Arquivo para a tag: ipod

Sony lança novo aplicativo Music Unlimited para iPhone e iPod Touch

by

music-unlimited-ios

A Sony Network Entertainment International anunciou de forma oficial que o aplicativo de serviço Music Unlimited atualizado para iPhone e iPod touch agora está disponível no mundo todo. O novo aplicativo, que oferece melhor desempenho, reprodução off-line e transmissão de áudio de alta qualidade, está disponível de maneira gratuita na App Store.

Após baixar o novo aplicativo, os assinantes do serviço Music Unlimited podem baixar listas de reprodução, álbuns e músicas individuais no seu modelo de iPhone e iPod touch, o que permite que desfrutem da música mesmo quando não estão conectados a uma rede wi-fi ou celular. Além disso, o novo aplicativo oferece a capacidade de transmitir faixas em áudio AAC de alta qualidade a 320 kbps, para uma experiência de escuta muito clara e de alta fidelidade(2).

O aplicativo Music Unlimited está disponível de maneira gratuita na App Store para iPhone e iPod touch ou emhttps://itunes.apple.com/app/music-unlimited/id522556733.

Via Assessoria de Imprensa

Apple lança um novo iPod Touch de 16 GB e sem câmera traseira

by

ipod-touch-16gb

Na calada da noite, de forma repentina, e pegando todo mundo de surpresa. Foi assim que a Apple decidiu lançar um novo iPod Touch com 16 GB de armazenamento. O modelo chega ao mundo para substituir a versão antiga, que era vendida com essa capacidade.

Na verdade, a Apple acabou atualizando o modelo mais barato de iPod Touch, encarando esse novo modelo como a versão econômica do seu player musical. Os modelos de quinta geração do iPod Touch (com carcaças multicoloridas) seguem no mercado, em versões de 32 e 64 GB.

O novo iPod Touch 16 GB recebeu algumas variações e upgrades interessantes. O modelo anterior contava ainda com a tela de 3.5 polegadas, e um processador defasado. O modelo anunciado hoje possui uma tela de 4 polegadas Retina, processador dual-core A5 e uma câmera frontal Facetime HD. Sua espessura é de apenas 6.1 mm, e talvez a principal diferença entre esse novo iPod e os demais presentes no mercado é a ausência da câmera traseira iSight de 5 MP. Ou seja, você só pode fazer as videochamadas, sem poder fazer fotos ou vídeos com o player musical.

ipod-touch-16gb-02

Outra importante diferença desse novo iPod Touch de 16 GB é que ele será ofertado em apenas uma versão de cor (cinza). Logo, você já fica sabendo que se quer um iPod Touch mais barato, já sabe que vai ficar restrito em algumas opções. De qualquer forma, é um novo player para você ouvir música de forma prioritária, além dos jogos e outros aplicativos compatíveis com o dispositivo.

Todas as demais especificações desse novo player são as mesas dos modelos superiores, o que garante o desempenho e usabilidade do dispositivo. O design é o mesmo, sua autonomia de bateria possui as mesmas 40 horas de reprodução musical e o seu peso é apenas 2 gramas menor (86, contra 88 gramas do iPod Touch de quinta geração já disponível no mercado).

O novo iPod Touch 16 GB já está disponível nos Estados Unidos por US$ 229, e na Europa, por 249 euros. No Brasil, o modelo já é listado na Apple Store brasileira, mas o seu lançamento é apenas listado para “este ano”. O preço sugerido do novo player para o Brasil é de R$ 899.

Via The Verge, Apple

iPhone e iPad são aprovados pelo Departamento de Defesa dos EUA

by

iphone-5-ipad-mini-ipad

No começo desse mês de maio, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos aprovou alguns dispositivos da Samsung e da Apple para o uso pelos empregados do Pentágono e outros seguimentos relacionados ao mesmo departamento. A Samsung obteve primeiro a sua aprovação, e agora, os dispositivos da Apple tiveram os seus certificados de segurança devidamente aprovados.

A Bloomberg informa que os dispositivos da Apple com iOS 6 ou superiores podem ser usados de forma segura no Pentágono, incluindo obviamente o iPhone e o iPad. Antes, além de alguns dispositivos da Samsung, os modelos da BlackBerry com o sistema BlackBerry 10 estavam aprovados. Ou seja, a Apple passa a ser a terceira empresa a contar com um certificado de segurança do Departamento de Defesa dos Estados Unidos.

A recente aprovação da Apple é um problema principalmente para a BlackBerry, que por muito tempo foi dominante entre os funcionários de alto escalão do governo norte-americano, incluindo o Presidente dos EUA, Barack Obama. Com Apple e Samsung entrando nessa disputa, a empresa canadense verá de perto mais uma amostra da dominância dessas duas empresas dentro do mercado mobile.

Os efeitos disso já ficam bem claros. Com a adoção de iPads, a Força Aérea dos EUA espera economizar aproximadamente US$ 50 milhõe em 10 anos, sem falar na redução do peso de equipamentos, uma vez que o iPad pode conter toda a informação de voo necessária para eles. Algo parecido com o que a American Airlines fez recentemente.

O Samsung Galaxy S4 pode beneficiar o Pentágono com o seu novo recurso de segurança Knox. O Departamento de Defesa norte-americano informa que acredita que o S4 está pronto para os propósitos mais essenciais do Pentágono. Ou seja, a BlackBerry pode se preparar para perder uma boa fatia de sua presença nos corredores do alto escalão do governo dos Estados Unidos.

Via Bloomberg

Google Now chega oficialmente ao iOS

by

google-now-ios

O Google Now finalmente se torna oficial para o iOS. O sistema inteligente de informações da gigante de buscas chega ao sistema operacional da Apple quase um ano depois do seu lançamento para o Android, e o recurso está englobado dentro de uma atualização para o Google Search do iOS.

Tudo o que você precisa fazer é atualizar (ou instalar) o aplicativo em seu dispositivo. A partir daí, você vai acessar a nova interface do Now, que passa a ser a padrão dentro da ferramenta de buscas. Para você acessar os seus cartões de informações, o acesso ao aplicativo é obrigatório, e pelo menos por enquanto, o recurso não contará com notificações ou alertas, que podem ser integrados no futuro.

