Arquivo para a tag: brasil

99% dos brasileiros são contra a limitação da banda larga fixa

by

internet

Precisava mesmo de uma consulta pública para obter esse resultado?

A consulta pública feita pelo Senado Federal sobre a limitação de banda larga fixa no Brasil revelou o óbvio: 99% dos brasileiros são contra a medida. Desconfio que os 1% são representados pelos executivos das operadoras e pelo presidente da Anatel, João Rezende. Mas é só uma desconfiança.

Foram 608.470 internautas que se manifestaram no questionário do Senado. A pesquisa também revela que 64% dos entrevistados entendem que a qualidade do serviço vai piorar com as limitações, e apenas 2% acham que a qualidade vai melhorar (os parentes dos executivos das operadoras e a família de João Rezende). 95% dos participantes ficarão insatisfeitos com as mudanças.

Além disso, 89% acreditam que os gastos dos clientes vão aumentar caso o limite de franquia seja estabelecido, e 87% dos internautas brasileiros são contra o bloqueio de aplicativos por decisões judiciais.

 

A discussão continua. Dizer que você é contra não resolve o problema

São 25 projetos de lei tramitando na Câmara dos Deputados e no Senado Federal para proibir as franquias de dados. A Anatel proibiu por tempo indeterminado os limites na internet fixa, mas o mesmo João Rezende já afirmou que a Anatel não vai interferir nos modelos de negócio das operadoras.

A Vivo oferece para os novos contratos franquias ilimitadas em modo promocional até o dia 31 de dezembro de 2016. Depois desse prazo, a velocidade do usuário pode ser reduzida ou sua conexão bloqueada caso a franquia de dados seja atingida. A NET já possui o sistema de limitação de dados no contratos de internet banda larga fixa, mas raramente adota a redução. A Oi tem os limites de velocidade, mas não aplica as sanções.

Via Senado

LG G5 SE chega ao Brasil, por R$ 3.499

by

LG G5 SE-01

A LG apresentou no Brasil o LG G5 SE, nova versão do modelo top de linha de smartphones da empresa e o seu primeiro modelo modular.

O dispositivo entrega uma experiência premium, com acabamento em metal e bateria removível no formato slide-out. O design entrega uma experiência de usabilidade diferenciada, já que permite a integração de módulos de fotografia ou de áudio de alta definição. O LG G5 SE possui material utilizado na construção de aeronaves e carros esportivos de luxo, com alta durabilidade e resistência. Sua bateria removível é que permite a utilização dos módulos, os Friends, que são exclusivos para o novo smartphone.

LG G5 SE-04

O LG G5 SE conta com tela Quad HD IPS Quantum de 5.3 polegadas, com vidro 3D Arc Glass, entregando um formato levemente curvado. Sua tela conta com o recurso Always-on, com a promessa de consumir apenas 0,8% da capacidade total da bateria por hora de operação. De acordo com a LG, isso é melhor do que ficar ativando a tela de tempos em tempos.

Outro diferencial do smartphone é a presença de uma câmera traseira dupla, com 16 MP e 8 MP, que é capaz de capturar fotos e vídeos com ângulos de até 135 graus. A câmera frontal possui 8 MP. Seu processador é o Qualcomm Snapdragon 652 octa-core de 64 bits, trabalhando em conjunto com a GPU Adreno 510, modem X8 LTE, com suporte de velocidade de download de até 300 Mbps e de upload de até 100 Mbps. O dispositivo conta com tecnologia Quick Charge 3.0, o que garante uma recarga mais rápida de sua bateria.

LG G5 SE-02

O LG G5 SE também inclui um leitor biométrico na parte traseira, porta USB Type-C, slot para cartões microSD suporte para Dolby Áudio e a interface de usuário LG UX 5.0 por cima do sistema operacional Android 6.0 Marshmallow.

A LG também trouxe ao Brasil os Friends, complementos que se valem do conceito modular do LG G5 SE, gerenciados pelo aplicativo Friends Manager, onde em apenas três passos os acessórios se conectam ao telefone de forma simples. Os itens LG Cam Plus, LG 360 Cam, H3 by B&O Play e LG Hi-Fi Plus com B&O Play já estão disponíveis no mercado brasileiro.

LG G5 SE-03

O LG G5 SE chega ao Brasil pelo valor de R$ 3.499.

Principais especificações do LG GESE:

• Chipset: Processador Qualcomm® Snapdragon™ 652 octa-core 1.6 GHz com modem X8 LTE
• Display: 5,3 polegadas QHD IPS Quantum (2560 x 1440 / 554ppi)
• Memória: 3GB LPDDR3 RAM / 32GB eMMC ROM / microSD (até 2TB)
• Câmera: Traseira Padrão 16MP e 8MP / Selfie 8MP
• Bateria: 2.800mAh (removível)
• Sistema operacional: Android 6.0 Marshmallow
• Dimensões: 149,4x 73,9 x 7,7mm
• Peso: 157g
• Rede: LTE Categoria 6 (até 300 Mbps) / 3G / 2G
• Conectividade: Wi-Fi 802.11 a, b, g, n, ac / USB 2.0 Type-C / NFC / Bluetooth 4.2
• Cores: Prata / Titânio / Ouro / Rosê

Eduardo Moreira viajou para São Paulo a convite da LG do Brasil.

LG G5 SE-07 LG G5 SE-06 LG G5 SE-05

Xiaomi interrompe lançamentos de smartphones no Brasil

by

XiaomiMi5-teaser

Os rumores estavam corretos. Diferente do que foi desmentido pela empresa em comunicado oficial, a Xiaomi vai suspender o seu calendário de lançamentos no Brasil, além de reduzir o seu quadro de funcionários no país. Esses são claros indícios de desistência da empresa no mercado brasileiro.

As informações foram reveladas pelo vice-presidente da empresa, Hugo Barra, e chegam semanas depois da empresa negar oficialmente a saída do mercado brasileiro. Para o executivo, as constantes mudanças nas regras de fabricação e tributação de vendas online são os principais motivos para a Xiaomi desistir dos lançamentos no mercado brasileiro.

As mudanças citadas por Barra envolvem a revogação da Lei do Bem, que concedia incentivos fiscais para dispositivos fabricados no Brasil, e as alterações nas regras do ICMS, equilibrando a distribuição do imposto entre estados, o que prejudicou seriamente as lojas de varejo online. As medidas foram tomadas ainda pelo governo Dilma Rousseff, em uma tentativa desesperada para equilibrar as contas públicas.

O anúncio se alinha com a informação que a fábrica da Foxconn em Jundiaí (SP) deixou de montar os aparelhos da Xiaomi. Barra informa que a produção poderá ser retomada caso a mesma se torne mais vantajosa que a importação.

A decisão decepciona aqueles que esperavam os recentes lançamentos da Xiaomi, como o Mi 5. Não há prazo para a empresa trazer novos produtos, e os funcionários responsáveis pelo marketing e mídias sociais da empresa no Brasil serão realocados para a sede em Pequim, passando a cuidar remotamente das atividades do mercado brasileiro e planos de entrada da marca na América do Norte. A operação brasileira segue abraçando as áreas de suporte, assistência técnica, logística, finanças, gerência e e-commerce.

Além disso, a Xiaomi está deixando o seu escritório em São Paulo, localizado na Vila Olímpia. A empresa informa que pensa na possibilidade de mudança até o final do ano para um outro bairro.

Via Tecnoblog, Android Pit, Manual do Usuário, Manual do Usuário

iPhone SE no Brasil a partir de R$ 2.699; iPad Pro 9.7 polegadas a partir de R$ 5.499

by

iPhone-SE-teaser-2016

A Apple definiu os preços dos seus mais recentes lançamentos no Brasil. O site da empresa foi atualizado, e tanto o iPhone SE como o iPad Pro de 9.7 polegadas contam com valores oficiais.

