Arquivo para a tag: Software

Todos os smartphones com Windows Phone 8 poderão ser atualizados para o Windows 10

by

nokia-lumia-930-07

Se você tem hoje um smartphone com Windows Phone 8, terá um smartphone com Windows 10 no futuro. Essa conclusão simples e radical pode ser extraída das mensagens publicadas pela conta oficial do Microsoft Lumia no Twitter, ao responder a pergunta de um dos usuários.

A empresa deixa claro que pensa em atualizar no futuro todos os dispositivos com Windows Phone 8 para Windows 10. Obviamente, não fica claro quando nem como isso vai acontecer, mas ao menos é uma boa notícia para muitos usuários que temiam não receber a atualização em seu dispositivo.

Por outro lado, as declarações da Microsoft também confirmam que a palavra ‘Phone’ vai desaparecer da descrição da modalidade do sistema operacional, sendo este um movimento esperado se levarmos em consideração que a Microsoft descreve o Windows 10 como um único sistema operacional compatível com todas as plataformas.

Em todo o caso, a confirmação da atualização para o Windows 10 é uma excelente notícia para os usuários do sistema operacional da Microsoft. Um movimento que ajuda a recuperar a confiança daqueles que não puderam atualizar do Windows Phone 7 para o Windows Phone 8. Decisão essa que desagradou muita gente.

Via Pocket-Lint, @Lumia

Smartphones Samsung passam a contar com a tecnologia de segurança da BlackBerry

by

650_1000_samsung-knox-blackberry

Samsung e BlackBerry anunciam o início de uma parceria que tem como objetivo tornar os smartphones Android dos coreanos mais seguros. Os canadenses informaram que o seu sistema de servidores BES12 vai se integrar com a plataforma de segurança da Samsung, o KNOX.

No começo de 2015, smartphones e tablets Samsung Galaxy poderão contar com as primeiras opções de segurança combinadas, pegando o melhor das duas empresas. As soluções são focadas principalmente nas empresas e entidades governamentais, segmentos que a Samsung quer avançar em sua cota de mercado.

A partir de agora, podemos esperar soluções de segurança que melhoram a experiência do usuário – e a segurança das empresas -, ao poder separar dados pessoais e corporativos com maior facilidade, além de maiores possibilidades de codificação de dados.

650_1000_knox

Para a BlackBerry, o acordo pode ajudar e muito em uma época de vacas magras para a empresa, mas também para ganhar relevância em um dos segmentos onde a empresa possui uma grande experiência. Para a Samsung, podemos ter uma melhora sensível no KNOX, um sistema que recentemente levantou muitas dúvidas sobre sua eficiência.

No começo de 2014, o Samung KNOX e alguns dispositivos foram aprovados pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos e pelo governo do Reino Unido. Os coreanos também estão trabalhando com o Google na integração do KNOX no Android Lollipop.

Mas ao longo do mesmo ano de 2014, foram descobertas vulnerabilidades que a companhia coreana tenta resolver de forma prioritária, além de incluir mais soluções de hardware, como a introdução de sensores de digitais em vários dispositivos. Parece que o acordo com a Blackberry é uma das melhores coisas que poderia acontecer para os coreanos nesse aspecto.

Via BlackBerrySamsung

iOS 8 alcança os 50% de presença em dispositivos Apple

by

ios8-960

A página de suporte para desenvolvedores da Apple publicou dados atualizados sobre a cota de mercado das diferentes versões dos seus dispositivos. O iOS 8 superou a barreira dos 50% de participação, ou seja, está presente em pelo menos um de cada dois dispositivos móveis da gigante de Cupertino.

De fato, o iOS 8 tem hoje uma cota de 52%, enquanto que o iOS 7 caiu para 43%. Os 5% estão distribuídos com as versões anteriores e em dispositivos que provavelmente não podem mais ser atualizados.

Não faz muito tempo (começo de outubro) que Tim Cook confirmou que a adoção do iOS 8 era de 48%, e o novo estudo reforça a impressão que a adoção da versão é mais lenta do que o esperado, muito por conta – entre outras coisas – do espaço livre necessário para a sua instalação.