O seu conteúdo também será um pouco diferente daquele oferecido pelo seu equivalente no Android. A primeira fase do Google Now para iOS, itens como informações de cartões de embarque, eventos e shows ficam de fora. Segundo a nota de imprensa do Google, os dados serão variados, como previsão do tempo e tráfego, e que outras soluções serão adicionadas com o passar do tempo, com melhorias e novas funções que vão se adaptando aos poucos à mecânica do iOS.

Download: 

– Google Search (com o Google Now) para iOS

Tim Cook: “nada de novos iPhones ou iPads antes do meio do ano”

by

Tim-Cook-Speaking

Durante o anúncio dos relatórios financeiros da Apple, o CEO da empresa, Tim Cook, falou brevemente sobre o que eles estão preparando para o futuro, além de indiretamente responder aos rumores sobre o lançamento de novos dispositivos para o meio do ano. E pelo o que Cook deixou transparecer, não teremos novidades de hardware para o meio de 2013.

Para um bom entendedor, meia palavra basta. Imagine palavras inteiras. Cook disse: “nossa equipe está trabalhando em novos hardwares, softwares e serviços que nós vamos apresentar no outono desse ano (no hemisfério norte, a partir de setembro de 2013) e no começo de 2014”. Ou seja não teremos novos iPhones e iPads tão cedo. Como a WWDC 2013 acontece em junho, podemos esperar então que as novidades fiquem centradas no software, principalmente no iOS e no OS X, onde muitos esperam que a empresa apresente ao mundo o iOS 7 e o OS X 10.9.

Por outro lado, os rumores sobre os anúncios do iPhone 5S e de um iPad de quinta geração (ou uma segunda geração do iPad Mini) são cada vez mais frequentes, principalmente em relação ao novo iPad, onde até fotos de carcaças e supostas molduras do novo tablet já aparecem na internet. Isso pode indicar que Tim Cook não está tão enfático em confirmar a presença de hardware durante a WWDC 2013, e que alguma coisa, mesmo que seja em preview, possa ser apresentada no keynote inaugural.

Vale lembrar que, se a Apple não apresentar nenhuma novidade de hardware na WWDC 2013, será quebrada uma tradição de pelo menos um ciclo de um ano de atualização de seus produtos. Entretanto, já é sabido que a Apple está trabalhando em um novo segmento de mercado, com o objetivo de apresentar um novo produto. Quem sabe não seria o iWatch, que mesmo sendo um produto menor, não deixa de ser um hardware, não é mesmo?

Até porque Cook se referia aos iPhones e iPods. E isso não quer dizer que mais nada nesse mundo pode ser apresentado. E, se Tim Cook quer mesmo lançar o iWatch no final do ano, ele precisa mostrar um pouco disso agora. Até porque os seus concorrentes já se movimentam para a mesma direção.

Via Gotta Be Mobile, IntoMobile

Maxprint apresenta Dock Station Koala para iPhone e iPod

by

docksation-maxprint-koala-01

E nesse momento, a minha esposa fala “é tão fofinho…”. E acho que ela não vai ser a única. A Maxprint anuncia o lançamento de um novo acessório para dispositivos Apple, o Dock Station Koala para iPhone e iPad é uma solução simples e singela para reprodução de áudio.

O produto tem dois canais de áudio, com potência total de 6W RMS, e seus botões foram projetados para compor o design do bichinho. Destaque para o LED luminoso na ponta do nariz, além do controle de volume sensível ao toque nas orelhas. O produto também é compatível com computadores, players de MP3, CD/DVD players, celulares de outros sistemas operacionais, ou outros dispositivos com conectores de 3.5 mm.

A caixa de som possui uma fonte de alimentação bivolt, e pode recarregar a bateria do seu iPhone/iPod enquanto conectado. Também pode funcionar com quatro pilhas AA, tornando o produto 100% portátil.

Preço sugerido: R$ 349,90

 

Especificações técnicas:

Dock Station Koala
Potência: 
6W RMS
Energia: Bi-volt (110/220V) ou 4 pilhas AA (não inclusas)
Cor: Cinza/preto
Dimensões: 174 mm x 214 mm x 185 mm
Conexão: 30 Pin/P2 3.5 mm

 

Via Assessoria de Imprensa

YouTube para iOS agora permite o envio de vídeos para a TV sem precisar ter um Apple TV

by

youtube-ios-send-to-tv

O YouTube para iOS também foi atualizado, e agora pode realizar um sonho dos pobres abnegados que não possuem um Apple TV em casa. A partir dessa atualização, o aplicativo vai permitir o envio de imagens do site de vídeos diretamente para a TV, sem a necessidade de utilizar a caixinha multimídia da Apple.

A funcionalidade não chega a ser uma novidade nos aplicativos móveis do YouTube. Para o Android, o recurso “send to TV” já estava devidamente implementado, e os usuários do sistema operacional do Google já contavam com esse recurso. Agora, a função está disponível para os usuários do iOS, e é compatível com televisores com Wi-Fi (preferencialmente as Smart TVs que contam com apps móveis que controlem os seus recursos e o respectivo patch para envio das imagens – consulte na internet se o seu modelo é compatível com tais características), ou com consoles de última geração, como o Xbox 360 e o PlayStation 3, que já contam de forma nativa com os aplicativos do YouTube.

Outros dispositivos presentes no mesmo ambiente e conectados com as redes Wi-Fi também podem controlar a TV, e enviar o novo conteúdo para a tela grande sem maiores problemas.

A atualização também conta com novidades nas funcionalidades, como por exemplo a integração com o YouTube Capture, melhor qualidade de reprodução em redes Wi-Fi, e correções para problemas de instabilidade. Atualização altamente recomendada para quem gosta de comodidade e praticidade no consumo de entretenimento doméstico, e para quem adora ver os vídeos do YouTube no conforto do sofá, em uma tela grande (é o meu caso).

Download: 

YouTube for iOS

LG estreia no mercado de dock stations no Brasil, lançando três modelos

by

A LG marca a sua estreia no mercado de dock stations no Brasil, apresentando três modelos com diferentes especificações, para atender diferentes perfis de usuários. Começamos pelo modelo mais avançado, o ND8520, que se destaca pelo design cúbico. O modelo é vencedor do prêmio de Inovação e Design da CES 2011, e possui 80W de potência, subwoofer integrado e tecnologia sensível ao toque – Smart Square Touch – para controlar todas as suas funções.

