Compartilhe

Um ano depois do lançamento do Samsung Galaxy A40, a Samsung apresentou ao mundo o seu sucessor direto, o Samsung Galaxy A41. No meio do caminho, tivemos um Galaxy A40S, mas para efeitos práticos, só agora temos a nova geração desse telefone de linha média.

Chegou a hora de ver como esse novo smartphone é diferente em relação ao modelo anterior, e qual é o modelo que vale mais o seu investimento. A resposta até poderia parecer lógica de imediato, mas nada é tão simples quanto parece.

 

 

 

Mais tela e mais potência

 

 

Saímos das 5.9 polegadas do primeiro modelo para as 6.1 polegadas do Samsung Galaxy A41 (20:9), e a chegada do leitor de digitais abaixo da tela. O processador também mudou, e passa a ser o Helio P65, trocando o Exynos pelo MediaTek, mantendo os 4 GB de RAM e os 64 GB de armazenamento (expansíveis via microSD de até 512 GB).

Outra mudança positiva aconteceu também na bateria, que passa dos 3.100 mAh para os 3.500 mAh, mantendo a carga rápida de 15W. Não parece ter mudanças na conectividade, de modo que o Samsung Galaxy A41 deve supostamente manter o 4G, WiFi 5 e Bluetooth 5.0 como especificações mínimas, mas tais características ainda precisam ser confirmadas.

 

 

 

Um salto fotográfico sensível

 

 

Outro grande avanço no Samsung Galaxy A41. Agora, temos três sensores fotográficos na parte traseira, onde o principal sai dos 16 MP para 48 MP (f/2.0), acompanhado de um segundo sensor de 8 MP (f/2.2) com lente ultra grande angular e de um terceiro sensor ToF 3D para leituras de profundidade de 5 MP (f/2.4). Na câmera frontal, estão mantidos os 25 MP, mas com um passo atrás na luminosidade do sensor (f/2.2, mais escura que o f/2.0 do modelo anterior).

O Samsung Galaxy A41 chega com certificação IP68 contra água e poeira e conta com som Dolby Atmos. Todo o conjunto de hardware é gerenciado pelo sistema operacional Android 10 com a interface One UI 2.0.

 

 

 

O que é melhor: o velho ou o novo?

 

Quando pensamos em tecnologia e no que ela pode nos oferecer, sempre temos que apostar no novo. Toda e qualquer evolução é mais que bem vinda para os usuários com diferentes níveis de conhecimento, e no caso do Samsung Galaxy A41, ele representa um salto considerável em várias das principais características para um telefone que faz parte do segmento de linha média.

É preciso sempre ter aquele olhar mais consciente sobre o público-alvo que um produto como esse quer conquistar, e o Samsung Galaxy A41 claramente tem o seu foco no usuário intermediário, com necessidades mais básicas, mas que quer um telefone que ofereça um pouco mais de versatilidade nos aspectos fotográficos.

Em comparação com o modelo da geração anterior, o salto evolutivo que o Samsung Galaxy A41 é considerável, e vale muito mais a pena o investimento nesse modelo. Só fico na torcida para que ele chegue ao Brasil com um preço minimamente racional (abaixo dos R$ 2.000). Mas isso não depende da minha torcida, e sim do bom senso e até mesmo noção de realidade que a Samsung precisa ter na hora de lançar esse produto no mercado brasileiro.


Compartilhe