A nova versão oferece diversas melhorias, uma aparência adaptada para os novos iPhone 6 e iPhone 6 Plus, o Apple Pay e opções de convergência com o OS X 10.10 Yosemite, entre outros.

Via The Next Web

Plex chega ao Xbox 360 e Xbox One

by

plex-xbox-one

Os consoles Xbox 360 e Xbox One receberão em breve os serviços de streaming de vídeos do Plex. A novidade chega primeiro nos Estados Unidos, e estará disponível para todos que contam com uma conta Plex Pass (em um momento posterior, os usuários poderão pagar um valor mensal, ainda a ser anunciado).

O Plex para o Xbox vai permitir o controle dos conteúdos da biblioteca com gestos e comandos de voz via Kinect, podendo pausar a reprodução com o gesto de uma mão, ou buscar um filme falando o seu nome, oferecendo a mesma interface encontrada nos menus do console.

A confirmação da presença do Flex no Xbox foi feita pelo blog oficial do serviço de streaming.

vgc-img-alt-33f4da3f4a8ef83fc347e0f2eb764a89

Via Flex

Muito cuidado! Vulnerabilidade BadUSB não afeta apenas os pendrives

by

650_1000_650_1000_usb

No final de julho, a vulnerabilidade BadUSB foi conhecida pelo grande público. Essa ameaça permite integrar todo o tipo de malware em dispositivos que utilizam conexões USB. Os pesquisadores responsáveis pela descoberta da falha não publicaram o código que permitia essa vulnerabilidade, e outros dois especialistas em segurança anunciaram que fizeram engenharia reversa no BadUSB publicaram o código no GitHub, mostrando o potencial perigo que a falha representa.

O objetivo pelos responsáveis da publicação do código é pressionar os fabricantes a buscarem uma solução para o problema. Se os atacantes conseguirem reprogramar o firmware USB, esse tipo de ataque pode se tornar uma ameaça muito maior que já é. A única forma de controlar a vulnerabilidade é (talvez) adicionar uma nova capa de segurança no firmware, que pode obrigar a lançar uma atualização completa do padrão USB, algo que levaria anos para controlar o problema de forma efetiva.

A única recomendação para o momento é: cuidado redobrado na hora de conectar qualquer dispositivo USB (e não apenas os pendrives) no seu computador. Por enquanto, os especialistas em segurança informam que não há uma correção possível (apesar de um teste de conceito para dispositivos Android já estar disponível).

Caso apareçam novidades sobre o assunto, publicaremos no blog. Até lá, cuidado com o que você vai conectar no seu computador.

Via Wired

iOS 8.0.2 já está disponível para download

by

iPhone_6_family

Depois de todos os problemas provocados pela atualização 8.0.1, a Apple lança uma nova atualização do iOS, que deve corrigir todos os erros presentes, colocando as coisas em ordem. O iOS 8.0.2 já está disponível para download, e com ele temos as correções já oferecidas na versão anterior, além de garantir o funcionamento das funções de conectividade e do TouchID.

De acordo com a Apple, o número de dispositivos afetadas pelos problemas do iOS 8.0.1 é de aproximadamente 40 mil, e os primeiros usuários que atualizaram os seus telefones afirmam que o dispositivo voltou a funcionar corretamente.

De qualquer forma, pelo sim, pelo não, realizem o update o quanto antes.

Via Apple

iOS 8.0.1 disponível, mas também traz problemas sérios

by

ios8-960

Enquanto o mundo fala sobre o iPhone 6 Plus dobrável, a Apple liberou o iOS 8.0.1. A atualização promete colocar um fim aos problemas nos aplicativos compatível com o HealhKit, falhas nos teclados de terceiros com o código de desbloqueio do smartphone, problemas de acesso ao álbum de fotos a partir de aplicativos, consumos inesperados na tarifa de dados no envio e recebimento de SMS e MMS e outros problemas menores.

Porém, parece que todas essas correções cobram em troca novos problemas, ainda mais sérios, que muitos usuários estão sofrendo após a instalação do update: o modelo fica sem cobertura de operadora, e o TouchID para de funcionar.