O iPhone SE, novo modelo com tela de 4 polegadas, estará disponível em nosso mercado nas versões com 16 GB e 64 GB de armazenamento, com preços sugeridos de R$ 2.699 e R$ 2.999, respectivamente. Ainda não há disponibilidade para compra da nova versão no Brasil, mas os dois modelos devem chegar ao mercado no próximo dia 20 de maio (sexta), com a pré-venda começando uma semana antes, no dia 13 de maio.

Nos Estados Unidos, o iPhone SE tem preço inicial sugerido de US$ 399, e a estratégia se repete no Brasil. Compete diretamente com alguns dos smartphones top de linha lançados no ano passado, além de ser o único modelo premium do mercado com tela de 4 polegadas, filão de mercado que a Apple quer conquistar com esse modelo. Sem falar nos usuários dos modelos iPhone 5 e iPhone 5s, que não migraram para os modelos mais novos justamente por conta do tamanho de tela.

ipad-pro-mini

Já o iPad Pro de 9.7 polegadas confirma a sua tendência de dispositivo para poucos, ou pensado mesmo nos profissionais, que encaram o produto como um investimento que pode lhe oferecer algum tipo de retorno direto ou indireto. O modelo herda o chip A9X da versão de 12.9 polegadas e os acessórios como Apple Pencil e os adaptadores para câmeras e cartão de memória.

No Brasil, os preços e versões do iPad Pro de 9.7 polegadas são:

32 GB: R$ 5.499 (Wi-Fi) e R$ 6.599 (4G);
128 GB: R$ 6.799 (Wi-Fi) e R$ 7.899 (4G);
256 GB: R$ 7.999 (Wi-Fi) e R$ 9.199 (4G).

O iPad Pro é comercializado no Brasil desde novembro de 2015, e tem preço sugerido entre R$ 7.299 e R$ 10.999, com desconto de 10% para pagamento à vista em todos os produtos.

Via MacMagazine, Tecnoblog

AOC lança no Brasil linha de TVs para todos os tipos de ambientes e consumidores

by

AOC_19_LE19D1461

A AOC apresenta uma linha de televisores que atendem a todos os perfis de consumidores. Com diversos tamanhos disponíveis, a série 1461 possui uma família de aparelhos com telas de 19 a 49 polegadas. Os produtos acabam de chegar nas principais redes varejistas do país.

Com alta qualidade de imagem, os aparelhos contam com resolução Full HD (versões de 24”, 43” e 49”), tela LED e suas tecnologias de imagem garantem redução de ruído. As TVs contam também com boas opções de conectividade, com entradas HDMI, VGA (versões de 19” e 24”) e USB, as mais utilizadas no mercado de eletroeletrônicos.

AOC_32_LE32H1461

Seguem mais detalhes sobre os novos modelos e o ambiente ideal para cada tamanho de TV:

19”

Para ambientes com espaço reduzido, como varandas e cozinhas, a TV precisa ter uma tela pequena. Como sugestão, há o modelo da série 1461 de 19 polegadas da AOC, que possibilita plugar dispositivos, como notebooks, pelas entradas VGA, HDMI e USB.

Preço: R$ 899

24”

Também para ambientes pequenos, como cozinhas e quartos menores, o ideal é que a TV não tenha uma tela muito grande. Como sugestão, a AOC indica o modelo da série 1461 de 24 polegadas, que possui conexões completas para o que o consumidor desejar: uma entrada VGA, uma P2, duas HDMI e uma USB.

Preço: R$ 999

AOC_24_LE24D1461

32”

Em quartos de tamanho médio, a AOC recomenda o modelo de 32 polegadas da série 1461, por possuir um tamanho de tela que não ocupará espaço demais, mas que permite ter uma ótima experiência visual nos programas preferidos dos consumidores.

Preço: R$ 1.399

43”

A TV AOC de 43 polegadas da série 1461 é indicada para quartos maiores e salas medianas, onde a distância permite uma tela um pouco maior para os espectadores sem causar esforço ocular, além de aproveitar toda a qualidade de imagem Full HD em filmes, séries, etc.

Preço: R$ 1.999

49”

Já para grandes salas de estar ou de jantar, que pedem uma tela maior, a TV AOC de 49 polegadas da série 1461 é ideal para proporcionar melhor experiência ao telespectador ao receber um blu-ray ou uma TV por assinatura, por exemplo, pois possui 2 entradas HDMI e resolução Full HD para reprodução de conteúdo.

Preço: R$ 2.399

AOC_49_LE49F1461

Dell completa primeiro ano na liderança do mercado brasileiro de PCs

by

notebooks-dell

A Dell conquistou a liderança no mercado brasileiro de PCs, com 18,4% de todas as unidades vendidas pela indústria durante 2015, de acordo o Brazil PC Tracker 2015Q4, divulgado pela consultoria IDC Brasil.

A empresa é líder pela primeira vez na soma anual do mercado, a marca também registrou nos três últimos meses do ano sua maior participação no segmento brasileiro de computadores em um trimestre, com 21,3% dos equipamentos comercializados pelo setor no período. De acordo com o relatório da IDC, no último trimestre de 2015 (outubro a dezembro) a Dell assumiu, pela primeira vez, a liderança nas vendas no segmento de monitores (sem a função TV) no Brasil, concentrando 25% de todas as unidades vendidas no país durante o período e saltando da terceira para a primeira colocação.

O desempenho da Dell no mercado brasileiro, que saltou da terceira para a primeira posição nas vendas de PCs no Brasil – entre janeiro de 2014 e 2015 – significa uma resposta positiva do mercado à estratégia da empresa, baseada na construção de um portfólio completo e adequado às necessidades dos clientes. Além do foco na qualidade dos produtos e serviços, o período também foi marcado por expansão dos canais de venda e a continuidade da integração da oferta de PCs como parte da linha de soluções de ponta-a-ponta.

Atualmente, a Dell também mantém a liderança em outros segmentos-chave no Brasil, seguindo sua estratégia de posicionar-se como uma fornecedora de soluções completas de TI. Entre os destaques, há dez anos a marca tem sido uma das protagonistas no setor de servidores no país, assim como concentra o maior volume de vendas de storage abaixo de US$ 150 mil.

VAIO inaugura e-commerce no Brasil e lança modelo VAIO Z

by

VAIO Z-01

A VAIO anuncia o lançamento de sua loja virtual própria para venda dos seus produtos no Brasil. Todo o portfólio de notebooks da marca estará disponível a partir desta semana em br.vaio.com, onde os primeiros modelos disponíveis são os híbridos VAIO Z e o notebook VAIO Fit 15F.

Em breve, os consumidores também poderão adquirir acessórios compatíveis com os computadores da marca. A VAIO também oferece os seus produtos no grande varejo (Americanas, Casas Bahia, Extra, Ponto Frio, Shoptime e Submarino).

O VAIO Z possui uma estrutura articulada para giro de tela, se transformando de notebook em tablet de forma simples. Com tela de 13.3 polegadas (Full HD, WQHD), oferece maior nitidez e compatibilidade com canetas Stylus, permitindo o uso do notebook como mesa digitalizadora. Embaixo do teclado, há uma câmera exclusiva para utilização em modo tablet, com resolução de 8 MP.

VAIO Z-02

O modo InstantGo deixa o VAIO Z pronto para uso em apenas 0.3 segundo, a partir do modo standby. Seu processador Intel Core i5 de 5ª geração trabalha com a placa gráfica Intel Iris, unidade SSD, peso de 1.34 kg em estrutura com combinação de carbono com alumínio, e bateria com autonomia de até 15 horas.

