Masaki Ito, porta-voz da polícia de Yamanashi (Japão), declarou publicamente que a justiça local procura o youtuber Logan Paul, com o objetivo de interrogá-lo sobre o caso de suicídio documentado em seu controvertido vídeo.

Ito afirma que, ainda que as pessoas não sejam obrigadas a relatar quando encontram um corpo no bosque de Aokigahara, a justiça quer conversar com Paul, já que existe a possibilidade de ser um caso de suicídio, e que a intervenção do rapaz é necessária para a investigação.

Tecnicamente, Logan Paul ainda não enfrenta problemas com as autoridades japonesas, e parece ser pouco provável que ele venha a intervir no assunto. Desde o início do escândalo, o jovem publicou vários pedidos de desculpas, e parece querer se manter longe do assunto.

Entre as consequências desse caso, um forte debate sobre a tímida resposta emitida pelo YouTube contra a celebridade foi levantado. O clamor chega ao ponto de criarem uma petição no Change.org para encerrar de forma permanente o canal de Logan Paul na plataforma de vídeos, que conta com mais de 15 milhões de assinantes.

E parece que é só o começo.

 

Via Page Six