Por enquanto, parece que os usuários afetados são aqueles proprietários de um iPhone 6 ou iPhone 6 Plus, de modo que as gerações anteriores podem estar livres desse problema. Também não há detalhes se a falta de cobertura afeta a determinadas operadoras ou todas. Caso novas informações sobre o assunto apareçam, atualizaremos esse post.

ATUALIZADO em 24/09/2014 @ 15h29: diante dos problemas apresentados, a Apple removeu o update do iOS 8.0.1, até segunda ordem.

Via Apple

Netflix informa que vai oferecer suporte ao Linux em breve

by

ubuntu-netflix

Os usuários do Linux esperaram pacientemente por anos para que a Netflix oferecesse suporte para esse sistema operacional. Pois bem, Paul Adolf, engenheiro da empresa de streaming, publicou em uma lista de desenvolvedores do Ubuntu que em breve o Netflix vai funcionar no Linux com ‘Chrome estável 14.02, com o plugin NSS 3.16.2 ou superior’.

Não chega a ser uma grande novidade, já que a Netflix já funciona há muito tempo em vários dispositivos com softwares baseados no Linux, como Android, Roku e Chrome OS. Além disso, mesmo que se justifique a ausência do serviço no Linux por conta do uso da tecnologia Silverlight da Microsoft, a verdade é que ao mudar o ‘ser-agent’, foi possível usar a versão HTML5 do player sem qualquer problema. Mas esse é um incômodo que os usuários Linux não precisam passar.

Sobre o plugin NSS (Network Security Service), item necessário para o funcionamento do Netflix, a Canonical confirmou que a versão exigida será enviada aos usuários através de uma atualização do sistema em uma ou duas semanas. Em todo o caso, não duvidamos que mentes mais experientes podem fazer o download do código de forma imediata, e realizar a compilação em seus computadores.

Agora, só resta esperar mais alguns dias para que o suporte nativo para Netflix aconteça em nossa distribuição favorita (Ubuntu, Mint, Arch, etc), e não ter mais que nos preocupar com o Wine e outras soluções alternativas.

Via Ububtu Developers, Slashdot

ARChon permite a execução de apps Android no Windows, Mac e Linux

by

650_1000_archon

O recurso App Runtime for Chrome (ARC) é o elemento principal do runtime ARChon, desenvolvido por Vladikoff, que não só consegue executar qualquer aplicativo Android no Chrome OS, mas também em outras plataformas, como Windows, OS X e Linux.

O ARC foi distribuído como uma extensão do Chrome OS, mas as extensões Native Client se caracterizam por ser válidas em qualquer tipo de plataformas. Com isso em mente, Vladikoff desenvolveu uma versão personalizada do ARC, que pode ser carregada arrastando o arquivo para o navegador Chrome. A partir daí, é possível executar aplicativos do Android em qualquer plataforma que conte com o navegador Chrome 37 ou superior.

O único problema é que o ARC não suporta pacotes tradicionais do Andorid (APK), o que obriga uma conversão prévia dos aplicativos em extensões do Chrome. Algo que Vladikoff já resolveu, com a ferramenta chromeos-apk.

O resultado é a possibilidade de executar diversos apps do Android no Chrome no Windows, OS X ou Linux. Os testes preliminares da ferramenta mostram que ainda há muito o que se melhorar: apesar dos aplicativos serem executados com muita velocidade, a ausência de suporte do Google Services faz com que muitos aplicativos não funcionem.

Porém, esses problemas estão sendo trabalhados, e podemos acreditar que em médio prazo a Google pode até oferecer uma solução oficial para o assunto. E, com isso, mais de 1.3 bilhão de aplicativos que estão disponíveis para nossos smartphones e tablets Android podem rodar em nossos PCs ou notebooks no futuro.

 

Via Ars Technica

Conheça o Internet Security 2015 da Bitdefender

by
bitdefender-01

Imagem: Bitdefender

A Bitdefender não perdeu tempo e já lançou a versão atualizada de seus softwares. Entre eles temos o Internet Security 2015, um dos mais completos programas de proteção da empresa, que ganhou novas ferramentas e passou por diversas melhorias.

Confira as principais novidades a seguir:

 

O que tem de novo?

