Arquivo para a tag: internet móvel

Vivo Turbo, agora com minutos de chamadas para outras operadoras

by

vivo-turbo-mensal-minutos-operadoras

A Vivo anunciou um novo pacote do plano pré-pago Vivo Turbo, que oferece uma franquia de minutos em chamadas para outras operadoras.

A oferta foi incorporada ao plano mensal, que oferece 1 GB de internet, além de chamadas grátis para números Vivo e SMSs ilimitados para qualquer operadora.

A partir de agora, todos os clientes recebem 25 minutos de chamadas para outras operadoras em ligação local. O preço do Vivo Turbo com 1 GB de dados e os benefícios já descritos é de R$ 39,90 por mês. É o mesmo valor do seu plano correspondente ao Vivo Controle, mas com a flexibilidade característica de um plano pré-pago.

Já os clientes do Paraná, Santa Catarina e região Nordeste, a Vivo oferece um pacote de 1.5 GB de dados e 50 minutos em ligações locais para outras operadoras, pelo mesmo valor de R$ 39,90/mês. Nesses estados, também está disponível um plano mais barato do Vivo Turbo, com 700 MB de dados e 25 minutos de chamadas para outras operadoras, no valor de R$ 29,90/mês.

Via Tecnoblog, Vivo

Nos EUA, tem planos de dados “ilimitado premium”. Como assim?

by

tarifas ilimitadas internet premium

Nos Estados Unidos, a T-Mobile parece ter aprendido com as operadoras de telefonia móvel do Brasil. O limite de dados não é tão alto, a qualidade do vídeo por streaming é capada e o uso do smartphone como hotspot WiFi é limitado.

Mas para eles se livrarem da insatisfação dos clientes, a operadora criou um plano de dados “ilimitado premium”.

Sim, amigos… eles fizeram isso.

 

Mas… se já existem planos de dados ilimitados, o que pode oferecer uma tarifa “ilimitada premium”?

Tal e como acontece aqui, os planos de dados não são ilimitados. A T-Mobile tem um plano “premium” por US$ 25 adicionais (em um plano que custa US$ 95), que oferecem tethering sem limite de velocidade, e streaming de vídeos em HD (US$ 3 por dia na tarifa básica).

A Sprint faz algo parecido. A tarifa “supostamente ilimitada (US$ 60 na linha principal) precisa adicionar US$ 20 para poder ver vídeos por streaming em HD. Mas em nenhum dos planos contam com dados realmente ilimitados, já que as duas tarifas reduzem a velocidade da conexão ao alcançar um certo limite de tráfego (26 GB no caso da T-Mobile.

Se não são ilimitados, por que eles chamam assim?

A conclusão é bem simples: não existem tarifas ilimitadas nos dois casos.

De fato, poucas pessoas precisam de vários GB de dados por mês (a não ser que esta seja a única conexão da casa), e se em todos os casos fossem assim, as operadoras não teriam problemas em lançar esse tipo de tarifas, mas sempre tem aqueles que gastam dezenas ou centenas de gigas por mês.

E esses são os clientes que as operadoras não querem, pois jamais vão pagar por cada mega consumido.

No futuro, poderemos ver tarifas mais generosas com preços minimamente acessíveis. Mas com dados verdadeiramente ilimitados?

Nunca serão.

Jamais terão.

TIM volta atrás, e navegação com velocidade reduzida após fim da franquia está de volta

by

TIM 2016 Logo

A TIM decidiu voltar atrás, e anunciou hoje (27) que volta a oferecer pacotes de internet móvel com navegação “ilimitada” após o término da franquia.

Antes, a operadora estava bloqueando as conexões dos seus clientes depois do limite de franquia contratado ser ultrapassado, o que obrigava os usuários a adquirirem pacotes de internet adicionais. Como a TIM viu que isso não dava muito certo, eles decidiram voltar a oferecer uma velocidade reduzida quando essa franquia é ultrapassada.

A partir de agora, os clientes dos planos Infinity Web e Infinity Web + Torpedo com franquias de 50 MB, 100 MB e 200 MB poderão seguir navegando com velocidade reduzida após ultrapassarem essa franquia de dados. Nesse caso, a velocidade da conexão é reduzida para míseros 30 kb/s, que são suficientes ao menos para utilizar serviços de mensagens instantâneas, como WhatsApp, Telegram ou Facebook Messenger.

