Arquivo para a tag: entretenimento

Cinema 3D sem óculos chega no momento que a realidade virtual está no auge

by

cinema 3d sem óculos

A visualização em 3D sempre foi algo que chamou a nossa atenção. É uma forma de enganar o nosso cérebro que é muito interessante. Porém, além de causar efeitos colaterais em alguns, é incômodo para outros que utilizam óculos normais. Agora, o MIT (Massachusets Institute of Technology) criou um protótipo de filme cujo efeito 3D é exibido sem a necessidade dos tais óculos.

O projeto é desenvolvido em conjunto com o Instituto Israel Weizmann, e se tornou realidade com a ajuda de uma combinação de lentes e espelhos, obtendo assim uma imagem que cria no espectador a sensação de profundidade, suprindo as barreiras técnicas das tentativas anteriores.

 

Espelhos, lentes e olhos

imagem 3d sem óculos

Até então, uma das limitações para uma projeção 3D em grande escala era a resolução, que exigia um grau muito elevado. São resoluções muito elevadas e nada práticas. O projeto agora desenvolvido é a primeira aproximação técnica que permite a visualização sem óculos de uma projeção 3D nessa escala.

Para isso, foi utilizada uma série de 50 lentes e espelhos, e essa combinação criou uma barreira paralela (parallax barriers), que criam a senação de profundidade ao emitir uma série diferente de pixels para cada olho. O sistema já é utilizado por alguns televisores 3D do mercado, mas agora é adaptado para um grande tamanho de tela.

Porém, esse sistema ainda não é a solução definitiva, e problemas precisam ser solucionados. As imagens 3D são exibidas em um alcance de ângulo bem limitado, obrigado o espectador a permanecer estático no seu assento, sem mover a cabeça como normalmente fazemos de forma involuntária na hora de visualizar o conteúdo tridimensional.

 

3D vs realidade virtual

Essa nova tecnologia chega no momento que a realidade virtual se consolida como um dos futuros formatos a serem adotados pelo cinema, videogames e outros segmentos de entretenimento. Aqui, a questão é: o que o telespectador vai priorizar? A imersão? Ou a comodidade?

Por um lado, podemos aproveitar do conteúdo sem ter que usar nada na nossa cabeça. Por outro lado, podemos ter uma experiência muito mais imersiva, por conta de uma maior abstração de nossos sentidos. Talvez seja esta uma alternativa futura para atividades de visualização em grupo, com diversas interações. Nesse momento, é impossível alcançar isso com a realidade virtual no ponto que está, com dispositivos como o Oculus Rift ou o HTC Vive, sem falar que esses dispositivos ainda são muito caros.

Logo, essa descoberta pode ser um primeiro passo para um cinema 3D mais acessível para todos. Mas precisa melhorar muito. Vamos dar tempo ao tempo.

O declínio do cinema e a ascensão do vídeo on demand

by

online-video

O cinema, desde o seu aparecimento, ganhou logo uma dimensão e importância muito grandes, fazendo dele uma indústria muito rica e uma das formas mais importantes e fascinantes de comunicação e entretenimento da sociedade atual.

O fascínio pelo glamour da indústria e da possibilidade de chegar a vários cantos e pessoas com interesses distintos fez dos atores, realizadores e produtores verdadeiros ícones e estrelas para a sociedade. Posteriormente a este sucesso, surgiram as grandes e glamorosas galas de premiação dos filmes e seus intervenientes como o Oscar, Grammys ou festivais de cinema como Sundance, Cannes, entre outros. Tudo isto contribuiu para um grande fascínio e consagração da indústria do cinema a nível global.

Contudo, nos últimos anos, apesar de grandes investimentos em filmes e produções milionárias, bem como atores ao nível das pessoas mais bem pagas do mundo, a indústria de cinema foi ultrapassada por algumas indústrias emergentes como é o caso da indústria dos games ou da TV. Tal acontece devido a uma vasta variedade de razões como é o caso do elevado preço dos ingressos para ir ao cinema e também devido à facilidade e rapidez com que os filmes chegam à televisão ou DVD.