O sistema de piloto automático da Bitdefender foi criado para economizar tempo e evitar que o usuário fosse incomodado sem necessidade. Na versão 2015, com a chegada do Perfis do Bitdefender esse sistema fica ainda mais preciso, pois passa a detectar automaticamente quando o usuário está trabalhando, jogando ou assistindo filmes, e impede que aplicativos abram, atrapalhando outras atividades.

Imagem: Bitdefender

Imagem: Bitdefender

O Pague Online em um Passo é outra novidade! Ele preenche automaticamente os dados do cartão de crédito nos campos de pagamento e ainda organiza credenciais para seus sites favoritos, aplicativos de mensagens e redes Wi-Fi.

Por último, mas não menos importante, o Tune-Up, com o Otimizador de Um Clique, que acelera o seu sistema e libera espaço no disco, executando uma série de otimizações. Tudo isso com apenas um clique!

 

Melhorias realizadas

As melhorias, indispensáveis para manter o sistema da Bitdefender a frente dos demais pacotes de proteção online, também foram implementadas, especialmente no Verificador de Vulnerabilidade Rápido, o Relatório de Segurança, o Dispositivo Segurança, o Autopilot e o Controle dos Pais.

 

Simplicidade é a espinha dorsal da companhia

A Bitdefender acredita que até mesmo o melhor software antimalware é inútil se o usuário não conseguir usá-lo, por isso, a simplicidade é uma prioridade! Com os recursos de OneClick (um clique) e Autopilot (piloto automático) o próprio sistema antivírus toma as melhores decisões de segurança para você. Além da interface intuitiva e de fácil navegação, que permite que você utilize todos os recursos que a Bitdefender oferece.

 

Acompanhe informações da marca

É possível saber novidades, dicas e informações sobre vírus, malwares e spam na página da Bitdefender Brasil. Curta já!

 

Este artigo foi criado pela equipe Bitdefender Antivírus para uso exclusivo do blog TargetHD.net 

banner-publi-targethd.jpg

Apps do Apple Watch podem não chegar até a metade de 2015

by

apps-apple-watch

Quer desenvolver aplicativos para o Apple Watch? Melhor começar a procurar por uma cadeira para sentar e esperar. No keynote da última terça-feira (9), a Apple garantiu quem o WatchKit, SDK específico para o seu relógio inteligente estaria disponível para tal missão. Só não disse que ele não estará disponível até meados de 2015, teoricamente depois do lançamento do próprio relógio.

Em nota de imprensa oficial, a Apple afirma que “a partir do ano que vem”, os desenvolvedores poderão criar apps 100% nativos para o Apple Watch. Porém, a ambiguidade da mensagem da empresa de Cupertino sugere que inicialmente os desenvolvedores terão que se conformar com as interações interativas e as pequenas tarjetas informativas, antes de realizarem modificações aprofundadas e aplicativos totalmente voltados para o relógio inteligente.

O meio de 2015 é uma data bem plausível. Em junho, a Apple realiza a WWDC, evento para desenvolvedores de seus produtos, onde normalmente são apresentadas novas versões do iOS e OS X, além de novas ferramentas destinadas ao desenvolvimento de aplicativos. Logo, faz sentido dedicar parte das apresentações ao novo produto da empresa.

Por outro lado, isso quer dizer que, pelo menos nos seus primeiros meses de vida, o Apple Watch pode ser bem mais limitado em suas funcionalidades, contando apenas com os apps e extensões que a Apple decidir incluir no produto.

É, amigo… assim é a vida.

Via Apple

Google confirma a chegada do suporte ao GPS e música via Bluetooth no Android Wear

by

android-wear-relogios

Confirmando os rumores que já eram ventilados nessa semana, a Google anunciou em seu blog oficial uma primeira atualização do Android Wear. O update traz como principais novidades a integração do suporte ao GPS, a possibilidade de ouvir músicas offline pelos fones Bluetooth e designs esféricos via download.

O suporte ao GPS vai permitir que os relógios interajam com apps de mapas e quantificadores sem a ajuda do smaprthone. Na parte de música, será possível reproduzir de forma autônoma no relógio arquivos musicais, usando fones Bluetooth, dispensando assim uma conexão com a internet, ou o smartphone como reservatório dos arquivos. As duas funções são perfeitas para quem gosta de fazer os seus exercícios diários apenas com o relógio.