Já o VAIO Fit 15F está disponível em diferentes configurações, com tela de 15.6 polegadas (HD), processador Intel Core de 5ª geração, gráficos Intel HD Graphics 5500 com suporte para Microsoft DirectX 11.2 e OpenGL 4.3, sistema operacional Windows 10, 1 TB de HD, até 8 GB de RAM e saída HDMI. Seu sistema de som possui uma engenharia que o canaliza para uma reprodução mais clara pelos seus dois alto-falantes de 2W. Também possui o sistema USB charging, permitindo carregar outros aparelhos como smartphones e tablets, mesmo quando o notebook está desligado (e desde que sua bateria esteja carregada).

Para saber todos os pontos de vendas dos produtos VAIO, clique aqui.

Só a Anatel acha que limite de consumo de internet é algo bom!

by

anatel-sede-agencia-nacional-telecomunicacoes

O superintendente de competição da Anatel, Carlos Baigorri, entende que os assinantes que acessam a internet esporadicamente financiam a banda larga de quem baixa grandes quantidades de dados. Com isso em mente, a estratégia de limitar a banda larga fixa é algo considerado “benéfico” (na opinião de Carlos, que fique bem claro).

“Não existe um único consumidor, então para quem está abaixo da média, consome menos, o limite é melhor. E pior para quem consome muito”, afirmou o superintendente, que ainda exemplifica a seleção adversa como mais um argumento para defender os limites de consumo, onde muitas vezes é feito o preço médio pelo perfil de consumo, onde (na opinião dele) quem consome menos paga por quem consome mais.

Entendo a questão de forma diferente. Em um formato de internet ilimitada, entendo que o serviço está disponível para todo mundo usar do jeito que quiser. Não há prejuízo de quem usa menos porque ele opta por usar menos. Ele paga pelo serviço prestado, e não pela quantidade de uso. Até porque o volume de consumo é um problema de cada um. O usuário que consome mais não pode ser penalizado por conta da liberdade de quem usa menos tem para usar menos porque quer.

vivo-logotipo-marca

Recentemente, a Vivo alterou os seus contratos do Vivo Internet Fixa, onde existe um limite de até 130 GB/mês para download, dependendo do plano contratado. “Promocionalmente”, a internet será ilimitada até 31 de dezembro de 2016 para todos os clientes. Depois disso, os novos clientes terão esse limite. Ao ultrapassar o limite, a conexão será bloqueada ou terá velocidade reduzida até o final do mês.

A NET e a Oi adotam esse sistema a algum tempo, mas apenas em casos excepcionais adotam as punições. A Oi mesmo já confessou que não adota a suspensão do serviço de internet após o fim da franquia proposta. E isso seria uma burrice sem tamanho. Entendo que toda e qualquer operadora quer que o cliente continue a usar o seu serviço (e pagar por ele), no lugar de criar expedientes e problemas que podem fazer com que esse mesmo cliente migre para outra operadora.

Limitar o consumo de internet é burrice, ainda mais em tempos onde o usuário médio consome mais e mais conteúdos por streaming e armazena dados na nuvem. Curiosamente, as empresas que praticam ou pretendem praticar essa estratégia (Vivo, Oi e NET) também ofertam o serviço de TV por assinatura, e torcem o nariz para empresas como a Netflix, que oferecem conteúdos televisivos de qualidade a preços bem mais competitivos, sem falar no formato de consumo inovador e atraente.

gvt-logo

Por fim, no mês de abril, a GVT vai se transformar em Vivo, e os clientes antigos (eu, inclusive) que contam com internet ilimitada, deverão se ajustar ao sistema da nova empresa. A pergunta que fica é: teremos a nossa internet ilimitada com os limites adotados pela Vivo?

Se isso acontecer, mudo rápido para a concorrência que não adota essa prática.

Via Tecnoblog, Convergência Digital, TeleSíntese

LG K10 será apresentado no Brasil no dia 16 de fevereiro

by

lg_k10_topo

Através de convite enviado para a imprensa especializada, a LG do Brasil confirma que o smartphone LG K10 será apresentado oficialmente no Brasil (e, ao que tudo indica, em outros mercados também) no dia 16 de fevereiro, em evento a ser realizado em São Paulo (SP).

A linha K é uma nova linha de smartphones intermediários da LG, que se caracteriza por especificações de hardware equilibradas, uma presumida relação custo-benefício vantajosa, e materiais de qualidade mais avançada do que aqueles empregados em dispositivos de sua categoria. O modelo segue a média das especificações oferecidas dentro da categoria.

O LG K10 anunciado lá fora possui tela de 5.3 polegadas (1280 x 720 pixels), processador quad-core ou octa-core (dependendo do mercado), 1 GB ou 2 GB de RAM, 8 GB ou 16 GB de armazenamento, câmeras de 13 MP e 5 MP, bateria de 2.300 mAh e versões de 3G e 4G, dependendo do mercado.

lg-k10

A LG não fala sobre o preço sugerido do LG K10 para o mercado brasileiro, assim como a sua disponibilidade para o consumidor final. Mais detalhes técnicos sobre o dispositivo serão revelados na data da apresentação do produto no Brasil. O TargetHD estará presente para cobrir esse lançamento, e contaremos tudo o que for anunciado.

Dell mantém liderança no mercado brasileiro de PCs

by

notebooks-dell

A Dell manteve a liderança no mercado brasileiro de computadores, com 19% de todas as unidades vendidas, no terceiro trimestre de 2015, de acordo com relatório divulgado pela consultoria IDC Brasil. Com o resultado, a empresa contabiliza a maior participação de mercado no país e o terceiro trimestre consecutivo como a marca mais vendida de PCs.

O desempenho da Dell no mercado brasileiro, que, em um ano, saltou da terceira para a primeira posição nas vendas de PCs no Brasil – entre janeiro de 2014 e 2015 – é reflexo de uma estratégia baseada na combinação de: um portfólio completo e adequado às diferentes necessidades dos clientes; a qualidade dos produtos e dos serviços; a expansão dos canais de vendas; e a oferta dos computadores como parte de uma linha de soluções de TI ponta-a-ponta fornecidas pela marca.

A ampliação da presença da empresa no varejo também foi essencial para a manutenção da liderança nos três primeiros trimestres do ano. Atualmente, a Dell também mantém a liderança em outros segmentos-chave no Brasil, seguindo sua estratégia de posicionar-se como uma fornecedora de soluções de TI ponta-a-ponta.

Entre os destaques, há dez anos a marca lidera o setor de servidores no país, assim como concentra o maior volume de vendas de storage abaixo de US$ 150 mil.

WhatsApp fora do ar no Brasil, por 48 horas

by

whatsapp-logo

E aconteceu. A Justiça de São Paulo impôs um bloqueio sobre o WhatsApp, sob pena de multa para todas as operadoras de telefonia celular e fixa (ou seja, internet móvel, residencial, pública, etc), e a partir de agora até a meia-noite de 19 de dezembro, o serviço não mais deve funcionar no Brasil.

A medida é cautelar, com seu autor se mantendo sob sigilo de justiça. Havia uma dúvida se as operadoras de banda larga (NET, GVT, Oi, Vivo, etc) teriam que cumprir o bloqueio, e após a meia-noite, ficou constatado que até essas operadoras entram nessa regra. Em resumo, o WhatsApp está fora do Brasil por pelo menos dois dias.

A solicitação  do bloqueio não foi feito pelas operadoras, mas sim de uma investigação policial sobre quebra de sigilo de dados. Não é a primeira vez que o WhatsApp passa por isso: em fevereiro, um juiz do Piauí determinou o bloqueio do aplicativo no Brasil para que o serviço colaborasse com investigações policiais. Na época, a decisão foi suspensa por um desembargador.

