Compartilhe

O iFixit publicou o seu processo de desmontagem do iPad 2018 de 9.7 polegadas, e concluíram algo que se tornou a regra dos produtos da Apple: ele é difícil de ser reparado.

O novo iPad segue a regra do modelo de 2017, se apresentando como uma solução “econômica”, com uma configuração base de 32 GB custando US$ 329, recebendo como principal destaque o suporte à Apple Pencil.

Sobre a desmontagem do produto, o iFixit atribuiu uma pontuação de 2 em 10, uma pequena melhora diante do clássico 1 em 10 que a maioria dos produtos da Apple alcançam nessas avaliações.

A seguir, os argumentos que justificam essa nota:

Pontos positivos
– O LCD não é difícil de se remover, uma vez que está separado da capa de cristal.
– É possível trocar apenas o cristal protetor, o que reduz os custos de reparação em caso de queda.

Pontos negativos
– Uso exagerado de cola, o que complica quase qualquer tipo de reparação e aumenta os riscos de quebrar algo na tentativa.
– A cola é utilizada em quase todos os componentes do dispositivo, o que faz com que inclusive a troca de bateria seja um desafio.
– A tela LCD está colada, e é difícil de ser retirada sem causar danos graves que possam deixar o produto inutilizado.

 

Via iFixit


Compartilhe