Outro dos motivos está no acesso à tecnologia e também da própria evolução dessa tecnologia. É muito mais fácil e cômodo que as pessoas vejam um filme em casa sem terem que se deslocar a qualquer lado ou pagar por isso. Além disso, as próprias TVs estão evoluído de tal forma que a qualidade de ver um filme na em casa é equiparada à do cinema. A tecnologia 4K da Sony, por exemplo, apesar de ainda não muito difundida, apresenta uma qualidade tão impressionante que, se combinada a outros recursos como o 3D, conexão à internet e emparelhamento com outros dispositivos faz com que muitas pessoas prefiram ver algo em casa do que se deslocar ao cinema, mesmo que tenham que esperar algo tempo para isso.

Vários foram e são os programas, filmes e seriados que são produzidos especialmente para este formato sem considerar o cinema. O sucesso está a vista de todos e seriados como Game of Thrones, Baywatch, Breaking Bad, The Simpsons, The Walking Dead, X-Files, Prison Break, How I Met Your Mother, The Big Bang Theory, entre muitos outros, são a prova de que esta indústria tem crescido e surpreendido tudo e todos, afetando a indústria do cinema. Muitos atores, devido a este sucesso, optaram por se dedicar mais a este segmento do que propriamente o cinema, agravando, assim, essa situação.

Com esta situação, várias empresas como a Netflix ou Amazon, por exemplo, dedicaram-se a oferecer conteúdos voltados para este segmento, onde o acesso e a facilidade de encontrar conteúdos é ainda mais rápido e acessível, levando várias pessoas a adotarem o formato “on demand”, onde você pode assistir ao programa sem publicidades ou intervalos. Inclusive vários operadores de TV disponibilizam equipamentos onde a gravação dos conteúdos que passam em vários canais é gravada automaticamente, podendo ser acessível a qualquer momento.

Para muitos especialistas e amantes de cinema, nada disto substitui a experiência de ir ver uma grande estreia de um filme nas salas. Mas a verdade é que a qualidade das TVs, as novas tecnologias que lhe são associadas, o sucesso de vários seriados, filmes, produções exclusivas e o surgimento de vários serviços onde o acesso a conteúdo é facilitado, rápido, cômodo e barato fizeram com que a indústria de cinema sofresse algumas perdas em termos de rentabilidade.

30 anos depois da Justiça dos EUA “inocentar” o Betamax, o cinema segue firme e forte. Já o Betamax…

by

sony betamax victoria

Não é de hoje que se fala em “o que é legal ou ilegal” no entretenimento doméstico. Bem antes do Napster, do MP3, do Torrent e outras tecnologias controversas aparecerem, o Betamax, que muitos associam como uma tecnologia derrotada pelo VHS (com razão), obteve uma importante vitória em 1984 na Justiça dos Estados Unidos. Decisão essa que permite que você grave a programação da sua TV aberta ou paga em seu DVR sem maiores problemas.

Na verdade, quem venceu foi a Sony, que travou uma batalha legal contra as gigantes do entretenimento, mais com o objetivo de salvar o Betamax do que dar o direito de todo mundo gravar o que fizer. Na opinião dos produtores de cinema, o recurso de gravação de filmes exibidos na TV em um aparelho doméstico basicamente acabaria com a necessidade das pessoas irem ao cinema.

Como eles foram tolos nessa teoria…

Mas para colocar você por dentro de tudo o que aconteceu, vamos recapitular.

Sony Corp. of America v. Universal City Studios, Inc

Em 1984, a Suprema Corte dos Estados Unidos deu ganho de causa para a Sony, em uma batalha jurídica que durava vários anos contra a Universal Studios. Cinco anos antes, Universal e Disney apresentaram uma denúncia contra a Sony, por conta dos equipamentos Betamax, que haviam chegado ao mercado poucos anos antes.

No entendimento da Suprema Corte norte-americana, não era possível proibir uma tecnologia se existem usos legítimos para a mesma, e nem ela (a tecnologia) pode ser elemento de punição à uma empresa pelo uso ilegal que os usuários poderiam dar à essa tecnologia. Para vocês verem: nos tempos atuais, nem é possível imaginar uma sentença semelhante.