Com ele, você pode ouvir as suas músicas e podcasts armazenados no iPhone, iPod ou iPad, assim como reproduzir as músicas da sua biblioteca do iTunes, via redes Wi-Fi e através da tecnologia Bluetooth ou Air Play. O modelo também pode reproduzir dispositivos de outros fabricantes e sistemas operacionais (Android, Windows Phone, etc), por meio de uma entrada auxiliar, ou através do USB Host, que permite a reprodução de músicas salvas em um pendrive.

O portfólio apresenta mais duas novidades em Dock Station – o modelo ND5520 conta com 30W de potência e destaca-se por apresentar o Dual Dock, que permite conectar simultaneamente um dispositivo como iPod, iPad ou iPhone e um com sistema operacional Android. Assim, enquanto o aparelho da Apple reproduz as músicas, o outro é automaticamente carregado. Caso o usuário do aparelho com Android deseje tocar músicas, é possível fazê-lo via Bluetooth ou entrada auxiliar. Já o modelo ND1520, apresenta configuração e design compactos, com uma entrada para iPod ou iPhone. Além da reprodução de áudio, conta com Rádio FM e despertador.

Abaixo, a tabela completa de características técnicas e os preços dos modelos.

Via Assessoria de Imprensa

O Jailbreak para o iOS 6.1 já está disponível

by

Muitos usuários do sistema iOS estão esperando pela liberação de uma ferramenta que permite a realização do Jailbreak em seus dispositivos com iOS 6.x. Parece que esse dia chegou. O Jailbreak para o iOS 6.1 já está disponível, e é compatível com todos os dispositivos que suportam essa versão.

Apresentamos o evasi0n, que é a ferramenta criada por um grupo de desenvolvedores conhecidos como “evaders”, que por sua vez é composto por alguns dos nomes mais conhecidos no mundo do Jailbreak, como o MuscleNerd e o Pod2g. Eles liberaram hoje (04) a ferramenta, depois de longas semanas de trabalho árduo.

O software é compatível com:

  • iOS 6.0.1 e iOS 6.1
  • iPhone 3GS, 4, 4S e 5
  • iPad Mini
  • iPad Mini
  • iPad 2 e Novo iPad (terceira e quarta geração)
  • iPod Touch 4G e 5G

Segundo garante os seus responsáveis, eles estão trabalhando no Jailbreak para o iOS 6.1 há tempos, e o procedimento é (teoricamente) bem simples, e não requer sequer cinco minutos de tempo do usuário para ser realizado. O evasi0n é compatível com computadores Windows, Linux e Mac (OS X).

Clique aqui e veja um guia bem completo
preparado pelo AppleWeblog, que mostra tudo o que você precisa fazer antes de realizar o Jailbreak. Para fazer o download do evasi0n, acesse a página oficial da ferramenta. Vale lembrar que, por mais simples que seja (ou pareça ser), sempre fica o aviso que você está realizando o procedimento por sua conta e risco. Logo, todo cuidado e precação e pouco.

[Dicas de Compras] Micro System com dock para iPod Yamaha MCR-040DG

by

É sempre bom saber que existem opções para aqueles que gostam de boa música, e em qualquer lugar. A Yamaha recentemente lançou um dock para iPod/iPhone, o MCR-040DG, que permite um som de boa qualidade, se considerarmos o tamanho compacto do produto e a sua proposta de ser um reprodutor de som portátil.

O modelo conta com 30W de potência, com caixas acústicas que possuem as tecnologias YST e VCCS, que prometem a emissão de um som sem distorções, maior potência e baixos mais precisos. Também possui um rádio FM integrado, com memória para até 30 estações, e permite a reprodução de arquivos em MP3 e WMA, além de aceitar discos de CD para a reprodução de músicas pelo modo tradicional, ou em listagem de arquivos em MP3.

Preço: R$ 829,00

Apple anuncia recorde de vendas no seu primeiro trimestre fiscal de 2013: US$ 54.5 bilhões

by

A hora da verdade. Para muitos analistas de mercado (e principalmente, para o Wall Street Journal, que na semana passada ligou o “botão do pânico” na Nasdaq, por afirmar que as vendas do iPhone estavam abaixo do esperado), foi com esse sentimento que o anúncio do relatório trimestral financeiro da Apple foi esperado. E, no final das contas, eles apresentaram vendas recordes, aumento de vendas dos seus principais produtos com iOS, e uma diferença de lucros praticamente estagnada. Mas que são lucros, e é isso o que importa.

Para começar, a Apple informou em seu relatório que eles arrecadaram US$ 54.5 bilhões de vendas dos seus produtos durante o seu primeiro trimestre fiscal de 2013, que equivale ao último trimestre de 2012. Este é um novo recorde de vendas para a empresa no período (no ano passado, eles registraram US$ 46.3 bilhões de vendas), que traduz esses números nos valores designados para os seus dois principais produtos. O iPhone vendeu 47.8 milhões de unidades nos últimos três meses fiscais (contra 37 milhões de unidades no primeiro trimestre fiscal de 2012), e o iPad (em todas as suas variantes) registrou 22.9 milhões de unidades vendidas no período (em 2012, foram 15.4 milhões de unidades, e no terceiro trimestre de 2012, foram 14 milhões de unidades).

Quando falamos do Mac, as coisas mudam um pouco de figura, já que a empresa de Cupertino vendeu apenas 4.1 milhões de unidades, contra 5.2 milhões de unidades do ano passado. A linha iPod segue em queda livre de vendas, já que registraram apenas 12.7 milhões de unidades comercializadas (de todas as suas variantes disponíveis no mercado), contra os 15.4 milhões de unidades do ano passado.

Um dado interessante: as vendas na China, mercado muito cobiçado pela Apple, cresceram em 67% em apenas um ano, representando US$ 6.8 bilhões das vendas da empresa. O principal mercado para Tim Cook e companhia segue sendo o dos Estados Unidos, que é responsável por mais de US$ 20.3 bilhões das vendas da empresa. A Apple ainda conta com US$ 196 bilhões para serem usados em investimentos diversos, como compras de outras empresas, desenvolvimento de novas tecnologias, aquisições de bens ou distribuição desse valor entre os acionistas.