A Google não especificou a data concreta dessa atualização, mas sabemos que ela deve chegar nos próximos meses a todos os relógios anunciados até agora. A empresa garante que está trabalhando lado a lado com os fabricantes para integrar novos sensores e formatos de tela.

Via Google Blog

Android Wear 2.0 pode ser liberado em 15 de outubro

by

android-wear-1

Segundo o site Android Police, o Android Wear 2.0 pode ser liberada no dia 15 de outubro. Fontes anônimas próximas ao assunto afirma que a atualização via OTA (Over The Air) para os dispositivos que contam com o sistema estaria disponível nessa data.

Entre as possíveis melhorias que a próxima versão da plataforma poderia integrar estão o suporte para fones Bluetooth e o suporte para receptores de GPS, mas melhorias mais relevantes podem ser implementadas.

A atualização faz ainda mais sentido, quando temos em conta que esta versão do Android Wear poderia debutar com os iminentes Motorola Moto 360 e LG G Watch R, dois dos smartwatches mais esperados do setor, por contarem com um design circular, e não quadrado.

Via Android Police

LuneOS quer levar o webOS para o Nexus 4 e HP TouchPad

by

luneos-1

Para os saudosistas do webOS, uma boa notícia. O mais recente projeto do Open webOS, o LuneOS, já está disponível para modelos da linha Nexus e para o HP TouchPad, trazendo de volta a interface do sistema operacional para esses dispositivos.

As opções desse sistema operacional móvel ainda estão muito limitadas ou distantes de outros projetos (como o Android e o iOS), mas sua interface com a famosa característica de “cartões”, que foram adotadas por outros sistemas operacionais móveis seguem presentes.

Os interessados que não contam com dispositivos compatíveis com o sistema podem esperar que o software seja portado para outros smartphones, como é o caso do OnePlus One (modelo que aparece na foto abaixo). Porém, muita calma nessa hora, pois o LuneOS está bem longe de estar no mesmo nível dos sistemas operacionais mais maduros. A promessa é que o software receba atualizações mensais, o que sempre é uma boa notícia.

luneos-screenshot

Via PivotCE

Apple revela as 10 razões mais frequentes para um aplicativo ser recusado na App Store

by

apple

A Apple tem a fama de ser rígida na hora de aprovar aplicativos na sua loja, e muitos desenvolvedores ficam se perguntando o motivo para seu aplicativo ser recusado. Pois bem, a mesma Apple decidiu revelar para todo mundo os principais motivos que provocam tal recusa, apresentando na ordem as 10 razões mais frequentes para isso.

A lista representa 58% de todas as recusas na Apple App Store. E a lista é válida tanto para desenvolvedores ficarem cientes sobre o que precisam fazer para ser aprovado, quanto para usuários, que podem ter uma ideia melhor do rigor da Apple nos seus critérios. Lista a seguir:

* 14%: Necessita mais informações sobre o aplicativo.
* 8%: Aplicativos com bugs serão recusados.
* 6%: Não cumpre com os critérios do programa de licenças dos desenvolvedores.
* 6%: Apple e seus clientes dão valor à simplicidade, ao refinamento, à criatividade e ao planejamento nas interfaces de usuário. Os padrões estabelecidos pela Apple nesse aspecto são muito elevados, e se uma interface de usuário é complexa demais ou muito abaixo daquilo que é considerado algo “muito bom”, ela poderá ser recusada.
* 5%: Os aplicativos com nomes, descrições ou capturas de tela que não são relevantes ou funcionais para o aplicativo serão recusados.
* 5%: Os aplicativos que possuem um conteúdo falso, fraudulento ou que usam nomes ou ícones similares a outros aplicativos serão recusados.
* 4%: Nomes de um aplicativo na iTunes Connect e os exibidos no dispositivo devem ser similares, para não confundir os usuários.
* 4%: Os aplicativos com textos falsos ou incompletos serão recusados.
* 3%: Os desenvolvedores são responsáveis por obter pontuações apropriadas para seus aplicativos. Pontuações inapropriadas podem ser modificadas ou apagadas pela Apple.
* 2%: Os aplicativos em modos beta, demo, trial ou rest serão retirados.

Via Apple