Para a Universal, a Sony era culpada sim, justamente pelo fato dos seus equipamentos servirem de mecanismos para violação dos copyrights das produções televisivas e do cinema, e que tal dispositivo poderia significar o final da indústria de entretenimento como era conhecida na época. Depois de várias apelações, a sentença final foi emitida em 17 de janeiro de 1984.

Mas para os juízes que analisaram o caso, os fabricantes (como a Sony) não eram responsáveis pelos usos que os clientes faziam desses aparelhos sempre e quando os mesmos tiveram um uso dentro da legalidade (como por exemplo, o recurso de agendamento de gravação), que era o que acontecia com o Betamax. Além disso, as gravações de conteúdos transmitidos para uma visualização em um tempo futuro de forma privada foram consideradas “uso adequado”, permitindo assim a proteção dos direitos do autor da obra, sem a necessidade de ampliar as limitações daquilo que a lei já estabelecia na época sobre esse assunto.

A vitória que se transformou em derrota rapidamente

O mundo da tecnologia consegue ser bem irônico quando quer. Curiosamente, a mesma sentença a favor da Sony não se converteu no sucesso do Betamax no mercado, que acabou sucumbindo por outros motivos alheios aos tribunais. Com a sentença favorável ao sistema da Sony, outras empresas decidiram desenvolver tecnologias semelhantes e, principalmente, mais baratas que a Betamax na época.

Em 1985, metade dos lucros dos fabricantes de eletroeletrônicos já estava nas mãos dos reprodutores e gravadores de vídeos. Em 1987, diferente daquilo que a Universal previa, o interesse do público pelo cinema aumentou, com um aumento de público exponencial. Ou seja, o mercado de vídeo doméstico não representou o fim do cinema, mas sim, mais um fator para o aumento de seus lucros.

Ao longo das décadas, a história não parou de repetir a lição tão bem exemplificada no caso da Betamax, a cada vez que um desenvolvimento tecnológico melhorava a forma que as pessoas consomem os conteúdos de entretenimento. Ou melhor, para as grandes produtoras, a tecnologia sempre foi uma ameaça para o formato clássico (e arcaico) do negócio deles.

O Napster, que é talvez o caso mais clássico da “era da internet” mostra bem isso. Mesmo apresentando avanços tecnológicos, vitórias parciais e derrotas completas, o único vencedor comum é a tecnologia. Em 2000, muitos executivos de gravadoras afirmavam que “a música desapareceria em 10 anos”. Estamos em 2014, e a música não desapareceu. O que morreu foram as gravadoras. Felizmente. Hoje, ouvimos música de forma mais democrática, com maior liberdade de opções, e com artistas surgindo de forma muito mais orgânica e menos fabricada.

Quem sabe o próximo passo está nas séries de TV. Afinal de contas, o discurso anti-compartilhamento de séries começou a mudar. Muitos já consideram o Torrent uma “propaganda boca a boca” das produções, e querem mais é que isso aconteça de forma cada vez mais frequente. Sem falar nas séries exclusivas pela internet, com qualidade superior e temporadas mais bem formatadas.

Eu estou na torcida desde já para que essas mudanças continuem.

Com informações do LA Times

CES 2014 | Lenovo Beacon, um hub multimídia de até 6 TB, para os amantes do design

by

02slide-0002beacon-enges-1

A Lenovo segue mostrando que o seu repertório para a CES 2014 é, acima de tudo, versátil. O Lenovo Beacon é apenas uma amostra disso. O hub com design diferenciado pretende ser uma ponte entre os servidores multimídia e a nuvem, fazendo com que esse tipo de periféricos deixem de ficar na sombra de outros equipamentos.

Para que você tenha uma melhor ideia de todas as suas possibilidades, o periférico conta com uma cópia do XBMC pré-instalada, além de baia dupla para discos rígidos de pratos que podem armazenar até 6 TB de dados. O equipamento conta com um processador Atom dual-core (sem modelo revelado), que será capaz de gerenciar o streaming de conteúdos para vários dispositivos de forma simultânea, podendo inclusive fazer com que um deles exerça o comando de forma remota na hora do envio de fotos e vídeos.

