Com certeza você já viu na internet por aí a expressão “NSFW”, certo? Para os mais leigos, ela quer dizer “Not Safe For Work” (“não seguro para o trabalho”, em livre tradução). O termo indica que um determinado conteúdo não deve ser exibido em seu local de trabalho.

A partir de agora, ele passa a ser também aplicado ao erótico ou sensível, já que o Pornhub decidiu oferecer conteúdos que podem ser vistos no seu local de trabalho, sem causar constrangimentos ou, pior, a sua demissão.

Para isso, o Pornhub criou em seu site um segmento chamado “SFW” (Safe For Work), com conteúdos não eróticos. É uma ideia boa, mas muito provavelmente desnecessária, já que só os malucos vão abrir vídeos considerados ‘indecentes’ no seu local de trabalho. Porém, o site tem uma falha imensa que torna o novo recurso imprestável.

E a falha é bem simples: não são vídeos pornográficos, mas… espere… tem mais…

 

 

Nesse segmento, você segue as mesmas normas do restante da comunidade: os usuários enviam vídeos, mas sem conteúdos eróticos. Porém, quando você acessa ao segmento de vídeos aparentemente “normais”, o que vemos são videoclipes, trailers, vídeos engraçadinhos e entre outros. Mas sempre vamos encontrar um ou outro vídeo que, se não é pornô, tem alto teor erótico. E ver isso aqui não é um problema.

O problema é quando você abre um desses vídeos.

Ao acessar o vídeo, a maior parte da tela está repleta de anúncios pornô bem explícitos. Ou seja, se você pode ver os vídeos SFW no trabalho, não faz sentido ter até seis anúncios com nudez e sexo explícito. Não faz o menor sentido. Nem mesmo com o AdBlock ligado isso faz algum sentido.

 

 

Alguns usuários simplesmente não querem consumir esse tipo de conteúdo adulto no trabalho. E, por mais que a iniciativa seja boa por parte do Pornhub, é preciso lembrar que basicamente estamos falando de um site majoritariamente pornográfico, inclusive na sua publicidade.

Vamos ver o que acontece com esse segmento. Mas logo de cara, podemos dizer que buscar vídeos não pornográficos no Pornhub é o mesmo que pedir uma salada no Burger King. Nesse caso, é melhor usar o YouTube mesmo.

Quer testar o Pornhub SFW? Clique aqui. Mas faça isso em casa, e não no seu local de trabalho. Você já sabe o que vai acontecer.

 

Via Pornhub