São mais de 500 milhões de dispositivos iOS espalhados pelo mundo. O iCloud conta com 250 milhões de usuários, e mais de 2 bilhões de mensagens são enviadas por dia pelo iMessage. Tudo isso é muito interessante. O único ponto de alerta para a Apple está justamente nos lucros arrecadados. A curva de crescimento da empresa em relação ao trimestre anterior no quesito lucros (quando você faz as contas de quanto vendeu, e tira desse valor quanto você gastou) foi praticamente zerada, com um lucro trimestral de US$ 13.1 bilhões, contra US$ 13.0 bilhões do mesmo período do ano passado.

Não é prejuízo. Ainda é lucro, e muito lucro. Mas um ano depois, o crescimento da empresa foi praticamente anulado. Manteve os benefícios, mas não ampliou vantagem. Em anos anteriores, isso não era assim, e esse pode ser um importante sinal de alerta para Tim Cook e companhia.

Mesmo assim, como eu disse antes… eu gostaria de estar em crise lucrando US$ 13 bilhões a cada três meses…

Via SlashGear

Pudding Monsters, game dos mesmos criadores de Cut the Rope, é lançado oficialmente

by

A ZeptoLab acaba de anunciar mais um promissor sucesso no mundo dos jogos para dispositivos móveis. Pudding Monsters chega hoje (20), para as plataformas iOS e Android. Segundo os seus criadores, o novo jogo é um puzzle que apresenta pudins (ou gelatinas) como protagonistas, onde o objetivo do game é combinar os doces em ordem, para ir avançando nas fases.

Em entrevista ao site da Bloomberg, Misha Lyalin, CEO da ZeptoLab, informa que eles quiseram criar uma experiência de jogo diferente daquela oferecida por Cut the Rope, que por sinal, já ultrapassou a marca de mais de 100 milhões de downloads desde o seu lançamento. “É muito diferente. Nós queremos ser uma produtora de jogos que não necessariamente tenha que ficar limitada em uma única experiência de jogo”, completa Misha.

Se nos basearmos pela experiência que a ZeptoLab criou para Cut the Rope, podemos nos preparar para ficar várias e várias horas diante dos nossos dispositivos para aproveitar mais um sucesso no mundo das plataformas móveis. Pudding Monsters tem tudo para ser o novo hit nos smartphones e tablets nesse final de ano, e deve confirmar de vez o sucesso da desenvolvedora no competitivo mercado mobile de jogos.

A ZeptoLab planeja lançar cinco novos jogos em 2013, e alguns deles devem apresentar novas características. Pudding Monsters está disponível para as plataformas móveis da Apple (iPhone, iPad e iPod Touch) em duas versões (Pudding Monsters e Pudding Monsters HD), ambas custando US$ 1.29 na Apple App Store.

Abaixo, um vídeo com o gameplay do jogo.

[Futurologia] a Apple em 2013: iPhone “de entrada”, Apple HDTV e MacBook Air com iOS

by

2012 está acabando, e os exercícios de futurologia já começaram entre os veículos especializados de tecnologia, e em blogs de segundo escalão, como o TargetHD. Começamos a série de posts de “Futurologia” com o que pode acontecer no próximo ano em termos de lançamentos com a maior empresa de tecnologia do mundo, a Apple.

Antes, é sempre bom lembrar que o que vou fazer nesse post é um chutômetro total. Não existe base científica nenhuma que comprove minhas teorias, e nada do que eu disser a seguir pode vir a acontecer até dezembro de 2013. Mas ao menos vai resultar em um bom post, gerando algum tipo de discussão (saudável, eu espero) sobre as possibilidades de cada empresa em termos de lançamentos futuros e novas estratégias de mercado.

Apple

A Apple é líder de mercado, mas precisa inovar novamente. E definitivamente, pois existe um ar de descontentamento geral entre os usuários mais pioneiros da empresa. Existe espaço para inovação. Agora, se ela vai acontecer? É difícil saber. Mas podemos chutar algumas possibilidades.

iPhone “de entrada”

A Apple deu o seu primeiro passo em busca do “povão”, ou de popularizar os seus produtos entre aqueles que não podem pagar caro para se ver livres de contratos. O iPad Mini é esse primeiro passo, mesmo custando US$ 150 mais caro que os seus principais concorrentes no segmento de tablets de 7 polegadas (Amazon Kindle Fire HD e Google Nexus 7). Os tais planos pré-pagos são os mais populares na Europa (e no Brasil, desde sempre), e é um público que a empresa de Cupertino não pode desperdiçar.

Logo, o lançamento de um iPhone mais simples e acessível pode ser uma estratégia interessante para buscar um público que, em partes, já foi dela. Com a crise na Europa e nos Estados Unidos, os usuários trocaram os seus iPhones com planos pós-pagos para escolher smartphones mais simples (e na maioria dos casos, com sistema Android) com planos pré-pagos, para continuar se comunicando com amigos e familiares. E com a saída do mercado do iPhone 3GS (e o iPhone 4 não tendo o mesmo apelo popular de antes), talvez o lançamento de um iPhone de entrada não pareça algo tão absurdo assim. Apesar de considerar algo realmente difícil de acontecer.

Apple HDTV

Esse é o rumor mais forte envolvendo um futuro lançamento da Apple para 2013. Analistas acreditam que o modelo já está em estágio avançado de desenvolvimento, e que a primeira TV de alta definição da Apple deve começar a ser produzida no começo do ano que vem, para ser anunciada no segundo semestre de 2013. As apostas para esse produto são diversas. Uma delas envolve o seu conceito: para ser diferente das demais, ela vai oferecer uma combinação de um hardware potente e competente, um software que os usuários já conhecem (o iOS ou uma firmware com uma interface similar) e um conjunto de serviços atraentes.

Teria como objetivo inicial conquistar a base de usuários que já usam algum dispositivo iOS (iPhone, iPad, iPod, etc), para depois abraçar os consumidores fora do ecossistema de produtos da empresa. É uma aposta importante, pois além de adicionar a Apple em um novo segmento de consumo, é mais uma aposta de expansão do seu portfólio de eletrônicos.