03slide-0003beacon-enges-1

Na parte de conexões, temos os itens habituais: porta HDMI, Ethernet e duas portas USB (para conectar o produto ao seu computador ou na TV). Uma vez instalado o aplicativo correspondente, o sistema pode realizar uma cópia de segurança automática de suas fotos, vídeos ou qualquer outro conteúdo que você queira proteger ou compartilhar.

O Lenovo Beacon pode ser adquirido nas cores laranja, azul, cinza ou preto. As primeiras unidades chegarão ao mercado internacional a partir do mês de abril, com um preço sugerido de US$ 199.

01slide-0001beacon-enges-1 04slide-0004beacon-enges-1

Via Engadget

Conheça o Samsung Shape, o novo alto-falante sem fio dos coreanos

by

shapeofessamsung-wireless-audio-multiroom-m7-black-01

A Samsung apresentou hoje (03) lá fora o novo Shape, um alto-falante sem fio que chega para competir diretamente com produtos na mesma categoria do Sonos e similares.

O produto em questão possui design triangular, que pode ser colocado nas posições horizontal e vertical, ou até mesmo instalado na parede. Temos aqui cinco drivers por alto-falante, dois tweeters e um woofer, além das conectividades Wi-Fi, Bluetooth e NFC, para que você possa compartilhar a sua música com a maior conveniência e liberdade. O processo de conexão é bem simples, sendo necessário apenas a conexão do produto ao roteador da sua residência, e assim, conectá-lo ao dispositivo, através de um aplicativo gratuito, disponível para as plataformas iOS e Android.

Para que o tudo funcione, o usuário precisa arrastar o conteúdo de sua biblioteca para o aplicativo, para que as músicas sejam reproduzidas no alto-falante. Também é possível escolher entre os serviços de streaming de música e/ou rádios pela internet (Pandora, TuneIn, etc), que se conectam ao Samsung AllShare.

shapeofessamsung-wireless-audio-multiroom-m7-white-203

O volume de cada caixa pode ser gerenciado a partir dos controles físicos do telefone (de fato, é possível indicar um volume diferente para cada caixa disponível em cada cômodo da sua casa), ou deixar no mudo a caixa que você desejar.

As primeiras unidades do Samsung Shape começam a ser vendidas nos Estados Unidos no dia 13 de outubro, e seu preço sugerido é de aproximadamente US$ 400. Por enquanto, não há informações oficiais sobre sua disponibilidade nos demais mercados.

shapeofessamsung-wireless-audio-multiroom-02

Via Engadget

ESPN Brasil lança a Rádio ESPN, 100% na internet

by

A ESPN Brasil lançou oficialmente a Rádio ESPN, que é mais uma de suas iniciativas para consumo de conteúdo esportivo em suas plataformas. A rádio estará disponível no site da ESPN Brasil, e em breve, nos aplicativos móveis para iOS e Android da emissora.

Com o fim da parceria da ESPN com a rádio Estadão, foi necessária a busca de uma nova alternativa para dar continuidade ao projeto bem sucedido da rádio esportiva com a marca ESPN no Brasil. E a alternativa mais viável nesse caso é aproveitar a estrutura já montada para lançar a rádio via internet. Em informes não oficiais, a ESPN Brasil procurou outras emissoras de São Paulo para montar uma nova parceria, e até mesmo comprar uma das faixas disponíveis para transmissão de radio em AM ou FM. Porém, a escolha pelo formato da internet acabou sendo a mais viável e, ao meu ver, vantajosa.

Mesmo sendo uma rádio de São Paulo, a finada Estadão/ESPN era acessada via internet por todo o país, tanto pelo site quanto pelos aplicativos móveis. Ou seja, a Rádio ESPN, na prática, vai manter boa parte do seu público que já ouvia o seu conteúdo via streaming. Além disso, a emissora poderá se focar em 100% nos principais produtos da marca ESPN: esportes e entretenimento.