Em nota, o Tribunal de Justiça de São Paulo informa que o WhatsApp não atendeu a uma decisão judicial antiga, e por conta disso, tem o serviço suspenso por 48 horas. A data dessa determinação seria de 23 de julho de 2015, com uma segunda notificação em 7 de agosto. O bloqueio do serviço no Brasil tem base na lei do Marco Civil da internet brasileira.

Qualquer tipo de conexão de internet fixa ou móvel deve bloquear o acesso ao serviço, aos domínios WhatsApp.net e WhatsApp.com e seus respectivos subdomínios e endereços de IP vinculados ao aplicativo. Até mesmo o cache dos domínios serão limpos, para garantir uma suspensão completa das informações.

DICA: o Telegram está te mandando um abraço nesse momento! :)

Brasileiros com internet no smartphone chegam a 76 milhões

by

smartphones

O número de pessoas que usam o smartphone com acesso à internet no Brasil chegou a 76,1 milhões no terceiro trimestre de 2015. O ritmo de crescimento da posse de smartphones em 2015 foi de mais de 1 milhão de pessoas por mês, segundo a Nielsen IBOPE.

De acordo com a pesquisa, 51% dos usuários de smartphones têm o aparelho há mais de um ano. E, dos 76,1 milhões que atualmente já usam a internet no smartphone, 5% querem trocar o aparelho dentro de um mês e 12% querem um novo entre um e três meses. Segundo os dados da Nielsen, 63% do público tende a usar mais o aparelho durante a noite, das 20h às 22h. O horário do almoço (53%), 12 às 14, e do pós-trabalho (55%), também são bem requisitados.

A presença de computador com internet na casa dos brasileiros cresceu 10 vezes nos últimos 15 anos. Em setembro de 2000, 9,8 milhões de pessoas moravam em residências com computador conectado. Em 2015, esse número chegou a 95,6 milhões. Os maiores saltos ocorreram em 2004, quando os brasileiros começaram a usar mais os sites sociais e, em 2007, quando o acesso se popularizou com o aumento da renda.

Preços dos novos iPhone 6s e iPhone 6s Plus no Brasil são confirmados

by

iphone-6s-iphone-6s-plus

Preparem os bolsos e os cartões de crédito. Os novos iPhone 6s e iPhone 6s Plus começam a ser vendidos no Brasil no dia 13 de novembro (sexta-feira), e apesar da Apple não confirmar os preços dos dispositivos, e-commerces nacionais como Fnac e Fast Shop já publicaram os valores de todos os modelos.

De forma resumida, o brasileiro terá que desembolsar para comprar os novos iPhones valores entre R$ 3.999 e R$ 4.899. Todos os valores podem receber um desconto de 10% para pagamento à vista. Os valores são os mesmos divulgados pela MacMagazine, e são próximos aos valores pagos no exterior, levando em consideração a taxa de 8% de IOF do cartão de crédito e as variações cambiais.

A seguir, os preços para cada modelo, e entre parêntesis, os valores com desconto de 10% para pagamento à vista:

  • iPhone 6s de 16 GB: R$ 3.999 (R$ 3.599,10)
  • iPhone 6s de 64 GB: R$ 4.299 (R$ 3.869,10)
  • iPhone 6s de 128 GB: R$ 4.599 (R$ 4.139,10)
  • iPhone 6s Plus de 16 GB: R$ 4.299 (R$ 3.869,10)
  • iPhone 6s Plus de 64 GB: R$ 4.599 (R$ 4.139,10)
  • iPhone 6s Plus de 128 GB: R$ 4.899 (R$ 4.409,10)

Os modelos lançados no ano passado (iPhone 6 e iPhone 6 Plus), continuam a ser comercializados no Brasil, com preços a partir de R$ 3.199 e R$ 3.499, respectivamente. O iPhone mais barato ainda é o iPhone 5s de 16 GB, que custa R$ 2.299.

Via Tecnoblog

Motorola Moto X Force é anunciado oficialmente

by

motorola-moto-x-force-02

A Motorola anunciou hoje (29) de forma oficial o novo Motorola Moto X Force, a versão internacional do DROID Turbo 2. O modelo é o último lançamento da empresa, e é um autêntico top de linha, que se destaca não só pelo desempenho mas também pela resistência.

Já se ouviam rumores do Moto X Force desde a apresentação dos modelos Moto X Play e Moto X Style em julho, e agora, o produto se torna oficial. Ele se destaca pelo processador Snapdragon 810 de 2 GHz, 3 GB de RAM (LPDDR4) e tela de 5.4 polegadas (4K). Além disso, o smartphone está disponível em versões com 32 GB e 64 GB de armazenamento (não expansíveis), GPU Adreno 430 e bateria de 3.760 mAh com modo de recarga sem fio, prometendo uma autonomia de até dois dias de uso.

Sua tela de 5.4 polegadas (QHD, 540 ppp) é (segundo a Motorola) resistente a todo o tipo de golpes. O Moto X Force também é resistente à água, com um design muito similar ao dos demais membros da família, com dois alto-falantes frontais e sua parte traseira peculiar.

motorola-moto-x-force

Na parte frontal, encontramos uma câmera com sensor de 5 megapixels (f/2.0), e a câmera traseira conta com um sensor de 21 megapixels (f/2.0) com foco automático, dual LED e gravação de vídeos a 4K.

O Moto X Force possui dimensões de 149,8 x 78 milímetros, com uma espessura que vai dos 7,6 até os 9,2 mm, com peso de 169 gramas. Além disso, possui leitor de digitais, NFC e cinco microfones de cancelamento de ruído. Todo o conjunto é gerenciado pelo sistema operacional Android 5.1.1 Lollipop.

No Brasil, foi anunciada apenas a versão de 64 GB do Moto X Force, com lançamento previsto para o dia 4 de novembro. Seu preço sugerido é de R$ 3.149.

Positivo Quattro X435 e Positivo Selfie S455 são lançados no Brasil

by

positivo-quattro

A Positivo anuncia a chegada ao mercado de novos modelos de smartphones para incrementar seu portfólio. As novidades são focadas para o consumidor que busca tecnologia e conectividade e para os fãs de selfies.

O Positivo Quattro X435 é o primeiro da marca com suporte à rede LTE, que garante uma excelente velocidade na transmissão de dados por meio de sua conexão 4G. O aparelho já vem com película protetora e está disponível nas cores preta ou dourada, com tela de 5 polegadas, Android Lollipop, processador quad-core de 1,3GHz com velocidade de 64bits, 1GB de memória RAM, 8GB de armazenamento, entrada para cartão de memória, dual-chip, câmeras frontal e traseira de 5MP, acelerômetro, sensor de luminosidade e conexão Bluetooth.

O seu preço sugerido é R$ 549, garantindo uma ótima relação custo-benefício para o consumidor que busca seu primeiro smartphone 4G com tela grande.

Positivo Quattro_frontal_gold

Outro lançamento anunciado é o Positivo Selfie S455, disponível nas cores preta e dourada, indicado aos usuários que gostam de registrar os momentos do dia a dia. Ele vem com câmera frontal de 8MP – com um atalho na lista de aplicativos, que já abre a câmera diretamente no modo para autorretrato – e software que auxilia na busca pela melhor selfie.

Tem tela de 4,5 polegadas, sistema operacional Android Lollipop, processador quad-core de 1,3GHz, 1GB de RAM, 8GB de armazenamento interno, câmera traseira de 5MP, conectividade 3G, sensor de luminosidade e acelerômetro, entrada para cartão de memória, dual-chip e conexão Bluetooth. O preço sugerido para o Positivo Selfie na operadora TIM é R$ 499.