MacBook Air com iOS

Bom, tem gente lá fora falando sobre isso. Particularmente, eu não acredito, mesmo fazendo algum sentido. Pense comigo: aproximadamente 85-90% dos lucros da Apple hoje envolvem algum produto com o sistema operacional iOS (iPhone, iPad e iPod), logo, não seria de todo mal ver a Apple lançando outros produtos com o sistema operacional móvel. Porém, estamos falando de um notebook que impulsionou todo um segmento de ultrabooks (ou pelo menos a Intel se inspirou neles para criar esse conceito), com um poder computacional considerável, que é uma bela ferramenta de produtividade para muitos usuários.

Por outro lado, o principal objetivo do MacBook Air é oferecer produtividade e mobilidade. E faz um bom tempo que a Apple está querendo “fundir” a aparência de uso do OS X com o iOS. Na impossibilidade dessa fusão acontecer, poderia ser uma boa oferecer uma versão do seu MacBook com o iOS, para entregar uma alternativa aos usuários que já estão acostumados ao iOS, depois de anos de uso.

Não sei se essa ideia vinga. Acho realmente bem difícil, mas até que não seria uma má ideia.

E isso porque eu não falei de novos e melhorados iPad, iPad Mini, iPhone, MacBooks… só falamos daquelas que podem ser consideradas inovações da Apple, e não reformulações. Se essas previsões se tornarão realidade, não sabemos. Mas que pelo menos poderemos dizer que avisamos se alguma dessas se confirmar, isso é fato.

Nokia Here para o iOS (iPhone/iPad) é lançado oficialmente

by

O aplicativo de mapas da Nokia, o Nokia Here, foi lançado oficialmente para os dispositivo compatíveis com a plataforma iOS (iPhone, iPad e iPod Touch). Não faz muito tempo que divulgamos aqui no blog que a empresa finlandesa estava preparando a sua solução de mapas para as plataformas móveis mais populares do mercado, e o lançamento em uma delas (coincidentemente aquela que o Google não está presente) aconteceu antes do que muitos esperavam.

O Nokia Here oferece aos dispositivos iOS a renovada solução de mapas da Navteq, além de representar mais um duro golpe ao Google Maps, que continua de fora de uma das plataformas mais utilizadas do mercado mobile. Entre as vantagens que o Nokia Here oferece, está o cache offline de mapas. O usuário pode fazer a pesquisa em um trajeto a ser percorrido, fazer o download desses mapas, e depois, fazer a navegação apenas com o GPS ligado, dispensando assim o uso das redes de dados, representando uma navegação mais ágil e uma maior economia no pacote de dados móveis.

Além disso, o Nokia Here conta com pontos de interesses com reviews da Lonely Planet, integração de links do Qype e outros serviços integrados. O serviço também conta com recursos de navegação para motoristas e pedestres, além de rotas de transportes públicos. É claro que alguns desses recursos não estão disponíveis para os usuários brasileiros nesse primeiro momento, mas é bom saber que temos uma alternativa aos serviços atuais. E melhor. De graça.

Para fazer o download do Nokia Here (compatível com o iOS 4.3 ou superior) para iPhone, iPad e iPod Touch, acesse a página de download no iTunes.

AUTALIZADO em 20/11/2012, 12h28: o Nokia Here mal foi lançado, e ele já está destruindo recordes na Apple App Store. Em apenas 15 minutos, ele saltou da posição #101 na lista dos mais baixados da loja de aplicativos da Apple para a posição #32. Como temos uma adoção de mais de 60% de usuários com o iOS 6.0.x (que foram obrigados a conviver com o Apple Maps até a data de hoje), é natural que a adoção do Nokia Here tenha sido mais rápida que a imaginada.

Em breve, passarei as primeiras impressões sobre o software no uso diário com o iPhone (com iOS 5.1.1, pois não queria perder o Google Maps).

Afinal de contas… a Apple está mesmo em crise?

by

Antes de mais nada, eu quero deixar uma coisa bem clara nesse post: “eu queria estar em crise como a Apple está!”.

Dito isso, nessa semana, muito vem se falando sobre o momento atual da empresa de Cupertino. A empresa oscila entre vitórias e derrotas nos tribunais de todo o planeta, em sua luta na “guerra de patentes”, registrou recordes de vendas iniciais com o iPhone 5 (cinco milhões de unidades no primeiro final de semana), mas teve filas menores no lançamento do iPad Mini e do iPad de quarta geração (apesar de vender mais de três milhões de unidades combinadas dos dois tablets no seu primeiro final de semana), viu o Samsung Galaxy S III ultrapassar o iPhone 4S em vendas no último trimestre, perdendo assim o posto de smartphone mais vendido do mundo, e suas ações em Wall Street (bolsa NASDAQ) tiveram queda de 20% no seu valor nas últimas semanas.

Com tudo isso acontecendo, podemos dizer que a Apple está em crise? A pergunta divide opiniões, e vamos tentar abordar todos os aspectos da questão a seguir, tentando descobrir como isso vai impactar o mercado de tecnologia nos próximos meses (se é que vai).

Um número considerável de analistas argumentam que, como tudo nessa vida, a Apple atingiu o seu ápice em termos de sucesso e inovação, e que está iniciando a sua linha de descendente. Se isso estiver acontecendo, vale a pena deixar registrado que não é algo exclusivo da Apple. Tudo nessa vida é cíclico, feito de altos e baixos, e pode ser um processo de transição natural, que a própria empresa de Tim Cook precisa passar para se recuperar depois. Capacidade para isso, a empresa possui de sobra.

Além disso, não é uma queda vertiginosa, ou como se a empresa estivesse caindo do penhasco (empurrada pelas mãos do Google e da Samsung, em uma metáfora maldosa da minha parte). O analista da Ironfire Capital, Eric Jackson, em recente entrevista para a Forbes explica que a queda recente da Apple está muito mais ligada à preocupação dos investidores com o recente desempenho de vendas da empresa do que com o prestígio da marca junto ao consumidor, ou com a qualidade dos produtos apresentados.

A Apple segue sendo amada pelos seus usuários. A prova disso é vender cinco milhões de unidades do iPhone 5 em apenas três dias. E olha que estamos falando de um produto que recebeu duras críticas por causa da má qualidade de acabamento (em alguns aparelhos), a presença do Apple Maps (e a ausência do Google Maps) e o baixo número de inovações no smartphone. Mesmo com tudo isso, não dá pra negar que o iPhone 5 (assim como o iPad Mini e o iPad de quarta geração) são produtos de qualidade superior, se comparados aos seus concorrentes mais diretos.

Logo, o problema não é esse. O principal problema da Apple no momento responde pelo nome de “o monstro da expectativa”.

A Apple vende muito no lançamento, mas os analistas de mercado, especialistas e investidores esperam sempre muito mais, justamente por ser “A” Apple. A empresa de Tim Cook registrou uma receita de lucros recorde de US$ 8.2 bilhões no último trimestre, mas os investidores queriam ainda mais! Três milhões de novos tablets vendidos em um único final de semana não foram os suficientes para acalmar os ânimos naqueles que injetaram dinheiro na empresa.

Os ditos “entendidos” do mundo da tecnologia estão cegos pela ganância, e se esquecem de alguns muitos detalhes quem impedem a Apple de quebrar os números recordes de lucros dos últimos anos. E são motivos bem razoáveis e plausíveis. A saber:

1) hoje, a Apple tem concorrentes; em 2008, não: esse talvez seja o item mais imediato para explicar a dificuldade da Apple em bater recordes financeiros. Um ano após o lançamento do iPhone (2007), o produto estabeleceu o parâmetro para smartphones, sem falar que já tinha feito isso com os players de MP3, com o iPod. Reinava em um mercado que já tinha gigantes como Motorola e Nokia. Com o tempo, a Samsung, LG, Sony e a própria Motorola reaprenderam a fazer os seus dispositivos, e diminuíram a distância. Ou seja, a fatia do bolo para a Apple ficou menor nesse aspecto.

2) o mundo está em crise. Ainda: não se engane, amigo leitor: a Europa ainda enfrenta dificuldades, os Estados Unidos sofrem com o desemprego, e o Brasil está na corda-bamba. O cidadão comum ao redor do planeta estão fazendo de tudo para pagar as suas contas. Inclusive trocar o seu iPhone por um smartphone mais simples, com um plano de dados mais econômico.

3) queda de vendas no pré lançamento é algo normal: o iPhone 5 foi muito especulado, e por muitos meses. Todo mundo confirmou o seu lançamento para setembro de 2012 antes da própria Apple anunciar o seu evento de forma oficial. Como consequência, as pessoas não iriam gastar o seu dinheiro no iPhone 4S, para que o mesmo ficasse desvalorizado em pouco tempo. Logo, é normal uma queda de vendas nesse último trimestre. Vamos esperar os números do quatro trimestre de 2012, onde muito provavelmente veremos a recuperação nas vendas do smartphone mais popular do mundo.

Esses três fatores impedem que a Apple venha a vender 25 milhões de iPhones por trimestre pelos próximos 10 anos. E são fatores absolutamente normais, dentro do cenário atual do mercado. Muitos podem dizer que “a Apple não inova mais, e por isso, perde terreno”. Eu até concordo com esse argumento. Por outro lado, me custa a acreditar que Steve Jobs não deixou nenhum grande produto novo encaminhado para os próximos anos, e que Tim Cook não esteja pensando nisso à sério. A demissão de Scott Forstall, para mim, é um indício de que, pelo menos na mesmice, ele não quer ficar.

O mercado considera o iPhone o “carro chefe” da Apple, e há uma razão de ser para isso. É o produto mais impactante da história recente da Apple, e foi a mola propulsora para que a empresa se tornasse o que ela é hoje junto ao público. Por outro lado, a Apple não é só o iPhone. E, mesmo que fosse, eu volto a repetir: gostaria de estar em crise como a Apple está, contando com “apenas” 15% da cota de mercado mundial de smartphones. E, diferente dos seus concorrentes, utilizando um único modelo de telefone inteligente.

Por fim, é importante lembrar que as quedas recentes de ações da Apple já aconteceram antes. Por exemplo, no ano passado, elas caíram de US$ 425 para US$ 360, na ocasião do lançamento do iPhone 4S. No lançamento do iPhone 5, elas dispararam para US$ 700. Ou seja, temos aqui os altos e baixos que citei antes.

A Apple está em declínio? Sim, mas dentro do esperado de qualquer empresa. Está cometendo erros nesse primeiro ano da era Tim Cook? Sim, com certeza. Pode se recuperar? É claro que sim. Está em crise? Não como muitos pintam. E, se algum dia cair e ficar na condição que a Nokia está hoje, já cumpriu o seu papel na história, e não será o fim do mundo.

Exceto para os Apple Fanboys, é claro!

iOS 6.0.1 disponível para iPhone, iPad e iPod Touch

by

Durante os últimos dias (ou semanas), muitos usuários reclamaram pela internet e fora dela sobre os seus dispositivos com o iOS 6.0, que tiravam a alegria dessas pessoas com pequenos, porém, irritantes bugs. Muito bem, a Apple ouviu o clamor desse povo, e publicou uma atualização do sistema operacional móvel (iOS 6.0.1), que promete solucionar um bom número de falhas detectadas.

Emtre as novidades destacadas, está a modificação do sistema operacional para que o iPhone 5 possa receber atualizações de software via OTA (over the air), a remoção de um bug que causava um problema ao conectar os dispositivos a redes Wi-Fi com codificação, outro erro relacionado com o código de desbloqueio, uma falha gráfica no teclado virtual, e um bug que era algo realmente desconcertante, que impedia o disparo do flash no iPhone 5.

Antes de proceder a instalação com o seu dispositivo, é sempre bom fazer um backup do conteúdo salvo no mesmo, para evitar problemas futuros e imprevistos de qualquer espécie. Além disso, os proprietários de um iPhone deverão fazer o download de um aplicativo de atualização especial em seus smartphones.

Via

O evento da Apple de hoje (23) será transmitido ao vivo, via internet. Saiba como assistir

by

Se você é um usuário regular da Apple, pode comemorar. Em um ato raro de desprendimento, a gigante de Cupertino decidiu liberar um streaming oficial do seu evento a ser realizado daqui a pouco (15h, horário de verão de Brasília), e em diferentes plataformas.

A forma mais simples e direta é através do Apple TV, onde você poderá conferir a transmissão, acessando um ícone para o evento ao vivo. Se você tem o media player da empresa da segunda ou terceira geração, com a versão 5.0.2 do seu software, é só sentar diante do sofá e aproveitar. Ah, mas não deixe de seguir a gente no Twitter para acompanhar nossos comentários, no @TargetHD.