A proposta da Rádio ESPN é oferecer uma programação diferenciada, não apenas se focando no futebol brasileiro e internacional, mas também nos esportes americanos, que é um dos principais produtos dos canais ESPN. Nessa primeira etapa, a Rádio ESPN oferecerá os seus programas no formato de podcasts, alguns deles seguindo a proposta dos programas do canal de TV (como o Futebol no Mundo, por exemplo), e outros segmentados em alguns esportes (como a NFL, o MMA, a NBA, etc). Até o final de semana, os links para download desses podcasts via iTunes estarão disponíveis no site da rádio.

Com o início dos campeonatos estaduais de futebol e a fase de oitavas de final da UEFA Champions League (exclusiva no rádio), a Rádio ESPN terá uma programação de 24 horas, com grade linear e transmissão de jogos do Brasil e do exterior, além da transmissão dos eventos norte-americanos já exibidos pelo canal. A ideia da ESPN Brasil é, no futuro, expandir essa proposta para uma rede de emissoras, permitindo assim que sua programação seja ouvida por todo o país, pelo rádio e pela internet.

Acesse a página da Rádio ESPN: espn.com.br/radio

O PlayStation 3 é o dispositivo mais usado para acessar o conteúdo do Netflix em TVs

by

PlayStation 3 e Netflix. A dupla parece mesmo ter feito uma combinação perfeita. Foi anunciado que o console da Sony é o dispositivo mais utilizado pelos assinantes do serviço de streaming de filmes e programas de TV mais popular do mundo em televisores. E isso acontece nos Estados Unidos e em todo o planeta.

Um comunicado de imprensa feito pelas duas empresas anunciam a novidade, que traz números interessantes sobre o comportamento dos assinantes do Netflix. Talvez o dado mais relevante seja o fato que, hoje, as pessoas já utilizam mais o serviço do Netflix no conjunto PS3 + TV do que diante do PC (em número de horas). O próprio CEO da Netflix, Reed Hastings, afirma que o PlayStation 3 é hoje a principal fonte de acesso ao serviço nas TVs, considerando o console “muito adequado para o serviço em termos de desenvolvimento”, permitindo a atualização do aplicativo quase que diariamente.

Além disso, outro fator que coloca o PS3 como líder no consumo do Netflix é o fato da PlayStation Network ser gratuita, enquanto que no seu principal concorrente (o Xbox 360), o serviço só pode ser acessado pelos assinantes da Xbox Live Gold.

O Netflix conta hoje com 30 milhões de assinantes em todo o planeta, e o PlayStation 3 foi a primeira plataforma de entretenimento a oferecer o acesso ao serviço em resolução Full HD (1080p), com saída de som Dolby Digital 5.1. Além disso, foi o primeiro a contar com o recurso post-play, controles de segunda tela, possibilidade de cadastro no próprio videogame e opções diversas de áudio e legendas. Atualmente, o console é a única plataforma a ter uma interface de voz chamada “Max”, ainda em fase de testes.

Via Assessoria de Imprensa – Sony Brasil

Nintendo Wii U: lançamento confirmado para o Natal e outras novidades #E3

by

A coletiva de imprensa da Nintendo na E3 2012 acabou, e a principal novidade é a confirmação das mudanças no controle do Nintendo Wii U e sua cor alternativa. Além disso, um dado importante sobre o lançamento foi confirmado: o período de seu lançamento.

Durante o evento, a Nintendo confirmou que o Wii U estará disponível no mercado no próximo Natal. A empresa não especificou uma data em especial para a chegada do console ao mercado, e preços não foram revelados ou estimados. Os porta-vozes da empresa se limitaram a dizer que o console virá acompanhado do NintendoLand, o seu novo jogo multiplayer para o console.

Além disso, foi confirmado que o novo console da Nintendo será compatível com os serviços de streaming de conteúdos como Netflix, Hulu, YouTube e Amazon Video. Como é possível imaginar, muito além dos nomes dessas empresas, maiores detalhes não foram revelados, mas pelo menos sabemos que o serviço vai se beneficiar da segunda tela presente no controle do console.

Por fim, a Ubisoft aproveitou a oportunidade para anunciar o lançamento de sete jogos que estarão disponíveis para o Nintendo Wii U, com lançamento previsto para o primeiro semestre de 2013. Os títulos são: Assassin’s Creed III, Just Dance 4, Marvel Avengers: Battle for Earth, Rabbids Land, Rayman Legends, Sports Connection e Your Shape: Fitness Evolved 2013.