 

Beneficiar usuários com tarifação diária

De acordo com a TIM, a medida foi tomada para beneficiar os usuários que possuem pacotes com tarifação diária, que hoje são 85% dos clientes dentro dos planos pré-pagos. A operadora oferece pacotes semanais ou mensais nos planos TIM Pré, com franquia de dados e minutos no mesmo plano. Nesses casos, depois do término da franqia, a conexão é bloqueada, e o usuário segue obrigado a contratar um pacote adicional.

A operadora mudou a tarifação também por entenderam que contam com limites de dados mais baixos, oferecendo assim uma maior liberdade de escolha para quem usa as ofertas diárias. Com pacotes menores, o cliente sente mais o fim da franquia.

A redução de velocidade é opcional e gratuita até o dia 31 de agosto, e esse prazo pode ser prorrogado. Para quem quiser seguir navegando com a velocidade plane terá que contratar um pacote adicional, como é feito até hoje.

Via Tecnoblog

As vantagens do COMBO MULTI

by

NET_COMBO_MULTI

Hoje em dia, é comum a gente ver as principais operadoras de telecomunicações oferecerem serviços combinados para clientes residenciais e empresas. Por normalmente contarem com serviços de internet banda larga fixa, TV por assinatura, telefonia fixa e internet/telefonia móvel, todos esses serviços passam por uma mesma infraestrutura. Por isso, é mais do que lógico que esses serviços sejam oferecidos ao cliente em pacotes combinados, ou combos.

É claro que ninguém é obrigado a contratar os serviços combinados, de nenhuma operadora. E nenhuma prestadora de serviço obriga o cliente a contratar os seus serviços exclusivamente de forma combinada (ou limita a disponibilidade de um determinado serviço a contratação de um outro serviço). Porém, para muitos usuários, o combo é altamente recomendado.

Não somente pela comodidade oferecida em ter todos os serviços em uma única conta, com um único valor – o que também resulta em uma maior praticidade na hora de pagar por esses serviços, além de um maior controle no valor final da conta -, como também pelas vantagens que o combo oferece em relação aos contratos individuais dos serviços. Como o combo se encaixa em uma modalidade diferente de contratação, a operadora pode oferecer descontos muito interessantes, ou serviços adicionais para os assinantes desse combo.

O COMBO MULTI da NET é uma das opções disponíveis no mercado brasileiro, e oferece vantagens substanciais para o assinante em relação a uma contratação individual. Somando aos benefícios já ofertados a todos os assinantes, é possível obter uma relação custo-benefício muito boa em determinados serviços.

COMBO-MULTI1

De início, os assinantes do COMBO MULTI (internet banda larga fixa + TV por assinatura + telefone fixo + internet/telefone móvel da Claro) contam com o dobro de minutos contratados no NET FONE e na franquia de voz e dados do celular. Seguindo com a tendência de que as pessoas hoje estão mais e mais conectadas, os assinantes dessa modalidade também acabam recebendo o dobro da velocidade de internet do NET VIRTUA, atendendo assim o anseio de uma geração de usuários que querem fazer mais e melhor na internet.

Outras vantagens estão presentes aos assinantes de outras modalidades e combinações, como por exemplo o modem Wi-Fi residencial gratuito e o Wi-Fi fora de casa, onde o assinante NET pode acessar uma rede de internet sem fio exclusiva da operadora em determinados estabelecimentos (casas de espetáculos, aeroportos, etc). Já o NET antivírus é um benefício que pode ser contratado em separado pelos demais assinantes, mas no COMBO MULTI, o assinante recebe gratuitamente.

Para os usuários de telefonia Claro, vale a pena revisar alguns dos benefícios recebidos: acesso às principais redes sociais (Twitter, Facebook e WhatsApp) sem desconto na franquia de dados, envio de mensagens SMS ilimitado para todas as operadoras, e chamadas de voz entre telefones Claro de graça.

Por fim, para o serviço de TV por assinatura, são mais de 200 canais com uma grande variedade de gêneros de programação, sendo vários deles em HD, além do NET NOW, com uma programação diferenciada, atuando como uma locadora virtual direto na TV do assinante, com alguns dos principais lançamentos do cinema estreando na plataforma em tempo recorde.

O COMBO MULTI da NET pode representar não apenas uma considerável economia no bolso do assinante, mas também uma maior diversidade de conteúdo e serviços conectados.

Nokia mostra o futuro do 5G, com uma rede de 10 Gbps

by

nokia-5g

A Nokia apresentou na GITEX Technology Week em Dubai a sua aposta para a quinta geração da internet móvel. Em parceria com a operadora du, eles demostraram uma conexão 5G com velocidade superior a 10 Gbps, utilizando tecnologias de antenas inteligente se agregação múltipla de grandes larguras de banda.

Tais técnicas devem ser implementadas antes de chegar ao mercado em definitivo, e essa velocidade toda pode ser utilizada par o download de grandes volumes de dados em poucos segundos (filmes em Full HD ou 4K em menos de um minuto), além de poder ser útil nas cidades inteligentes, na Internet das Coisas, na realidade virtual e sistemas de telepresença com realidade virtual.

A má notícia é que a internet 5G só deve chegar ao grande público daqui a cinco anos. Ou seja, até lá, muita paciência.

Via Nokia

Redes 5G com até 20 Gbps terão primeiros testes reais em 2018

by

redes-móveis-antena

As redes 5G foram protagonistas na MWC 2015. Várias empresas (Nokia, Huawei SKT, etc) mostraram alguns de seus avanços. Mas essas não é uma tecnologia que estará disponível em breve, apesar dos primeiros detalhes e testes serem esboçados.

A International Telecommunication Union (ITU) é a responsável pelo gerenciamento da tecnologia 5G. As definições preliminares podem mudar até o anúncio das especificações definitivas, dando um esboço sobre o que pode vir a ser as redes 5G do futuro, com uma largura de banda de 20 Gbps, ou 2.5 GB/S.

É uma marca muito maior do que a oferecida pelo atual 4G/LTE com até 1 Gbps, melhorando notavelmente a velocidade de transferência de dados, e muito superior do que as diferentes variedades de bandas em 3G apresentadas até o ano de 2008, que aumentaram a largura de banda para até 56 Mbps nas suas melhores versões.

As redes 5G prometem um aumento muito significativo nas velocidades das conexões móveis, o que permite ampliar as possibilidades de nossas conexões móveis, permitindo ampliar as funcionalidades com serviços de vídeo por streaming para as resoluções 4K, por exemplo.

De novo: é óbvio que estamos falando das primeiras especificações que aparecem no mercado. Os dados podem variar ao longo desse desenvolvimento, que ainda deve durar alguns anos para ser finalizado, onde as primeiras implementações das redes 5G podem ser testadas em 2018, durante os Jogos Olímpicos de Inverno em PyeongChang (Coreia do Sul), para um padrão final ser estabelecido em 2020.

Via TweakTown

Esse pequeno circuito pode duplicar a largura de banda das redes móveis

by

circuito-largura-banda

A Universidade de Columbia anuncia o desenvolvimento do circuito da imagem acima, que pode revolucionar as comunicações móveis.

Este seria o primeiro circuito transceptor (emissor e receptor) que pode realizar as duas tarefas nas mesma banda de frequência e de forma simultânea. Além disso, diferente das tentativas anteriores, esse método é realizado diretamente com a tecnologia CMOS (Complementary Metal Oxide Semiconductor) em escala nanométrica e integrada em um circuito (IC).

O CoSMIC (Columbia High-Speed and Mm-wave IC) utiliza uma nova técnica que elimina o eco do emissor no receptor, permitindo assim a transmissão e recepção simultânea. Mas eles não entraram em maiores detalhes.

Esse é o primeiro circuito que, pelo tamanho e consumo, pode realmente ser instalado em um smartphone. Sua finalidade seria de duplicar a largura de banda disponível nas redes móveis, integrando em uma única banda de frequência os canais de download e upload.

Não foram citadas datas de disponibilidade, mas a demonstração realizada na Solid-State Circuits Conference (ISSCC) de San Francisco (EUA) foi um sucesso, o que chamou a atenção dos fabricantes.

Via Universidad de Columbia

Em menos de 5 anos, o usuário médio vai precisar de 6 GB de dados móveis

by

cisco-crecimiento_móvil

A Cisco publicou a versão atualizado do seu estudo Visual Networking Index, onde eles analisam a situação das redes móveis, oferecendo dados atualizados e previsões interessantes sobre as tendências dos próximos cinco anos (período 2014-2019).

De acordo com suas estimativas, de 4.3 bilhões de usuários móveis atuais passaremos para 5.2 bilhões em 2019, com 11.5 bilhões de dispositivos conectados, contra ‘apenas’ 4 bilhões em 2014. Todos esses usuários vão aumentar substancialmente o tráfego das redes móveis.

A Cisco estima que dos 30 exabytes consumidos em 2014 passaremos para 292 exabytes em 2019. A maior parte desse aumento provém dos países em desenvolvimento da América do Sul, China e Europa do Leste, muito por conta dos vídeos em streaming.

Felizmente, as velocidades medias de conexão móvel devem subir. Passaremos de 1.7 Mbps da média global atual para 4 Mbps em 2019, número que pode não parecer muito, mas que está lastrada pelo uso massivo do 3G nos novos países, e pelo uso do WiFi como sistema de download das redes das operadoras.

ciscoglobalgrowth

Importante também será o crescimento do número de dispositivos ‘wearables’ conectados, que passaram dos dois milhões atuais para mais de 42 milhões em cinco anos. As previsões indicam que o número de usuários vai aumentar, assim como o consumo de dados e velocidades, ainda que será necessário um descenso do preço das tarifas móveis, que não estão a altura das necessidades da maioria dos consumidores.

ciscohowmuchdata

Mas também deve aumentar a quantidade mensal de dados que as operadoras oferecem. Por exemplo, na Europa, a Cisco estima que um usuário médio vai precisar de aproximadamente 6 GB mensais para satisfazer as suas necessidades básicas.

Via Cisco

Em 2020, metade da população mundial vai se conectar à internet via smartphones

by

650-mobile-internet-subscribers

A GSMA publicou o estudo ‘Digital Inclusion Report 2014’, onde eles analisam a situação da telefonia no mundo, as tendências atuais e as previsões de crescimento para os próximos anos das diferentes tecnologias. Um dos dados mais interessantes da análise está na adoção da telefonia móvel como sistema de acesso universal à internet em todo o planeta.

De acordo com o estudo, nesse momento temos 2.2 bilhões de usuários de internet móvel (30% da população mundial), número que deve aumentar até mais de 3.8 bilhões em 2020. Ou seja, em seis anos, a metade do planeta vai se conectar à internet a partir de dispositivos móveis.

A maioria dos novos internautas virá de países em desenvolvimento, passando dos 1.5 bilhão de usuários de 2013 para aproximadamente 3 bilhões em 2020, ou seja, o dobro de pessoas que hoje usam um smartphone como principal ponto de acesso à web.

usuarois-conectados-movil

Porém, ainda temos uma grande massa desses novos internautas móveis que vai seguir utilizando as redes 2G. Segundo a GSMA, estima-se que 800 milhões de clientes só terão acesso à redes de segunda geração, apesar do crescimento das infraestruturas 3G e posteriores, que será maior principalmente nas regiões africanas.

Os números impressionam, mas são mais pessimistas que aqueles apresentados por outro estudo da Broadband Commission, que calculava um número de 5.6 bilhões de usuários de internet móvel para 2019 (imagem abaixo).

smartphone-suscriptions

De qualquer forma, seja como for, o certo é que o crescimento dos usuários nos países em desenvolvimento fará que em poucos anos as tendências mudem, e que muitos novos lançamentos tecnológicos sejam orientados para os gostos e preferências dessa nova população que vai se incorporar ao mercado.

Via Digital Inclusion Report 2014

A verdade é uma só: os pacotes de dados móveis nunca foram ‘ilimitados’

by

Logo-Vivo

Durante a última semana, muitos usuários foram surpreendidos com a notícia que a Vivo mudaria a sua filosofia de oferta de serviços de internet móvel pré-paga. A partir de novembro, não haverá mais a redução da velocidade dessas conexões, mas sim a interrupção dessa conexão. E tal mudança já começa a ser fonte de reclamação entre os usuários.

A tendência é que as principais operadoras de telefonia móvel no Brasil acompanhem a mesma escolha da Vivo, e em médio prazo, a era da internet móvel ‘ilimitada’ acabe no Brasil. A ideia é que, no futuro, os pacotes pós-pagos passem a adotar o mesmo sistema (algo que a Vivo por enquanto não fez). Para que tudo funcione da forma como a operadora espera, os termos de uso foram ligeiramente modificados, onde a redução de velocidade agora é indicada como ‘oferta em caráter promocional’.