Mas se você não está de folga hoje, ou precisa escrever sobre o evento, pode ver toda a movimentação em San Jose (Califórnia) por outras maneiras. Se você é um usuário de um Mac, você precisa ter o navegador Safari 4 ou superior instalado em um sistema Mac OS X 10.6 ou superior. Além disso, também é possível ver o evento de hoje no seu iPhone ou iPad, desde que o seu dispositivo conte com a versão 4.2 do iOS.

Em todos os casos citados acima, você precisa ser um usuário registrado da Apple, o que obrigatoriamente obriga você a ter um dos dispositivos Apple acima citados para conferir o keynote. Caso você não se encaixe em nenhum dos casos acima citados, é melhor começar a procurar um streaming desde já.

Acompanhe o TargetHD.net nas redes sociais ou no próprio blog. Ao longo do dia de hoje, manteremos vocês atualizados sobre tudo o que vai acontecer no evento de daqui a pouco.

Via SlashGear, TUAW

Carmageddon para iOS é lançado: download grátis do jogo nas primeiras 24 horas (só hoje)

by

Hoje, 17 de outubro, a Stainless Games pegou muita gente de surpresa. Sem nenhum tipo de aviso prévio, foi lançado oficialmente a versão para iOS (iPhone, iPod Touch e iPad) do jogo Carmageddon na AppStore. O projeto foi resultado da campanha criada por eles na Kickstarter, e como forma de agradecimento pelo grande volume de contribuições que o jogo recebeu no site, eles oferecem o download gratuito do jogo nas primeiras 24 horas (ou seja, ao longo de todo o dia de hoje).

Carmageddon para iOS vem com todas as inovações que podemos esperar de um lançamento de game em 2012, mas mantendo a jogabilidade e o feeling que os amantes do jogo original agradecem. Eles também decidiram adaptar a dificuldade de alguns níveis iniciais, para facilitar a introdução ao jogo para aqueles que nunca ouviram falar em Carmageddon na vida.

Entre as novidades, vale a pena destacar que o game já conta com suporte para a resolução de tela do iPhone 5 e iPod Touch de quinta geração, sincronização de partidas salvas no iCloud e completa integração com o Game Center, com conquistas e tabela de pontuações. Também está disponível diversas opções de controle a escolher, para que a transição do controle físico para o controle sensível ao toque seja a menos traumática possível.

Deixando um pouco de lado a polêmica do tema do jogo em si (você ganha pontos por atropelar pessoas), o fato é que nada disso valeria a pena se o jogo não tivesse uma boa dose de diversão, como corridas alocadas, personagens carismáticos e um controle ajustado. O jogo vem com 28 oponentes, 11 cenários, modo carreira com 36 níveis, 30 carros jogáveis, que serão acessíveis mediante o seu progresso no jogos, ou através de compras adicionais.

E sangue. Muito sangue.

De novo: Carmageddon para iOS é gratuito apenas durante o dia de hoje, 17 de outubro de 2012 (os atrasados, que não venham reclamar depois). Seu lançamento para o Android deve acontecer no final de 2012, ou começo de 2013.

Para fazer o download de Carmageddon para iOS, clique aqui.

Mais da metade dos iPhones já estão com o iOS 6, assim como 45% dos iPads

by

Menos de duas semanas se passaram desde o lançamento do iOS 6, e mais da metade de todos os iPhones do planeta já contam com o novo software. De acordo com os últimos números divulgados pela empresa de publicidade online Chitika, a adoção do iOS 6 no iPhone alcançou a marca de 60%, enquanto que no iPad esse índice é de 45%, e no iPod Touch, de 39%.

A empresa observa que o iPod Touch tem uma velocidade de adoção ao iOS 6 naturalmente mais lenta, uma vez que ainda existem muitos modelos de segunda e terceira geração em circulação, que não são compatíveis com a nova versão, ficando estacionados no iOS 4. Diferentes dos iPhones, cujos proprietários acabam trocando a cada dois anos pelo menos, o iPod Touch conta com um ciclo de vida maior, e os seus usuários ou ficam mais tempo com o seu player para comprar um novo, ou quando compram um novo dispositivo para ouvir músicas, vão direto para o iPhone.

Isso mostra que, mesmo com todas as críticas feitas ao Apple Mapas ou ao consumo de bateria no iPhone 4/4S, os usuários não estão tendo o menor receio em ficarem com os seus dispositivos atualizados. Estão levando em consideração o fato que a relação custo/benefício é maior nesse caso, e os novos recursos e benefícios do sistema atualizado acabam compensando os eventuais problemas iniciais da nova versão.

É sempre bom lembrar que você não é obrigado a atualizar o seu dispositivo para o novo iOS 6, pelo menos, por enquanto. A Apple não tem como hábito limitar funcionalidades vitais para o bom funcionamento dos seus dispositivos para forçar o usuário a realizar a atualização de software. A única coisa que você não vai ter é justamente as novidades que a nova versão oferece (maior integração com o Facebook, melhorias diversas e novos recursos e funcionalidades, o novo Apple Maps… ops, isso não é uma melhoria… desculpe…).

E se você realizou a atualização, e está arrependido disso, pode simplesmente reverter o processo, de forma simples, via iTunes.

Via Chitika

O mundo Apple: uma pequena revisão em produtos e acessórios com o gosto da maçã

by

Desde o seu início, a Apple sempre se dedicou a oferecer ao seu público computadores de qualidade. E a partir do momento que a empresa de Cupertino começou a desenvolver eletrônicos de consumo, com o lançamento do primeiro iPod, em 2001, expandiu essa tendência a níveis quase inimagináveis na indústria. Para ser mais claro, hoje, (quase) todo mundo quer um produto da Apple, por combinar de forma muito equilibrada a beleza, a boa performance e a qualidade de construção dos seus produtos.

O chamado “Mundo Apple” possui uma vasta gama de produtos que cobrem as principais áreas de tecnologia e entretenimento doméstico. Alguns produtos são altamente recomendados para produtividade e para o ambiente profissional, e são vistos como investimento, com garantia de retorno em tempo e dinheiro para aqueles mais habilidosos em suas funcionalidades. Nesse post, vamos fazer uma revisão das principais categorias de produtos e acessórios da Apple, que estão em maior destaque no mercado. Algumas produtos podem complementar a sua experiência com os produtos que você já tem. Já outros, podem ser novas oportunidades de investimentos.

