Gigantes do mundo dos games se unem contra o bloqueio de Trump à China | TargetHD.net TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia
Press "Enter" to skip to content

Gigantes do mundo dos games se unem contra o bloqueio de Trump à China

Compartilhe

As três gigantes do setor de videogames, Nintendo, Microsoft e Sony, enviaram uma carta conjunta ao governo Donald Trump, solicitando o fim da guerra comercial contra a China, uma vez que a mesma “prejudicaria os consumidores, colocando em perigo as fontes de emprego e sufocaria a inovação”.

A carta endereçada ao Escritório do Representante Comercial dos Estados Unidos, as empresas se unem para explicar ao governo norte-americano que essa guerra vai prejudicar de forma dramática a indústria dos videogames e toda a sua força laboral, além de provocar um aumento no preço dos consoles, o que fatalmente vai afetar os usuários norte-americanos.

 

 

Um aumento estimado de 25% no preço dos consoles

 

A carta de sete páginas explica que, durante o ano de 2018, 96% de todos os consoles de videogames foram fabricados na China. Sem ela, as empresas terão que reconfigurar toda a sua cadeia de fornecimento para cobrir os novos custos e cumprir com as normas. Toda a cadeia de fornecimento dos videogames se desenvolveu na China ao longo de anos de investimentos, e uma mudança agora aumentaria todos os custos dos produtos e o valor final para o consumidor.

As três empresas garantem que as mudanças fariam com que os consumidores norte-americanos paguem, pelo menos, US$ 840 milhões a mais nos consoles, o que é considerado um “dano desproporcional”, indo contra o que o governo Donald Trump afirma que persegue com tais medidas.

“Os novos custos prejudicariam de forma significativa os negócios de nossas empresas, adicionando custos significativos que reduziriam as vendas dos consoles de videogames, de jogos e de serviços que impulsionam a rentabilidade deste segmento de mercado.”

Além disso, Nintendo, Microsoft e Sony mencionam que não só prejudica os seus negócios e os consumidores, mas também aos milhares de pequenos e médios desenvolvedores de software e fabricantes de acessórios nos Estados Unidos, em um efeito dominó que alcançaria todo o grande ecossistema dos videogames.

 

 

Tudo será decidido neste final de semana

 

Empresas como Apple, Dell, HP, Intel, Microsoft, Walmart, Keurig Dr Pepper e Dollar Tree também estão exercendo pressão contra o governo Donald Trump, para que o mesmo abandone os planos de taxar em até 25% os produtos fabricados na China.

Agora, todos os olhares estão voltados para o Japão. No próximo final de semana acontece a reunião do G20, onde é esperado que Estados Unidos e China retomem as negociações sobre este delicado tema comercial.

 

Para ler o documento na íntegra, clique aqui.


Compartilhe