Vale destacar que a companhia também mantém em seu portfólio o Positivo Octa X800, o Positivo X400 e o Positivo S550, todos com a chancela e os serviços do Google, incluindo cerca de um milhão de aplicativos disponíveis para download na Google Play, além de outros apps mais procurados, como Facebook, WhatsApp e Skype.

 

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

 

Positivo Quattro X435
Tela: 5 polegadas
Sistema Operacional: Android Lollipop
Processador: Quad-core 1,3GHz
Armazenamento: 8GB
Memória: 1GB
Câmeras: 5MP frontal e traseira
Conectividade: 4G
Sensores: Acelerômetro e luminosidade
Portas e Conexões: USB e Bluetooth
Bateria: 2200mAh
Cores disponíveis: Preto e dourado 

 

Positivo Selfie S455
Tela: 4,5 polegadas
Sistema Operacional: Android Lollipop
Processador: Quad-core 1,3GHz
Armazenamento: 8GB
Memória: 1GB
Câmeras: 8MP frontal e 5MP traseira
Conectividade: 3G
Sensores: Acelerômetro e luminosidade
Portas e Conexões: USB e Bluetooth
Bateria: 1800mAh
Cores disponíveis: Preto e dourado

VAIO apresenta os seus novos notebooks no Brasil

by

vaio-logo

A Vaio apresentou os primeiros notebooks que serão lançados no Brasil depois de se tornar uma empresa independente, separada da Sony. O modelo Vaio Fit 15F começa a ser vendido no mercado brasileiro a partir de hoje (16), enquanto que os notebooks tops de linha Vaio Pro 13G e Vaio Z só chegam em 2016.

Vale lembrar que todos os modelos listados nesse post serão montados em território nacional pela Positivo Informática, que é parceira da Vaio nessa empreitada.

 

vaio-15f

Começamos pelo Vaio Fit 15F, que conta com processadores Intel Core i3/i5/i7 de quinta geração (Broadwell), 1 TB de HD (5.400 RPM), 4 ou 8 GB de RAM, tela de 15.6 polegadas (1366 x 768 pixels), GPU integrada Intel HD Graphics, gravador de DVD, bateria de 4 células e sistema operacional Windows 10.

O Vaio Fit 15F tem peso de 2.22 kg e 26 mm de espessura, além de alto-falantes duplos de 2W com subwoofer. Os preços sugeridos variam entre entre R$ 2.7 mil e R$ 5 mil, de acordo com as especificações escolhidas.

 

vaio-pro-13g

Já os modelos top de linha, Vaio Pro 13G e Vaio Z chegam ao mercado em 2016, e não contam com preços revelados. Mas desde já podemos esperar valores elevados, uma vez que estamos falando de notebooks da Vaio, sem falar nas altas sucessivas da cotação do dólar.

O Vaio Pro 13G possui um corpo de liga de magnésio bem acabado, peso de apenas 1.03 kg, teclado retro-iluminado e armazenamento em SSD, além de uma ótima tela de 13.3 polegadas (1920 x 1080 pixels), e várias possibilidades de conexão, incluindo Ethernet e VGA.

 

vaio-z-2015

O Vaio Z é um híbrido cuja tela é suportada por uma dobradiça bem no centro. O dispositivo se transforma em um tablet, já que sua tela sensível ao toque de 13.3 polegadas (2560 x 1440 pixels), com suporte para caneta Stylus, SSD com entrada PCI-Express, bateria com autonomia de até 15 horas de uso, com a ajuda do modo de baixo consumo. Seu peso é de 1.34 kg, com um acabamento que combina carbono e alumínio.

A Positivo será responsável por montar os notebooks da fabricante japonesa no Brasil, além de cuidar do marketing, vendas e assistência técnica da Vaio no Brasil. Para quem comprou um Vaio da Sony, a assistência continuará sendo feita pela Sony. Já a nova leva que chega ao mercado agora é feita pela Positivo, com garantia de um ano. Todo o projeto e a engenharia dos notebooks será feita pelos japoneses da Vaio.

IDC Brasil: Mercado de tablets cai 35% no segundo trimestre de 2015

by

Sony-Xperia-Z3-Tablet-Compact1

A IDC Brasil anuncia os dados consolidados do mercado de tablets no Brasil no segundo trimestre de 2015. Segundo o estudo – IDC Brazil Tablets Tracker Q2 entre os meses de abril e junho de 2015 foram vendidos 1.271 milhão de tablets no país, sendo que aproximadamente 34 mil são notebooks com tela destacável, que são contabilizados nesta categoria.

O volume representa uma queda de 35% na comparação com o mesmo período de 2014 e de 29% quando comparado ao primeiro trimestre de 2015. Foram vendidos 401 mil tablets em abril, 421 mil em maio e 446 mil em junho. Com estes números, o mercado brasileiro representa 3% do total de vendas no mundo e encerra o segundo trimestre de 2015 na 8ª posição no ranking mundial. Em relação ao ticket médio, 68% dos produtos vendidos custam até R$ 500.

O desempenho do mercado ficou aquém do esperado principalmente por conta da alta do dólar, que fez com que mais da metade das marcas que faziam negócios no mercado brasileiro deixassem o país. Os tablets são produtos totalmente dependentes da cotação da moeda americana.

Empresas menores, que importavam seus produtos de olho no bom desempenho do mercado, que aconteceu entre 2013 e 2014, e que não têm estrutura física e nem fabricação local, não conseguem acompanhar a flutuação do dólar, tendo apenas duas opções: encalhar com o produto ou vender com prejuízo. Muitas delas acabam imigrando para outro país que esteja vivendo um momento econômico melhor.

Outro fator decisivo para o desempenho é a perda do interesse do consumidor por este tipo de dispositivo. Durante alguns anos, o tablet foi considerado a segunda tela, porém, a partir do momento que os smartphones de tela grande se popularizaram – e consequentemente ficaram mais baratos -, houve uma canibalização no mercado.

Podemos somar a isso o fato de que o tablet não é um aparelho fundamental, ou seja, se ele quebrar ou se o consumidor tiver uma experiência ruim com o produto, a chance dele abandonar o equipamento é muito grande.

Até o final do ano, a IDC Brasil estima que 6.5 milhões de tablets, contando os notebooks com tela destacável, sejam comercializados, volume que representa uma queda de 29% frente a 2014, quando 9,5 milhões de aparelhos foram vendidos.

Review | Quantum Go

by

quantum-go-01

Como uma empresa novata pode atrair os holofotes do público e imprensa especializada rapidamente? Simples: oferecendo um produto no estilo “bom, bonito e barato”. A Quantum é uma startup que conta com o suporte técnico da Positivo Informática, e apresentou recentemente o Quantum Go, smartphone pensado nos gostos, necessidades e interesses do consumidor brasileiro que está disposto a pagar até R$ 800 em um dispositivo que ofereça uma boa relação custo-benefício.

Pelo menos nesse primeiro lançamento, a Quantum parece mostrar que fez bem a lição de casa. Não estamos apenas diante de um smartphone com linhas bem trabalhadas e material acima da média para a sua proposta. Temos um produto que surpreende no seu desempenho, que está muito equilibrado para um produto com suas características. A relação custo-benefício foi alcançada, e temos um produto muito promissor, que pode tirar o sono de muitos fabricantes consolidados.

Nesse review, vamos conhecer o produto em detalhes. Ver suas características físicas e técnicas, e mostrando nossas impressões sobre essa primeira empreitada da Quantum no mercado mobile brasileiro.