Mais notícias e novidades sobre a E3 2012, publicaremos aqui no TargetHD.

Nike+ apresenta três novos modelos de tênis, que podem ser conectados ao seu smartphone

by

A Nike sabe perfeitamente que os geeks tem sérios problemas na hora de nos desfazermos de nossos queridos gadgets, mesmo aqueles que tem como função nos deixar em forma. Por isso, eles optaram por apresentar novos dispositivos que dão sequência à essa missão: o Nike+ Basketball e o Nike+ Training. As duas plataformas chegam acompanhadas de novos tênis esportivos, com conexão direta para o seu telefone, para armazenar e compartilhar as informações mais variadas de suas atividades físicas.

Entre as principais novidades, destacamos o modo Hyperdunk+, que conta com sensores para medir a sua velocidade de deslocamento, ou a altura dos seus saltos. Por sua vez, o modo Showcase permite que você faça o upload na internet dos vídeos de suas façanhas, além de enviar para a web os dados de sua seção de atividades.

Já o Nike+ Training permite que você conte com praticamente tudo o que é necessário para transformar as suas horas de suor e sofrimento em algo que valha a pena. O aplicativo conta com uma série de exercícios de repetição e rotinas, que visam melhorar a velocidade, força ou agilidade do atleta que existe dentro de cada um de nós, enviando essas informações para um ranking global de participantes. Os primeiros modelos dessa coleção serão os Hyper Workout+ (para as mulheres), enquanto que a versão masculina recebe o nome TR 1+.

Todos eles serão lançados a partir do dia 29 de junho, nos mercados dos Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, França e China.

Via Business Wire

A pulseira Jawbone Up promete te ajudar a manter uma vida mais saudável

by

A Jawbone é especialista em apresentar produtos que tem como objetivo melhorar a sua saúde. O último lançamento deles é a sua pulseira Up, que tem a interessante proposta de te ajudar na manutenção de sua saúde. A pulseira registra informações sobre os seus movimentos durante as 24 horas do dia, e transmite esses dados para um aplicativo do iOS.

São poucos os detalhes revelados sobre o seu funcionamento, e sobre sua característica, o fabricante não informou nada. Logo, não sabemos se o produto funciona com dispositivos Android ou algum outro sistema operacional. O fato dele funcionar à noite é algo inusitado, pois o produto pode registrar dados como forma de dormir, distâncias percorridas e até informações sobre o que você come.

via ATT

TargetHD Podcast | 134 | Batalha de Patentes no exterior, Netflix no Brasil

by

banner-targethd-podcast
Nesta edição:

– Batalha de Patentes: Apple derrota a Samsung na Alemanha
– Apple entra com processo contra Samsung Galaxy no Japão
– Galaxy Tab 7.7 removido da IFA 2011
– HTC compra patentes do Google para usar contra Apple
– Netflix no Brasil
– Facebook assume a liderança entre as redes sociais no Brasil
– Amazon reestrutura site antes de lançar novo tablet
– Samsung firma parceria com Microsoft para tablet com Windows
– Erich Schmidt confirma Ice Cream Sandwich para novembro
– Yahoo! demite CEO da companhia Carol Bartz
– Câmara aprova redução de imposto para produção de tablets no País
– Engenheiro do Google usa Maps para pedir namorada em casamento

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

[Dicas de Compras] Home Theater Samsung HT-C655W tem conectividade wireless, dock para iPod e 1000W de potência de som

by

Com quatro caixas acústicas Tall Boy, o HT-C655W é tudo que você necessita para potencializar a experiência sonora dos seus filmes prediletos. Além de um design sofisticado, característica dos produtos Samsung, ele traz uma alta potência de 1000W RMS para você aproveitar ao máximo o som do seu Home Theater. O produto conta com a função do Auto Sound Calibration, que permite a calibração das caixas acústicas para onde você estiver ao toque de um botão. Tem também a função Crystal Amplifier Pro, que através de um sistema de dupla filtragem, elimina todos os ruídos dos seus programas prediletos. Para evitar qualquer complicação, o home theater Samsung tem wireless embutido, ou seja, não tem a necessidade de fios cruzando sua sala para conectar as caixas acústicas surround.