 

Magic Trackpad

A ideia do Magic Trackpad é oferecer o mesmo controle dos laptops da Apple para os seus desktops. É um sistema de apontamento multitoque que oferece um controle total aos principais recursos do Mac OS, oferecendo uma área de atuação, pelo menos, 80% maior que você teria no computador portátil. É ideal para quem quer ter uma maior precisão e agilidade na execução de comandos e programas no sistema, principalmente para o uso de entretenimento e navegação na internet, além de atividades mais profissionais, como softwares de desenho e criação musical. Se você tem um MacBook, e já se habituou aos comandos inteligentes para manipulação dos seus recursos, é um acessório que vai melhorar ainda mais o seu uso com o seu desktop Mac.

 

Teclado Apple sem fio

Elegante, compacto, fino e confortável. O teclado sem fio da Apple ocupa cerca de 24% menos de espaço do que um teclado convencional, deixando mais espaço para o seu mouse, e ocupando menos espaço na sua mesa de trabalho. Com uma proposta minimalista (e seguindo a tendência dos demais produtos de escritório da Apple) esse teclado conta com teclas de bom tamanho, oferece um digitar confortável, o que é essencial para quem vai trabalhar por muitas horas na frente do computador. Com funcionamento via Bluetooth, também pode ser uma boa opção para quem usa o Mac Mini como reprodutor multimídia, pois pode atuar como um bom controlador das principais funções do equipamento, enquanto você está no conforto da sala de sua casa.

 

Mac Mini

Ao longo dos anos, o Mac Mini foi deixando de ser usado como o computador compacto da Apple, para se tornar, em muitos casos, a principal central multimídia do usuário da Apple. E isso, não só por causa do seu tamanho, que é realmente muito compacto, mas principalmente por causa do seu hardware acima da média para suas dimensões. A Apple rapidamente entendeu isso, e hoje, o Mac Mini possui recursos especialmente otimizados para atuar nos dois campos. Para quem quer ter um computador Apple e não pode gastar muito dinheiro, essa é a opção a ser escolhida. Se você deseja um equipamento para streaming de fotos e vídeos com mais recursos que um Apple TV, essa é a opção a se considerar.

 

Apple iMac

O iMac é o desktop feito para usuários domésticos, corporativos e profissionais. Combina o desempenho robusto o suficiente para atender de forma equilibrada a grande maioria das necessidades (e as mais diferentes necessidades também) em um computador, o sistema Mac OS, que é perfeitamente alinhado ao seu hardware, que resulta em uma ótima experiência de uso, e um design de um produto com linhas compactas, que se integra muito bem em qualquer ambiente. É um pacote computacional completo, que poucos computadores no mundo conseguem oferecer.

 

MacBook (Air e Pro)

Os notebooks da Apple estão entre os mais elogiados do mundo, e por motivos diferentes. O MacBook Air é o preferido de jornalistas, blogueiros e internautas que querem um computador portátil leve, fino e elegante. Ficou tão popular que fez com que os seus concorrentes criassem uma categoria nova de portáteis para concorrer com ele, os ultrabooks. Já o MacBook Pro, mesmo não sendo tão portátil quanto o Air, foi a solução adotada pelos usuários profissionais, que gostariam de contar com o mesmo design e características de um autêntico notebook, mas com um desempenho elevado. O MacBook Pro é uma ferramenta de trabalho completa para quem quer produzir em diferentes situações, mas com a praticidade de poder usar o computador em qualquer lugar, na hora que quiser.

 

Apple TV

O equipamento especialmente dedicado à reprodução de conteúdos multimídia na sua TV não faz feio. A pequena caixinha da Apple pode reproduzir os conteúdos já presentes na Apple iTunes, além de vídeos de grandes players do mercado, como o YouTube e Neflix, sem contar com a possibilidade de você compartilhar os conteúdos presentes em outros equipamentos de sua casa com o Apple TV, de modo sem fio. Outro ótimo benefício é que você pode controlar o equipamento com o seu smartphone, player portátil ou tablet com iOS.

 

iPod (Classic, Shuffle, Nano, Touch)

O produto que deu origem a essa jornada de sucesso da Apple no mercado de eletrônicos de consumo não poderia ficar de fora. O iPod evoluiu ao longo de mais de 10 anos, se tornando mais compacto, com maior capacidade e, em alguns casos, em formatos bem intuitivos. O que torna o iPod diferente dos demais players é a sua praticidade no sincronismo das músicas, e pela sua disposição prática dos recursos no player. No caso especial do iPod Touch, o produto é uma espécie de “iPhone sem o telefone”, oferecendo a mesma experiência de uso do smartphone mais popular do mundo.

 

iPhone (iPhone 4, 4S e 5)

O produto mais popular da Apple hoje. É o smartphone mais popular do mundo, com mais de 250 milhões de usuários ativos. E contando, pois o iPhone 5 foi lançado recentemente, e os seus números iniciais de vendas já são impressionantes. Estabeleceu o padrão de como seria o smartphone nos anos seguintes, com um design elegante, com um desempenho impecável, e com uma grande gama de aplicativos. Se existe um produto que define a Apple nos últimos 10 anos, esse produto é o iPhone.

 

iPad (iPad 2 e iPad 3 ou novo iPad)

Para encerrar, o mais recente sucesso da Apple. O iPad, com as devidas proporções, repetiu o efeito do iPhone, sendo a referência de produto na sua categoria. Leve, elegante, com ótimo desempenho e funcionalidade atraente, o tablet da Apple é hoje o segundo produto mais vendido da empresa de Cupertino, e deve ter a sua popularidade ampliada, com o iminente lançamento da versão compacta do produto, o iPad Mini.

Esses são apenas alguns exemplos do tamanho do “Mundo Apple”. E olha que só falamos dos produtos considerados essenciais, e de itens oficiais da empresa. Se o tema for explorado um pouco mais, vamos encontrar uma surpreendente gama de produtos e acessórios, que certamente farão a alegria dos usuários dos produtos “com gosto de maçã”. E, para a grande maioria dos usuários, basta provar desse gosto uma vez, para querer consumir sempre.

Esse post foi oferecido por Novo Mundo.