 

Características Físicas

2015-10-13 15.45.15-2

A primeira coisa que vem à nossa cabeça quando entramos em contato direto com o Quantum Go pela primeira vez é de ter nas mãos o smartphone Android mais fino e leve que você já usou em muito tempo. Temos aqui um gadget com linhas refinadas e sofisticadas, que pode ser transportado no seu bolso da calça sem dificuldades, e sem criar o volume indesejado de outros modelos.

2015-10-13 15.45.36-4

A baixa espessura (6.5 mm) e peso (115 gramas) desse smartphone se alinham perfeitamente à proposta de oferecer um produto com design premium, refinado, elegante e bem acabado. Inclusive as bordas bem marcadas e arredondadas, que irremediavelmente lembram alguns dispositivos da Sony, são uma prova dessa proposta de oferecer em um produto de custo inferior as mesmas características estéticas de modelos mais caros.

O resultado dessas combinações conceituais é que o Quantum Go é um produto muito mais agradável de ser utilizado no dia a dia. Com o baixo preço, a tendência é que o usuário acabe utilizando o smartphone por mais tempo, tanto durante as chamadas como o uso com as redes sociais, navegação na internet e jogos. Em tempos onde temos mais tabletphones com um hardware mais robusto e baterias mais volumosas, o dispositivo da Quantum até gera um contraste que é bem vindo.

2015-10-13 15.45.58-1

Os botões de controle de volume e liga/desliga/bloqueio de tela estão bem ressaltados em relação ao corpo do dispositivo, ficando bem alinhados nas laterias, logo abaixo da gaveta que oferece acesso para o slot de cartões microSD. Na outra lateral, temos apenas a gaveta para o slot para o microSIM dual card. Tudo muito bem integrado à proposta de design. E sim, o produto acompanha uma chavinha de ejeção desses slots.

2015-10-13 15.45.49-1

2015-10-13 15.46.09-4

Na parte superior, encontramos o conector para fones de ouvido 3.5 mm e o conector micro USB, para recarga de bateria e transmissão de dados. Na parte inferior, os alto-falantes integrados do smartphone.

2015-10-13 15.46.24-2

A parte traseira do Quantum Go é igualmente elegante e bem acabada, mostrando simplicidade e sobriedade. Apenas o logo da empresa, o nome do dispositivo e a câmera traseira, com flash LED. A tampa traseira do dispositivo não é removível.

2015-10-13 15.46.35-3

No final das contas, o Quantum Go é um excelente trabalho de design, se demonstrando um produto bem construído, e provando de uma vez por todas que é sim possível fazer um bom trabalho na estética de um produto, mesmo quando ele não está na categoria de dispositivos premium. Basta uma boa dose de boa vontade por parte do fabricante.

 

Acessórios

2015-10-13 15.49.55-1

O Quantum Go vem com um kit de venda bem interessante. Além do smartphone (óbvio), temos o carregador de parede, o cabo USB para recarga de bateria e transferência de dados para o computador, além dos fones de ouvido intra-auriculares, o que ajuda a garantir um certo isolamento de ruído externo durante as chamadas e reproduções musicais.

2015-10-13 15.50.22-2

Mas um dos diferenciais desse dispositivo é a presença desse adaptador, que atua como antena para recepção do sinal digital. É um adaptador com um formato diferente do que aqueles que estamos acostumados a ver, com uma espécie de presilha, que serve para manter o smartphone seguro na mão durante o uso, ajudando a evitar quedas acidentais.

2015-10-13 15.47.13

Por último, mas não menos importante, o kit de compra acompanha sim a chavinha para ejeção das gavetas dos slots para chips SIM e cartão de memória microSD.

2015-10-13 15.49.00-2

 

Tela

O Quantum Go possui uma tela de 5 polegadas, com resolução HD (1280 x 720 pixels), AMOLED. É o tamanho de tela considerado padrão para o mercado atual de smartphones de linha média. Essas dimensões ajudam a tornar o modelo mais compacto e confortável durante o uso, e sem comprometer a experiência de uso. Muitos consideram esse tamanho de tela o ideal para as principais atividades.

2015-10-13 15.45.08-3

A tela desse smartphone é mediana, mas não decepciona. A qualidade final de imagem é boa, com excelente emissão de brilho e bom contraste. O usuário não terá problemas em visualizar os elementos do sistema operacional, ou em obter uma boa experiência multimídia em diferentes condições de luminosidade. Por outro lado, essa tela oferece bons resultados de visualização apenas razoáveis quando estamos em ambientes bem iluminados, ou em dias com sol forte. Nessas condições, mesmo com o brilho da tela no máximo a visualização das imagens pode ficar prejudicada.

Além disso, a presença de recursos como o MiraVision da MediaTek ajuda na hora de exibir as imagens com a melhor calibração de cores possível. Sem falar que esta é uma tela que não produz um gasto considerável de bateria. Pelo menos no uso mais casual, com atividades mais básicas pela maior parte do tempo, a tela do Quantum Go não se apresenta como principal responsável pelo elevado consumo de bateria.

2015-10-13 15.44.55-3

Por fim, a interação que o usuário pode encontrar com essa tela é a melhor possível. A resposta ao toque é precisa e eficiente, sem falar que alguns recursos de software acabam oferecendo funcionalidades especiais, como o duplo toque para bloquear a tela, já visto em diversos smartphones de diferentes fabricantes.

 

Sistema Operacional e Interface de Usuário

Screenshot_2015-10-10-16-18-18

O Quantum Go conta com o sistema operacional Android 5.1 Lollipop, com algumas customizações por parte do fabricante. Porém, são modificações sutis, que recebem algumas adições que são bem vindas, oferecendo uma maior usabilidade ao dispositivo. De um modo geral, o dispositivo conta com boa parte da experiência do Android tal e como a Google concebeu, o que é algo muito positivo sob vários aspectos.

Screenshot_2015-10-10-16-16-52

Não apenas por conta de uma experiência de uso mais uniforme e alinhada com alguns de seus concorrentes diretos, mas também pelo menor consumo de recursos de hardware, o que se converte em um melhor desempenho geral e um melhor gestão de bateria. Não que o impacto na autonomia de uso seja tão elevado assim, mas no aspecto de desempenho geral do smartphone, a diferença é considerável. Mas falo mais sobre isso mais adiante.

Screenshot_2015-10-10-16-22-17

Aqui temos mais um forte argumento a favor do Quantum Go. O Android Lollipop se comporta muito bem com as especificações de hardware do dispositivo. Não foram percebidos engasgos, travamentos ou arrastos durante os testes. Na verdade, o dispositivo apresentou uma impressionante fluidez nas transições de tela e execução de aplicativos. Algo que confesso que poucas vezes vi em um smartphone Android em mais de sete anos escrevendo no TargetHD.

Screenshot_2015-10-10-16-31-00

Acredito que todos os usuários que tiverem a oportunidade de testar o Quantum Go ficarão impressionados com a qualidade do dispositivo nesse aspecto. Sem falar que, durante o período de testes, pelo menos duas atualizações parciais foram enviadas, o que reforça o compromisso da empresa em manter o dispositivo constantemente atualizado, corrigindo falhas e melhorando o seu desempenho.

Sem falar que esse modelo já tem atualização garantida para o Android 6.0 Marshmallow, quando o mesmo estiver disponível.

 

Qualidade de Áudio

O Quantum Go conta com alto-falantes de reprodução na sua parte inferior. Algo compreensível, se levarmos em conta a sua proposta de design. Colocar alto-falantes frontais, tal como vem acontecendo nos últimos lançamentos de smartphones dos principais fabricantes, poderia resultar em um invariável aumento de espessura.

2015-10-13 15.44.49-2

Por outro lado, a qualidade de reprodução de áudio desse smartphone é considerada satisfatória. Por conta das características estéticas citadas no parágrafo anterior, não dá para esperar uma qualidade final de áudio muito potente, mas para um produto com essa proposta, o resultado final é bom.

A mesma coisa pode ser dita sobre o alto-falantes para chamadas, que também oferece uma boa qualidade de áudio em ambientes silenciosos, e um nível regular para os ambientes mais barulhentos.

 

Câmera

Já era de se esperar que o Quantum Go tivesse algum tipo de “restrição”, por conta de sua proposta de dispositivo com boa relação custo-benefício. E talvez as maiores restrições desse produto estejam mesmo nas suas câmeras, apesar da Quantum ter se esforçado para fazer um bom trabalho.

2015-10-13 15.46.28-1

A câmera traseira do Quantum Go possui um sensor de 13 megapixels (f/2.0), fabricado pela Samsung e com recurso BSI (Backside Illumination), que dá um maior ganho na captação de luz em ambientes pouco iluminados. Além disso, o sensor trabalha com o recurso Quantum Resolution pode capturar imagens de até 24 megapixels. Levando em consideração que o dispositivo aumenta a quantidade de pixels da foto por software, não podemos exigir os mesmos resultados finais de qualidade de uma imagem capturada com um sensor com 24 megapixels nativos.

É um recurso a mais para você ter uma imagem maior, que no final das contas não é algo tão imprescindível assim para um dispositivo dessa categoria. A maioria dos modelos da sua faixa de preço também recebem um sensor de, no máximo, 13 megapixels de resolução, que são mais do que suficientes para que a maioria dos usuários possam compartilhar fotos nas redes sociais com o mínimo de qualidade.

Screenshot_2015-10-10-16-20-43

Talvez a grande ausência no sensor traseiro do Quantum Go é a de um estabilizador ótico. Eu sei, estou pedindo demais de um smartphone com as suas características. Mesmo assim: esse é um item que está começando a se tornar um pré-requisito para telefones inteligentes de diferentes categorias, e é uma solução que é bem vinda para uma melhor qualidade final das fotos.

Screenshot_2015-10-13-16-11-23

Em compensação, o software de fotografia do Quantum Go oferece algumas funcionalidades que podem melhorar os resultados finais das fotos. Por exemplo, um modo de controle de movimento dos objetos, que reduz um pouco os efeitos de fotos tremidas. O modo Panorama também está presente, e funciona muito bem.

Screenshot_2015-10-10-16-20-56

O aplicativo de câmera é bem simples, contando com os recursos mais básicos para o registro de fotos com um smartphone. A maioria dos usuários não terá dificuldades no manejo do app. Talvez alguns recursos mais específicos e controles manuais fiquem um pouco escondidos. Além disso, os usuários mais exigentes vão observar que este é um software mais antigo do aplicativo de câmera, que já foi visto em outros modelos do Android.

IMG_20150928_122432

Outro problema da câmera do Quantum Go é o tempo de disparo da câmera. Comparado com outros dispositivos já testados (inclusive os seus concorrentes diretos de preço), é um tempo muito elevado. Aqui é onde mais sentimos a ausência de um estabilizador ótico de imagem, mas como já disse antes, não podemos ter tudo em um dispositivo com as suas características. Por outro lado, de todos os smartphones avaliados em 2015 por nós, esse modelo tem disparado o sensor mais lento de todos. Principalmente nos cenários noturnos ou pouco iluminados.

IMG_20151013_160529 IMG_20151013_160734 IMG_20151013_160824

No final das contas, a câmera do Quantum Go registra fotos apenas razoáveis. Os menos exigentes poderão obter bons resultados de imagem, principalmente em locais com luminosidade perfeita. Mas em muitos casos, as fotos não saem tão limpas. Ou a captação de luz em modo automático é excessiva, ou temos os já esperados tremores nas imagens. De qualquer forma, os mais treinados e os menos exigentes podem obter bons resultados. Os mais exigentes podem não gostar do que vão ver.

IMG_20151009_214313 IMG_20151010_162126 IMG_20151013_160915 IMG_20151013_160938 IMG_20151013_161127 IMG_20151013_183259 IMG_20151013_183310 IMG_20151013_185231 IMG_20151013_185434 IMG_20151013_205148

O Quantum Go possui uma câmera frontal de 5 megapixels, que se destaca por contar com um ângulo de captação de imagens de 84 graus. O recurso é bem vindo para aqueles que gostam das selfies em grupo. Aqui, o sensor tem um rápido tempo de disparo, mas com a qualidade final igualmente mediana.

IMG_20151013_161021

O software escolhido pela Quantum tende a comprimir em demasia a imagem, com o objetivo de reduzir o ruído das fotos com baixa luminosidade. Porém, isso acontece em exagero, a ponto de deixar a qualidade final das fotos um pouco artificiais.

IMG_20151010_162203

Além disso, o aplicativo de câmera também conta para o sensor frontal com o recurso Quantum Screen Flash, onde a tela do smartphone faz as vezes de flash, iluminando a mesma por alguns segundos, para um resultado final de fotos um pouco melhor em condições com baixa luminosidade. Já vimos esse recurso presente em outros dispositivos. E o resultado foi o mesmo: ajuda, mas não resolve. Não tem o mesmo resultado de um flash dedicado para o sensor frontal.

Games

O Quantum Go, apesar de ter uma estética de dispositivo premium, ele tem especificações técnicas medianas. E é necessário relembrar isso quando falamos no item games. Porque nesse aspecto, o dispositivo se comportou dentro do esperado, e de certo modo, até supera um pouco as expectativas. Justamente por ser um smartphone de linha média.

Screenshot_2015-10-10-16-04-08

Durante os testes, todos os jogos que normalmente utilizamos para a produção do review rodaram sem maiores problemas. Em alguns casos, como em Dead Trigger 2 e  Real Racing 3, o desempenho foi acima do esperado, pois os gráficos foram exibidos em alta qualidade, como se o mesmo fosse um dispositivo com uma GPU mais avançada. E o desempenho foi muito satisfatório, sem engasgos ou arrastos perceptíveis.

Screenshot_2015-10-10-16-15-57

Para a maioria dos usuários, ou para aqueles que querem um smartphone para jogar de forma mais casual, o Quantum Go atende bem as necessidades. Acho que até mesmo os gamers considerados hardcores ficarão surpreendidos com o desempenho final desse dispositivo com os jogos com qualidade gráfica mais elaborada.

Screenshot_2015-10-10-16-12-23

É claro a combinação de um processador octa-core de 1.3 GHz (que a Quantum promove como “True Octa Core”)  com 2 ajuda nesse resultado de boa qualidade. Mas é inegável que o trabalho feito pela empresa em manter o sistema Android o menos intrusivo possível é determinante para esse resultado obtido por esse dispositivo.

 

TV Digital

Screenshot_2015-10-13-15-50-57

Um dos adicionais do Quantum Go é a presença da função de TV digital, item que é bem procurado entre os usuários de dispositivos na faixa de preço que esse modelo se encontra. E podemos dizer que encontramos bons resultados no recurso, levando em conta as suas possibilidades.

2015-10-13 15.50.22-1

A TV digital funciona com o adaptador que acompanha o kit de venda do produto. O acessório se conecta ao smartphone através da porta microUSB na parte superior do dispositivo, e interage diretamente com um aplicativo dedicado ao recurso. É um app com interface similar ao que vimos em modelos de outros fabricantes, com uma proposta bem simplificada e descomplicada.