Especificações Técnicas:

-Modelo: HT-C655W/XAZ
-Marca: SAMSUNG
-Tipo: HT-DVD
-Formatos de Leitura: DVD-Video / DVD±R / DVD±RW / CD DA / CD-R / CD-RW / DIVX (inclusive XVID) / MP3, WMA, WMV, JPEG
-Canais: 5,1
-Voltagem: 110V, 220V, Bivolt
-Consumo: 75W
-Potência RMS: 1000w

Características:

-Sistema de cores: NTSC / PAL
-Sistema de som: 5.1 CANAIS
-Idiomas: 36 idiomas para escolher
-Resolução de Vídeo: 1080P
-Dolby Digital: Sim
-HDMI: Sim
-DTS: Sim
-Kodak Picture CD: Sim
-MP3: Sim
-Wireless: Sim
-Zoom
-Função Pausa
-Progressive Scan
-Closed Caption
-Controle de imagem
-Controle de som
-Menu de funções
-Menu inteligente
-Child Lock
-Controle remoto

Dimensões aproximadas de cada peça (LxAxP):

Receiver – 430 x 59 x 273mm
Subwoofer – 168 x 350 x 295mm
Caixa Acústica Frontal – 90 x 1300 x 119mm (apoio 250 x 250mm)
Caixa Acústica Central – 360 x 74.5 x 68.6mm
Caixa Acústica Traseira – 90 x 1300 x 119mm (apoio 250 x 250mm)

Preço: R$ 1.399,00

[software] Nokia e Abril Digital lançam aplicativo gratuito VEJA São Paulo

by

A Nokia e a ABRIL DIGITAL anunciam o lançamento do guia mais completo de entretenimento de São Paulo, agora em versão mobile. Desenvolvido em parceria com o Instituto Nokia de Tecnologia, o guia de VEJA São Paulo já está disponível para download gratuito na Ovi Loja (nokia.com.br/oviloja) para aparelhos Nokia: Nokia 5530, Nokia 5230, Nokia 5233, Nokia 5235, Nokia N97, Nokia N97 mini e em outros lançamentos ao longo do ano (TBC).

O VEJA São Paulo é um aplicativo de entretenimento, de caráter informativo, que tem como objetivo listar as opções de diversão (restaurantes, bares, comidinhas, teatros, cinemas, passeios e noite) na cidade de São Paulo. A versão móvel conta com todos os conteúdos e serviços presentes e consagrados na edição impressa e no site de VEJA São Paulo. O aplicativo ainda tem como vantagem o recurso de GPS que reconhece a localização do usuário e, automaticamente, indica as opções naquela região. O usuário terá sempre a mão uma ampla lista de bares, restaurantes, peças e filmes em cartaz, shows, baladas, e tudo isso com apenas alguns cliques no seu smartphone Nokia.

É muito simples e rápido fazer buscas com esse aplicativo, basta escolher uma categoria:

RESTAURANTES: o usuário pode fazer sua busca orientando-se por “especialidades” (japoneses, alemães, chineses etc.), ou por “região”. A tela seguinte mostrará os restaurantes disponíveis, podendo organizá-los por proximidade, em ordem alfabética ou por preço; selecionando um restaurante, o aplicativo mostrará as informações de contato cadastradas e o endereço. Caso o usuário deseje, o aplicativo pode mostrar o percurso do ponto atual até o restaurante selecionado. vejasp1Lembrando que os recursos de localização e ponto a ponto estão disponíveis somente para aparelhos com GPS. Para os que não possuem, exibe mapa com o ponto de localização do estabelecimento.

BARES, COMIDINHAS e NOITE complementam as categorias de gastronomia de VEJA São Paulo, adotando-se as mesmas funcionalidades presentes em “restaurantes”. Alguns estabelecimentos contam ainda com o recurso de se fazer um pedido online.

CINEMA: O grande diferencial aqui é poder ver o trailer dos filmes em cartaz e comprar ingressos para uma sessão.

