A Google começou a testar uma nova funcionalidade que implementa no Google Chrome o “lazy loading” nativo.

Temos vários tipos de páginas de internet. Quando bem implementadas, tudo vai bem. Quando mal concebidas, elas podem ser um pesadelo para o usuário. Uma das técnicas que utilizamos no TargetHD.net é a adoção do “lazy loading”, onde os conteúdos mais importantes e que devem se tornar visíveis de forma mais imediata aparecem primeiro, deixando para depois os elementos que só se tornam visíveis de acordo com a rolagem de página do usuário, como acontece com as imagens publicadas.

Mas nem todas as páginas da internet se preocupam com tal recurso, que não só beneficia o internauta na oferta de um acesso mais rápido e eficiente, como ao próprio servidor do site, já que não é feita uma chamada de todos os recursos de uma vez só, evitando a sobrecarga de dados.

Por isso, a Google quer forçar a implementação do “lazy loading” diretamente no Chrome. A mais recente versão do Chrome Canary (versão de desenvolvimento do navegador) já traz essa funcionalidade.

 

 

São duas opções: uma para imagens e a outra para frames (ou janelas com conteúdos de páginas externas), onde o Chrome vai adiar o carregamento desses conteúdos, desde que eles não estejam no início da página, até que o usuário faça o scroll da página.

O recurso pode gerar controvérsia entre os desenvolvedores, já que são eles que deveriam fazer isso. O fato do navegador forçar o “lazy loading” pode resultar em efeitos secundários, como páginas que assumem que um determinado conteúdo foi carregado, mas na verdade, não foi.

Por outro lado, a esmagadora maioria das páginas web são mal feitas, com imagens de 1 MB que poderiam ter apenas 100 ou 200 KB sem perder a qualidade (por exemplo). Sem falar em homepages muito pesadas (mais de 90 MB de dados). Logo, o recurso é muito bem vindo nesses casos.

Assim como seria bem vindo um redimensionamento automático de imagens no futuro. Caso uma imagem ocupe mais do que X kb, ela seria substituída por uma versão comprimida e de tamanho reduzido, tal e como fazia o finado e saudoso Opera Mini.

O “lazy loading” no Google Chrome ainda está em testes, e não tem previsão de lançamento na versão final do navegador. Mas para quem já quer testar o recurso, basta instalar o Chrome Canary (link para download), e adicione os endereços abaixo para habilitar a funcionalidade.

chrome://flags/#enable-lazy-image-loading
chrome://flags/#enable-lazy-frame-loading