Screenshot_2015-10-10-16-27-23

É claro que os resultados do desempenho desse recurso podem variar de acordo com a região onde o usuário se encontra. Na minha cidade atual, eu moro em um dos pontos mais altos. Na minha cidade antiga, eu morava em uma região mais baixa. Com isso, a qualidade de sinal varia consideravelmente, e a experiência de uso também. Logo, vou descrever as minhas impressões baseado na minha atual situação.

O recurso de TV digital do Quantum Go funciona muito bem, mesmo em ambientes fechados. Nos testes, o conjunto foi capaz de captar o sinal dos quatro canais digitais disponíveis na cidade de Ponta Grossa (PR) dentro e fora da minha residência, sem apresentar grandes dificuldades. É claro que o ideal é que essa funcionalidade tenha bons resultados dentro e fora de casa, mas além dos fatores geográficos, a qualidade de sinal recebida no local vai influenciar e muito.

Screenshot_2015-10-10-16-29-13

Talvez alguns reclamem do fato de ser apenas um sinal digital simples, com resultados de imagem não muito satisfatórios. Por outro lado, temos sempre que lembrar que estamos falando de um dispositivo de linha média, onde algumas restrições precisam ser impostas. Sem falar que o Quantum Go possui uma tela com resolução de 1280 x 720 pixels. Mais do que isso, é algo desnecessário.

Sem falar que os principais concorrentes desse produto que oferecem a funcionalidade de TV digital não vão muito além do que aquilo que a Quantum entrega em seu produto.

 

Armazenamento e Bateria

Screenshot_2015-10-10-16-17-19

O Quantum Go está disponível em duas versões para o seu armazenamento, com 32 GB (4G) e 16 ou 32 GB (3G). O sistema operacional Android ocupa aproximadamente 2.49 GB de espaço, o que resulta em um bom espaço livre para o armazenamento de aplicativos e dados do usuário. Lembrando que temos um slot para cartões microSD de até 32 GB. Ou seja, para a maioria dos usuários, temos aqui uma quantidade de espaço suficiente para os arquivos pessoais, músicas e apps.

Screenshot_2015-10-10-16-17-44

A bateria do Quantum Go possui uma capacidade total de 2.300 mAh. É preciso levar em consideração que estamos diante de um smartphone com baixa espessura, o que faz com que a sua capacidade de bateria seja menor. Mesmo assim, com as otimizações feitas na ROM Android do smartphone, o desempenho da sua bateria está no que posso chamar de “aceitável”.

Em um uso moderado (redes sociais, notificações ativas, navegação na web, vídeos e jogos ocasionais, maior parte do tempo com internet via WiFi), a bateria do Quantum Go aguenta sem maiores problemas pelo menos um dia de uso. Já em um uso mais pesado (tela ligada na maior parte do tempo com brilho no máximo, muitos jogos e vídeos, TV digital por pelo menos duas horas, internet com 4G), a bateria pode se esgotar rapidamente, e a recarga se fará necessária.

Não estamos muito longe da média de consumo geral da maioria dos modelos dentro da sua faixa de preço. Com isso, podemos dizer que o Quantum Go atende bem as necessidades da maioria dos usuários que buscam um smartphone com as suas características.

 

Desempenho

O Quantum Go surpreende positivamente nesse quesito. É um dos smartphones Android com melhor desempenho geral que passou por testes no TargetHD em 2015, dentro do que se propõe, e na sua categoria de uso.

Poucas vezes vimos um casamento tão bem ajustado de um hardware (processador MediaTek MT6753 64 bits True OctaCore de 1.3 GHz, 2 GB de RAM, GPU Mali-T720P3 a 450 MHz) e software (sistema operacional Android 5.1 Lollipop, com poucas customizações). A interface do smartphone roda de forma fluída e bem funcional, sem engasgos ou travamentos. Todos os aplicativos e jogos que normalmente instalamos nos smartphones que chegam para testes rodaram sem maiores problemas ou anormalidades.

O multi-tarefa desse smartphone também está muito bem ajustado, com um desempenho que realmente chama a atenção para um produto com a sua faixa de preço e características técnicas. Além disso, todas as funções pré-determinadas pela Quantum para complementar a experiência de uso foram executadas sem maiores problemas ou falhas.

O trabalho feito pela Quantum no Quantum Go surpreende. Salta aos olhos. Não deixa nada a desejar em relação aos seus concorrentes diretos.

 

Conclusão

2015-10-13 15.45.19-2

Sem exageros, o Quantum Go é um dos melhores lançamentos de 2015. É confortante constatar que uma empresa nacional conseguiu oferecer uma proposta de smartphone Android que respeite o consumidor em vários aspectos. É um dispositivo com um ótimo acabamento, um design muito elegante, uma tela de boa qualidade, um Android bem limpo, e um desempenho excelente.

O que mais podemos querer?

Um preço justo. E o Quantum Go tem um preço bem honesto para o resultado final entregue.

Mais do que isso. É uma das melhores relações custo-benefício disponíveis no mercado de linha média nesse momento. É um smartphone que tem tudo para agradar a maioria dos usuários que não querem gastar mais de R$ 1 mil em um dispositivo Android, mas que deseja uma experiência de uso de alta qualidade. Um produto que satisfaça ao bolso e no dia a dia. Um smartphone que ofereça uma experiência acima de sua média para um produto de linha média.

Um dispositivo de linha média com ar de top de linha. O Quantum Go conseguiu alcançar esse objetivo.

Samsung Gear S2 é lançado no Brasil, a partir de R$ 1.899

by

samsung-gear-s2

No mesmo evento onde foi anunciada a chegada do Galaxy Note 5 ao mercado brasileiro, a Samsung apresentou o Gear S2, segunda geração do seu relógio inteligente com Tizen.

O modelo agora conta com tela circular, carcaça giratória para gerenciamento da interface de usuário e corpo resistente à água e poeira. O Gear S2 conta com um processador dual-core de 1 GHz, 512 MB de RAM e 4 GB de armazenamento interno, com bateria com autonomia prometida de dois a três dias de uso, mas sem especificar a capacidade.

O Gear S2 exibe as notificações recebidas no smartphone, além de monitorar as atividades físicas do usuário, se integrando ao S Healt e ao Nike+ Running. O relógio conta com um leitor de batimentos cardíacos e software que avisa o usuário que ele precisa se movimentar um pouco, depois de um longo período de inatividade.

O relógio conta com NFC, o que o torna compatível com o recurso de pagamentos Samsung Pay. No Brasil, essa tecnologia será lançada no começo de 2016.

O Samsung Gear S2 chega ao Brasil com um preço inicial sugerido de R$ 1.899 para o modelo esportivo, e R$ 2.099 para o modelo clássico, com o início das vendas previsto para o mês de novembro.

 

Samsung Galaxy Note 5 chega ao Brasil, por R$ 3.799

by

galaxy-note-5-preto

Em evento realizado hoje (07) em São Paulo, a Samsung lançou o smartphone Galaxy Note 5 no Brasil.

O modelo possui tela de 5.7 polegadas (Super AMOLED, 2560 x 1440 pixels), acabamento em vidro e metal, caneta stylus, processador Exynos 7420 de 2.1 GHz, 4 GB de RAM, bateria de 3.000 mAh, câmeras de 16 MP e 5 MP. A versão com 32 GB de armazenamento (não expansível) do phablet chega ao mercado brasileiro pelo salgado preço de R$ 3.799.

A presença da S Pen (que pode danificar o dispositivo quando inserida ao contrário) e os recursos de software inseridos pela Samsung para melhorar a produtividade e autonomia de bateria são dois diferenciais do Galaxy Note 5, que estará disponível no Brasil em versão única com 32 GB de armazenamento, nas cores dourado, preto e prata.