TEATROS: é possível fazer buscas de teatros e peças por região. Nos detalhes das peças, informações como gênero, classificação e censura são dispostas, juntamente com um resumo da trama.

PASSEIOS: aqui o usuário pode procurar por passeios em construções históricas, galerias e pontos turísticos. Selecionando uma opção, o aplicativo mostrará as informações sobre o local e mostrará algumas fotos e o percurso do ponto atual até o passeio selecionado.

Para baixar esse aplicativo, acesse: http://store.ovi.com/content/40292

IMPORTANTE: Atualize o software de seu celular para uma melhor performance. Além disso, o aplicativo funciona melhor em redes 3G e Wi-fi.

[Dicas de Compras] Nintendo Wii com Wii Sports

by

Eu nem preciso me alongar muito sobre o produto. Mas vale aqui reforçar que o Nintendo Wii cumpre com seu objetivo melhor do que o esperado. Ele sempre foi voltado para o público menor, ou para os jogadores mais casuais. Porém, com o passar do tempo, o Nintendo Wii se tornou um console para toda a família, além de servir de ferramenta para outros setores profissionais, principalmente no setor da saúde, tornando ele um sucesso de vendas. Isso sem contar nas diversas opções, como acesso à internet e download de jogos clássicos. Uma excelente opção para quem quer entretenimento de forma descomplicada e divertida.

[tv] Vamos dar uma olhada no adaptador Google TV da Logitech recém apresentado

by

Depois do fim da conferência Google I/O realizada ontem (20/05) nos Estados Unidos, o pessoal do Engadget teve a chance de ver de perto o novo dispositivo de entretenimento da Logitech, o Google TV. Na espera de mais detalhes sobre o produto, o que foi passado inicialmente é que o usuário poderá trabalhar com o produto como ponto de acesso WiFi, além de poder utilizar o mesmo em smartphones (iPhone e Android), através de um aplicativo que converte o aparelho em um controle remoto universal, com reconhecimento de gestos.

Por outro lado, o fabricante também falou de um teclado com touchpad, mas por enquanto este acessório está em fase de desenvolvimento, de modo que vamos ter que esperar um pouco mais para ver um teclado com esta caixa decodificadora. De qualquer modo, é bem interessante esta possibilidade de poder controlar uma caixa receptora com um smartphone.

 

Fonte

O pessoal de Flash Forward não sabe mesmo como colocar um disco rígido em um dispositivo

by

Ok, eu sei que aqui não é o Spin-Off, mas vale mais como um registro mesmo. Flash Forward voltou a ser exibida pela ABC nos EUA na semana passada, e além do fato deles retornarem com a mais baixa audiência desde que a série estreou, eles agora cometem erros que, apesar de serem pequenos para o grande público, para quem está antenado no mundo da tecnologia, são grandes gafes.

Na primeira cena, o personagem em primeiro plano tem um objeto nas mãos. Na segunda cena, fica evidente que este objeto é um disco rígido, mas atentem ao detalhe de que ele está conectando o periférico DO LADO CONTRÁRIO. Alguém da produção (que conhece um pouco de informática) deve ter se atentado para o erro e, quando a cena volta para o personagem, o periférico está conectado da forma correta. É, desse jeito eles vão bem… bem para o caminho do cancelamento. Se bem que não é pior do que um Mac rodando Windows, como aconteceu em Heroes.

Mais: http://es.engadget.com/2010/03/22/pantallazos-en-flash-forward-no-saben-como-meter-un-disco-duro/

TargetHD Podcast | 054 | O Que Esperar de 2010?

by

banner-targethd-podcast

Nesta edição, começamos a segunda temporada do TargetHD Podcast! E tal como fizemos no ano passado, usamos esta primeira edição do ano para comentar assuntos que vão fatalmente estar em evidência neste ano que está começando, nas áreas de tecnologia, games, entretenimento televisivo e esportes. Muitos destes assuntos, com o decorrer dos episódios, serão abordados com mais ênfase aqui mesmo no podcast, e mesmo que não virem temas de cast, são assuntos que vão dar muito o que falar em 2010.

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes