, que atuava como dispositivo de armazenamento de jogos, exibia informações dos jogos utilizados e rodava alguns minijogos independentes.

 

No final, um controle enorme, porém, ergonômico

No final das contas, o controle do primeiro Xbox abandonou a ideia de tela secundária, e optou por um enorme logotipo com o nome e o “X” que identificava o console. Era um controle enorme, mas com sticks analógicos com posição cômoda, com slots para cartões de memória.

Felizmente, a Microsoft reconheceu que o tamanho era exagerado, e lançou um segundo controle menor e com design mais ergonômico, mas mantendo um design base e os sticks. A segunda versão serviu de base para os controles que vimos no Xbox 360 e Xbox One, dois dos melhores controles entre todas as plataformas de games.

Imagens dos conceitos imaginados para o controle do Xbox a seguir.

conceito controle xbox 01 conceito controle xbox 02 conceito controle xbox 03 conceito controle xbox 04 conceito controle xbox 05

Via WCCFTech

Nintendo e Sony disseram NÃO para um console com a Microsoft

by

Xbox Microsoft

Como alguns de vocês bem sabem, a SEGA desenvolveu o último console da sua história em parceria com a Microsoft. O SEGA Dreamcast é um sistema fantástico, e sem dúvida é um dos melhores consoles dos japoneses. Mas infelizmente não pode competir com o PS2, e acabou saindo do mercado no primeiro trimestre de 2001.

A saída da SEGA do mercado de games deixou a Microsoft em uma posição incerta, já que a empresa de Bill Gates queria se aventurar nesse mercado, mas não queria fazer isso de forma totalmente independente, já que tinha dúvidas sobre o seu possível sucesso pela ausência de reconhecimento no setor, que contava com outras empresas como Sony e Nintendo.

 

E as duas disseram NÃO para a Microsoft

Isso fez com que a Microsoft tentasse negociar um acordo de lançamento conjunto de um console com Nintendo e Sony, inclusive chegando a oferecer condições muito vantajosas e com o próprio Bill Gates intervindo nas negociações. Mas as duas recusaram a proposta.

Felizmente, isso não freou os intentos da Microsoft, que lançou o Xbox no final de 2001. O console foi o mais potente de sua geração, por conta do seu processador Intel Pentium de 733 MHz, 64 MB de RAM e gráficos GeForce 3 TI personalizada.

Era praticamente um PC, mas diferente do que aconteceu com o Xbox One e o PS4, o primeiro Xbox contava com o hardware mais potente da época, o que permitiu que ele recebesse jogos impressionantes, enfatizando as carências do PS2. Halo 2, DOOM III, Half Life 2 e Project Gotham Racing 2 são claros exemplos disso.

Via WCCFTech

Vendas de smartphones da Microsoft caem 73%, e não se vê luz no fim do túnel

by

windows-10-mobile-final

A Microsoft apresentou os seus relatórios financeiros do primeiro trimestre de 2016, e apresentou números abaixo das expectativas, reforçando a tendência de queda dos trimestres anteriores. Com receita de US$ 20.5 bilhões e lucros líquidos de US$ 3.8 bilhões, as quedas foram de 5.5% e 24% respectivamente, em relação ao mesmo período do ano anterior. Com isso, as ações da empresa caíram levemente.

A situação dos smartphones da Microsoft só se complica. A receita dessa divisão caiu 46% em relação ao ano anterior. São 2.3 milhões de dispositivos Lumia vendidos, uma queda absurda de 73% em comparação com o mesmo período de 2015, e não é surpresa ver que, no trimestre anterior, a queda foi de 54%. Ou seja, a tendência é de queda, e não há previsão de mudanças.

Mesmo assim, a boa notícia é que o Surface foi o negócio de hardware de maior sucesso da Microsoft, com aumento nas vendas de 61% (US$ 1.1 bilhão em receita). Mas não foi informada a participação de cada um dos produtos nesses lucros. O Xbox mostra 9% de aumento na venda de jogos, 18% a mais de receita na publicidade, 22% de aumento nas assinaturas e transações na Xbox Live, e 26% a mais de usuários ativos (46 milhões em todo o planeta).

As outras três linhas com crescimentos foram a Intelligent Cloud (Azure, Windows Server) com receita de US$ 6.1 bilhões (3% a mais que em 2015), a More Personal Computing (Windows 10) e a Productivity & Business Services (Office), com ganhos de 1% cada uma.

A More Personal Computing apresentou uma queda de 26% nas receitas por licenças de patentes, e a Azure é o grande negócio na nuvem para a Microsoft, com um brutal aumento de 120%. Por fim, o Office 365 conta com 22.2 milhões de assinantes.

Não é um cenário simples para a Microsoft. Sua aposta na nuvem foi a melhor decisão que eles tomaram, e ao lado do Surface, é o que mantem a empresa em alta. Nem o Windows 10, nem o Office se destacam, e isso acontece principalmente por conta da queda nas vendas de PCs. A situação dos smartphones é bem preocupante, já que até agora não há uma estratégia clara e agressiva para impulsionar o setor.

Porém, Satya Nadella já esclareceu que eles estão conscientes do problema, e que tomarão providências sobre o assunto. Mas o que fica cada vez mais claro é que o negócio de smartphones deixou de ser uma prioridade para a Microsoft.

Para quem gastou o rico dinheirinho no Windows 10 Mobile… lamento por você. De verdade.

Via Microsoft

Xbox NeXt, o novo console da Microsoft?

by

xboxone

O perfil profissional de David Gardner, designer chefe na divisão do Xbox, mostra uma referência clara a algo conhecido como Xbox NeXt, um nome que disparou os alarmes das especulações.

Todos os veículos parecem estar de acordo em que pode se tratar da próxima geração de consoles da Microsoft, e o sucessor do Xbox One. É preciso lembrar que Phil Spencer já disse claramente que não gosta da ideia de lançar um ‘Xbox One e meio’, com referência clara aos rumores sobre o lançamento de um PS4.5, de modo que o Xbox NeXt pode ser mesmo um novo console de nova geração, marcando uma grande mudança em relação ao modelo anterior.

perfil-david-xbox-next

Porém, por conta das poucas informações, nada pode ser descartado. Logo, podemos considerar três possíveis opções:

1. Pode ser um sucessor do Xbox One, com a possibilidade de ser baseado em uma APU da AMD com GPU Polaris e CPU Zen.
2. Pode ser uma revisão do Xbox One, algo como um modelo ‘slim’, mais eficiente e com tamanho menor, mas sem mudanças de desempenho.
3. (A menos provável) Pode ser uma resposta ao PS4.5, um Xbox One com melhor hardware, mas sem ser um console de nova geração.

Tomando o exposto com cautela, nada é confirmado pela Microsoft de forma oficial.

Via TweakTown

Xbox One terá cross-network com PC e outros consoles

by

gamers-jogando-xbox-one

Chris Charla, diretora da plataforma Xbox, confirmou durante o evento para desenvolvedores ID@Xbox que o Xbox One vai receber em breve o cross-network, permitindo a realização de partidas entre jogadores de PC e até de outras plataformas.

A ideia consiste em interconectar as redes das diferentes plataformas, para cruzar jogadores em uma mesma partida, independente dessa plataforma. Um dos primeiros jogos a fazer uso da nova funcionalidade é Rocket League (Psyonix), e apesar de garantirem o cruzamento entre Xbox One e PC, as demais redes estão convidadas a participar, de modo que precisamos ver o que a Sony pensa a respeito disso.

Pode ser que essa função não chame muita a atenção de alugns, mas é sem dúvida um movimento que podem melhorar e muito as partidas multiplayer. Se você está temendo encontra gamers com mouse e teclado em jogos de primeira pessoa, sempre é possível selecionar exclusivamente os jogadores do Xbox One.

Via Xbox

Phil Spencer esclarece a ideia de um Xbox com hardware atualizável

by

xboxone

Phil Spencer, chefe da divisão do Xbox na Microsoft, falou sobre a possibilidade de um próximo Xbox com hardware atualizável. Não é surpreendente o conceito, visto que o Xbox One é basicamente um PC voltado para o entretenimento, e pode ser uma boa ideia, desde que implementada de forma correta. As especulações vieram, e Spencer quis esclarecer as coisas.

A primeira coisa que é preciso ter claro é que sua ideia não é tão simples como abrir o console e atualizar o hardware por nossa conta, e não é isso o que o executivo da Microsoft tem em mente. Eles não vão vender o próximo console com um kit de chaves de fenda. Entendam isso.

A Microsoft é consciente de que, apesar desse foco “tipo PC” que os consoles possuem hoje, há linhas que não podem ser ultrapassadas, e uma delas é o hardware e suas atualizações. A ideia de um Xbox com hardware atualizável é uma possibilidade “distante”, e que caso acabe se materializando, seria feita de forma muito particular, para evitar ultrapassar essa linha existente entre PCs e consoles.

Com tudo isso, uma coisa fica bem clara: teremos um sucessor do Xbox One.

Via WCCFTech

Próximo console da Microsoft seria atualizável

by

xboxone

O próximo console da Microsoft seria atualizável, do mesmo modo que fazemos hoje com um PC, mas com um maior controle da gigante de Redmond.

Quem informa é o chefe da divisão do Xbox, Phil Spencer. Em entrevista, o executivo explica que o hardware dos consoles pode e deve ser expansível, tal e como acontece nos computadores, e que o modelo atual de lançamento de uma nova geração de consoles a cada seis ou sete anos pode estar chegando ao fim.

“Veremos em outras plataformas, seja nos smartphones ou no PC, uma inovação contínua que poucas vezes se viu nos consoles. Os videogames bloqueiam o hardware e o software no começo de cada geração. Logo, temos que esperar a próxima geração, seis ou sete anos depois, enquanto que outros ecossistemas são cada vez melhores e mais rápidos”.

Phil Spencer continua nas suas teorias:

“Quando um usuário comprou o seu console, ele estava na frente da curva de desempenho/preço em relação a um PC. Mas depois de um tempo, os computadores são mais baratos e os smartphones mais capazes”.

O chefe do Xbox não quis anunciou o destino para o hardware, nem explicou como eles fariam essa atualização do futuro console da Microsoft, mas prometeu inovações e mais comprometimento do que nunca com os videogames.

Seria o próximo console da Microsoft, na verdade, um PC modular dedicado? Uma Steam Machine da Microsoft com Windows 10? Pensando no hardware do Xbox One (mais PC do que nunca), a unificação pretendida com o Windows 10 e a maior integração do Xbox em todo o ecossistema de equipamentos com o sistema operacional, não é uma hipótese tão absurda assim.

Via Polygon

Xbox One melhora as salas de chat e o gerenciamento de jogos do Xbox 360

by

xboxone

A Microsoft apresentou as novidades de sua atualização mensal do Xbox One, para o mês de março de 2016. Várias melhorias de software desembarcam, chamando a atenção especialmente pela inclusão de itens que os usuários estavam solicitando nos fóruns oficiais do Xbox.

O Xbox One recebe melhorias no gerenciamento dos jogos do Xbox 360, já que agora apareceram na mesma ordem que os títulos do Xbox One são exibidos, permitindo uma localização mais rápida do jogo e um download imediato. Também foram melhoradas as salas de chat, que tem agora o áudio do jogador e dos seus amigos para uma transmissão por streaming via Twitch, podendo reunir até 16 amigos ao mesmo tempo, na mesma sala.

Os clipes do Game DVR subiram para até 5 minutos, podendo escolher entre gravações de 15, 30 e 45 segundos, 1, 3 e 5 minutos. A troca entre aplicativos e a revisão de conquistas está mais intuitiva, e os vídeos podem ser reproduzidos diretamente no feed de atividades.

Todas essas novidades chegarão com a atualização que será lançada nas próximas semanas. Os membros do programa Xbox One Preview poderão baixar o novo software a partir de hoje.

 

Via Major Nelson

Microsoft: Surface em alta, e o Lumia despenca 49% em vendas

by

surface-book-teaser

A Microsoft anunciou os seus resultados financeiros para o quarto trimestre d e 2015, que ilustram claramente dois cenários bem definidos: a linha Surface está em ascensão, e a linha Lumia despencou.

As vendas dos modelos Surface Pro 4 e Surface Book resultaram em um crescimento de 29% nas vendas geradas peça família Surface (de US$ 1.1 bilhão para US$ 1.35 bilhão). Por outro lado, a família de smartphones sofreu uma queda nas vendas de assustadores 49%. Levando em conta que os modelos Lumia 950 e Lumia 950 XL parecem não estar a altura dos grandes do mercado, é normal ver essa tendência de queda que arrasta a empresa com a sua linha de telefones há vários meses.

Em linhas gerais, o último trimestre de 2015 não foi bom para a Microsoft. As vendas caíram em 10% em relação ao ano passado (de US$ 26 bilhões para US$ 23 bilhões), com uma queda nos lucros de 15% (de US$ 5.8 bilhões para US$ 5 bilhões). Quem obteve grande lucro é o segmento de serviços na nuvem, como o Azure, com aumento de 140%.

O Office 365 também cresceu 70% nos lucros em relação ao ano passado, alcançando 20.6 milhões de usuários. O setor de games acumula um total de 48 milhões de usuários ativos, um crescimento de 30%. Se o hardware não está nos seus melhores momentos, o software parece ser a solução dos problemas. O Skype (por exemplo) foi baixado por mais de 900 milhões de vezes no iOS e no Android, e as ferramentas do Office acumularam mais de 340 milhões de downloads.

Traduzindo: mantida a tradição da Microsoft se dar melhor no software.

Via Microsoft

O que acontece se você deixa de pagar a Xbox Live Gold?

by

Xbox-

A Xbox Live Gold se transformou em um complemento (quase) imprescindível para aproveitar o máximo potencial do Xbox 360 e Xbox One, acompanhando a evolução dos consoles e indo além de ser uma simples plataforma de jogo online. Mesmo assim, nem todos os usuários sabem a resposta de uma importante questão: o que acontece se abandonamos a nossa assinatura no serviço?

Resumo das respostas a seguir:

1. Você mantém os jogos do Xbox 360. Todos os jogos adquiridos de forma gratuita ficam com você, e você pode seguir jogando sem problemas.
2. Você NÃO poderá jogar os games do Xbox One adquiridos, mas os nossos dados não se perderão, e uma vez que a assinatura é reativada, você poderá voltar a jogar todos os títulos adquiridos.
3. A maioria dos aplicativos funcionarão sem problemas, de modo que as capacidades multimídia do console não serão afetadas.
4. O jogo online ficará muito limitado, já que na prática não será possível aproveitar desse recursos, salvo em situações excepcionais e jogos de natureza online.
5. Nossos consoles continuam a ter funções online, de modo que podemos acessar a conteúdos e contactar nossos amigos, por exemplo.

Via Winbeta

Um console portátil em um controle do Xbox, com uma Raspberry Pi Zero

by

console-em-um-controle-do-xbox

Um usuário chamado Terence Eden decidiu integrar a Raspberry Pi Zero em um controle do Xbox (o primeiro), que é especialmente grande. Com isso, conseguiu um console portátil que roda jogos como Doom, com a ajuda do projeto RetroPie.

O usuário explica em seu blog todos os passos do processo de montagem, explicando que não pode abrigar completamente o miniPC no controle, deixando assim uma parte aberta para utilizar os conectores da Raspberry Pi Zero na hora de alimentar a placa e obter a saída de vídeo por miniHDMI.

Os botões e direcionais foram conectados a um cabo USB OTG, que simplesmente conectou cada cabo de forma adequada. A partir daí, bastava instalar uma ROM pré-compilada do RetroPie para usar na Raspberry Pi. O controle foi detectado de forma direta e sem problemas.

Via Terence Eden

Um dos criadores do Xbox Live abandona a Microsoft

by

xbox-event

O homem que ajudou a transformar a Xbox Live de uma rede de PCs de desenvolvedores para um serviço com mais de 39 milhões de usuários abandonou a Microsoft. Eric Neustadter trabalhou na empresa durante 18 anos e meio, dos quais 14 e meio foram dedicados ao Xbox, onde recentemente desempenhou o papel de diretor de arquitetura.

Ele voltou recentemente de um período sabático, mas parece que esse descanso não foi suficiente para o co-anfitrião do podcast do Major Nelson, e ele decidiu sair da Microsoft, sem deixar pistas do que fará a seguir.

Via Twitter

Chega ao Brasil o novo HD da Seagate para Xbox

by

game-drive-for-xbox-bob-hi-res

A Seagate Technology anunciou na Gamescom o novo Game Drive para Xbox com 2Tb de capacidade, resultado da parceria com a Microsoft. Já à venda no Brasil, o novo drive externo foi desenvolvido para complementar o tema da Xbox e fconfigurado para uma conexão simples plug-and-play com os consoles Xbox One™ ou Xbox 360®.

Hoje, a instalação de um game pode ocupar de 35 a 50Gb, é importante possuir espaço em um console que suporte uma biblioteca robusta de games para Xbox. Com o Seagate Game Drive não será mais necessário deletar jogos para abrir espaço no console.

game-drive-for-xbox-main-hi-res

O Game Drive para Xbox é um drive com conexão USB 3.0, na cor verde com preta, com ambos os logos Seagate e Xbox. O drive compacto e portátil permite que todo o catálogo de jogos e conquistas do usuário seja jogado em qualquer Xbox One ou Xbox 360.

O produto custa no Brasil em torno de R$799,00.

Microsoft no 3º trimestre de 2015: menos Windows Phone, mais Azure e Office

by

microsoft-headquarters

A Microsoft anunciou ontem (22) os resultados financeiros do terceiro trimestre de 2015, mostrando quedas nos setores de consumo e crescimento em tudo o que é relativo ao negócio na nuvem e aplicativos profissionais. Além disso, a empresa anunciou mais uma leva de demissões, com 1.000 funcionários que serão dispensados.

São os primeiros resultados sob a nova estrutura de relatório financeiro da Microsoft, que reduz a três seguimentos que mostram o foco de Nadella com a empresa. Os lucros totais em 12 meses caíram de US$ 23 bilhões para US$ 21.6 bilhões, mas o lucro líquido aumentou para US$ 4.62 bilhões. Os dados superaram as previsões dos analistas, o que fez com que as ações da Microsoft subissem em 6%.

Vale destacar o forte aumento nos negócios relacionados ao Azure (duplicou no último ano), o aumento dos lucros pelo Office (5%), e o aumento de assinantes do Office 365 (de 3 milhões para 18.2 milhões), além do Dynamics, que cresceu 12%. O segmento Intelligent Cloud, que inclui produtos e serviços para servidores, acumularam US$ 5.9 bilhões, com um aumento de 14%, já descontando o impacto da variação do dólar.

Já a divisão More Personal Computing registrou queda de 17% em um ano (US$ 9.4 bilhões). As vendas de licenças Windows caíram 6%, os as vendas do Surface passaram de US$ 908 milhões para US$ 672 milhões, e os ingressos do segmento Windows Phone despencaram 54%. As vendas do hardware Xbox também registraram queda, mas o número de usuários registrados na Xbox Live aumentou em 6%, gerando US$ 39 milhões em vendas.

O relatório confirma a tendência dos últimos meses: as licenças Windows OEM seguem caindo na mesma medida que o mercado de PCs sofre queda nas vendas. Os resultados financeiros da Intel e AMD também confirmam isso. A queda de vendas do Surface é explicada pela espera do consumidor pelos novos produtos, e tanto o Surface Book como o Surface Pro 4 devem recuperar terreno nos próximos trimestres.

Sobre o Windows Phone, o fiasco continua. A nova estratégia contempla poucos smartphones Lumia, mas dispositivos melhores, com Windows 10 Mobile e a ajuda de parceiros, como a Acer (com o Jade Primo). A queda do hardware Xbox é motivada pela queda de produção e distribuição do Xbox 360, que deve ser descontinuado em breve. Já o Xbox One segue recuperando terreno diante do PS4.

Via Microsoft

Phil Spencer, chefe do Xbox, estará presente na BGS 2015

by

unnamed

Phil Spencer, responsável pela divisão do Xbox na Microsoft, confirmou a sua presença na Brasil Game Show 2015, principal evento de games da América Latina, que acontece em São Paulo (SP), entre os dias 8 e 12 de outubro.

A Microsoft passa por um momento de recuperação nas vendas do Xbox One em todo o planeta, e a presença de Spencer reforça a importância que a empresa dá para o mercado brasileiro a algum tempo. Não só por conta da produção local dos consoles (o que ajuda a reduzir o custo final do produto), mas também pelas eventuais promoções locais e inclusão do país nos principais lançamentos dos seus títulos.

A Brasil Game Show 2015 já conta com diversos parceiros entre os fabricantes e e-commerces para que o evento seja ainda maior nesse ano. As cotas de ingresso já estão quase esgotadas, e tudo indica que a participação dos fãs será intensa.

Serviço – BGS 2015

Quando: 08 a 12 de outubro (08 só para business e imprensa)
Onde: Expo Center Norte
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme – SP
Horário: 13h às 21h
Ingressos: até 14 de setembro de 2015: R$ 69,00 (individual meia-entrada) e R$ 276,00 (passaporte meia-entrada)
Outras opções de ingressos e preços podem ser obtidas no site http://www.brasilgameshow.com.br/sou-visitante/ingressos
Meia-entrada: benefício válido para doadores de 1kg de alimento não-perecível na entrada do evento, além de estudantes, portadores de necessidades especiais, idosos com idade a partir de 60 anos e professores, todos mediante apresentação de comprovação.40

Próximo console da Microsoft vai adotar exclusivamente os downloads digitais

by

xbox-one

Robbie Bach, que foi o principal responsável da divisão Xbox na Microsoft (até 2010), afirma que a empresa aprendeu com os erros do passado em relação ao Xbox One, a ponto de afirmar que a próxima geração do console vai abandonar de uma vez por todas os formatos físicos, para adotar o modelo de downloads digitais.

Não é provável que nessa futura nova interação do console da Microsoft tenhamos DVDs ou Blu-rays (ou qualquer formato físico) para os jogos, algo que foi adotado para o Xbox One, mas que foi descartado diante das críticas dos usuários e da indústria. O modelo oferecia muitas vantagens interessantes, e teoricamente compartilhará as virtudes de modelos de negócio, como o popular Steam, mas no final tudo ficou de lado para adotar o modelo conservador, baseado nos discos, que foram combinados com os downloads digitais.

A má comunicação provocou um arranque muito mais forte nas vendas por parte do PS4 da Sony, mas Bach entende que essa é uma maratona, e não uma corrida de tiro curto. Fato é que o Xbox One está ganhando terreno, e para isso a Microsoft teve que tomar decisões difíceis, como remover o Kinect como item obrigatório (para igualar os preços nos EUA) e aderir à retrocompatibilidade com os jogos do Xbox 360.

A batalha ainda está no começo, e os dois principais competidores certamente vão nos reservar mais surpresas no futuro.

 

Via HotHardware

Windows 10 NÃO vai modificar PCs e consoles para evitar o uso de jogos piratas

by

windows-10-topo

Foi uma das notícias do final de semana. A análise do Contrato de Serviços da Microsoft (EULA) na Europa indica que, ao aceitarmos usar os serviços da empresa, estamos aceitando também que a Microsoft impeça a utilização de ‘jogos falsificados ou dispositivos periféricos com hardware não autorizado’. Hoje, temos esclarecimentos sobre o assunto.

Na seção 7b do contrato, aparece a menção específica para esse tipo de atuação que faria com que a Microsoft ‘vigiasse’ a instalação de softwares piratas ou de hardware não autorizado. As críticas chegaram – e continuam chegando – por conta da cláusula, mas a própria Microsoft lembra que tal cláusula está presente nos seus consoles há anos.

O termo não se refere ao Windows 10, mas sim aos serviços da Microsoft. O novo sistema operacional tem os seus próprios termos de licença, e tal como foi explicado no Reddit, nem há menção do Windows 10 na polêmica EULA.

A luta da Microsoft contra a pirataria de software e hardware vem de longa data, e eles trataram de impulsionar a sua iniciativa Windows Live Games que aproveitava de mecanismos DRM para evitar os jogos falsificados. Mas parece que tudo mudou depois de abandonar esse programa e dar suporte ao Steam, plataforma de distribuição de jogos para Windows mais popular do mercado. A Microsoft também lutou contra o hardware modificado, nesse caso em particular, contra os consoles Xbox piratas, banindo essas contas da Xbox Live.

ban-xbox-live

A prestação de serviços da Microsoft (atualizações de segurança, possibilidade de jogar online, etc) pode ser aparentemente vetada aos usuários com sistemas irregulares. Jogar com cópias falsificadas pode impedir de jogar online com outros usuários nas redes oficiais da Microsoft, tal como acontece até agora, já que utiliza consoles modificados para jogar online com cópias piratas dos jogos.

Logo, o tal Contrato de Serviços parece se alinhar com as ações que impedem o uso de um software falsificado ou hardware modificado, e parece lógico que a Microsoft tente evitar essas situações. Porém, a unificação do Windows 10 e seu caráter ‘universal’ faz com que novos termos de uso sejam esclarecidos em detalhes para cada plataforma.

Via PC Authority

Saga Halo já vendeu 65 milhões de unidades

by

halo

Halo: Combat Evolved foi lançado em 2001, com o lançamento do primeiro Xbox, e foi um sucesso de crítica e vendas, sendo fundamental para definir o DNA dos consoles da Microsoft, oferecendo um perfil muito centrado nos jogos de ação.

Desenvolvido primeiro pela Bungie, foi para as mãos da 343 Studios, que transformou a saga Halo em um fenômeno para diferentes tipos de produtos, incluindo graphic novels, séries de TV e todo o tipo de produtos licenciados.

Agora, a Microsoft informa que a saga Halo já vendeu 65 milhões de unidades, somando todas as suas aparições para todas as plataformas disponíveis, entre as quais se destaca o Xbox 360, que acumula 6 dos 10 títulos lançados. Os números de vendas renderam para a Microsoft um volume de vendas de US$ 3.4 bilhões.

Agora, resta saber como será recebido o novo Halo 5: Guardians, que será lançado nos próximos meses.

Via Neowin