A estratégia de interrupção do serviço de internet móvel não é uma prática incomum. Em outros mercados (Europa, principalmente), essa prática é adotada sem maiores problemas. Porém, os pacotes de acesso à internet são mais generosos, e o serviço é (em via de regra) de melhor qualidade do que aquele encontrado no Brasil. E é aqui que eu começo a dissertar sobre a minha frase do título desse post: a internet móvel no Brasil ‘nunca foi ilimitada’.

O brasileiro precisa encarar diversas limitações para usufruir dos seus serviços de dados de forma decente: área de cobertura, velocidade ofertada pelas operadoras, qualidade de sinal de rede, velocidade final ofertada, preço elevado… tudo isso me leva a crer que a internet móvel brasileira é tudo, menos ‘ilimitada’. Essas limitações transformam automaticamente a relação custo/benefício da nossa internet móvel uma das piores do planeta.

Mas a maior limitação dos pacotes ‘ilimitados’ – e o que diretamente torna essa decisão do fim da redução da velocidade de conexão algo ainda mais complexo de se lidar – está no fato das operadoras ofertarem pacotes com volume de dados ridículos a preços elevados. As operadoras não entenderam que, com o passar dos anos, o volume de dados e as necessidades dos usuários mudaram drasticamente, e chega a ser uma ofensa oferecer planos com 500 MB de dados, que pode ter a sua velocidade reduzida de 1 Mbps para 32 Kbps.

Na prática, o serviço vai ficar mais caro para quem usa mais. Ser obrigado a comprar pacotes adicionais de dados para restabelecer o serviço como um todo é algo que realmente incomoda e muito. Que ao menos aconteça uma ‘troca’: eu tiro o seu pacote ‘ilimitado’ com redução de velocidade, mas em compensação ofereço um pacote com maior volume de dados, com uma qualidade decente.

A Anatel quer que as operadoras se expliquem sobre essas mudanças, que precisam ser comunicadas aos usuários com 30 dias de antecedência. A Vivo é a única que realizou tal mudança, e já avisa os usuários via SMS.

De qualquer forma, vamos aguardar pelos próximos acontecimentos. Do jeito que as coisas funcionam no Brasil, não será nenhuma surpresa se os pacotes atuais se tornarem limitados, sem nenhum tipo de compensação para o usuário – que, de novo, paga caro por um serviço que já possui diversas limitações. É evidente que as operadoras visam um objetivo real e imediato: o lucro. Por outro lado, as medidas que podem ser tomadas devem prejudicar diferentes categorias de usuários. Desde o usuário que adora ver vídeos em qualquer lugar, até aquele que ao menos usa o WhatsApp com uma velocidade reduzida.

Com informações de O Globo e Tecnoblog

Oi passa a oferecer internet 4G em todos os planos

by

Oi-Logo

A operadora Oi atualizou os seus pacotes de acesso à internet para smartphones, tablets e via modem. Os planos pós-pagos passam a oferecer acesso à rede 4G desde os mais básicos.

Para o acesso via smartphone, o pacote mais acessível (300 MB) passa a custar R$ 19,90/mês, podendo alcançar os 5 GB de dados por R$ 59,90/mês. Para o uso em modems e tablets, o plano de 500 MB custa 29/mês, e pode alcançar o valor de R$ 119/mês, para quem aderir ao pacote de 10 GB. Para quem já é assinante de um plano de celular pós-pago, banda larga, fixo ou Oi Conta Total, pode contar com ofertas de planos mais vantajosos.

A tabela abaixo ilusta os novos planos.

oi-planos-novos-internetmodem

Todos os planos são válidos mediante fidelização de 12 meses. Os planos sem fidelidade recebem um aumento de preço significativo.

Para promover o lançamento dos novos planos, a Oi oferece a franquia de 5 GB de forma gratuita por três meses para quem optar pelo pacote de 2 GB. Também são oferecidos descontos em modems e tablets, de acordo com o plano escolhido – sendo que no plano mais caro, o modem 4G é gratuito, mediante fidelização de um ano com a operadora.

Os planos já estão disponíveis para assinatura imediata. Os assinantes também contam com acesso ilimitado à rede Oi WiFi durante um ano.

Via Tecnoblog