Compartilhe

As baterias do seu smarpthone contam com uma vida útil que varia entre 300 e 500 ciclos de recarga. Depois disso, elas perdem desempenho, reduzindo a sua capacidade máxima de recarga.

Se você carrega o seu smartphone todos os dias, terá uma média de 360 ciclos por ano. Ou seja, a sua bateria pode ficar prejudicada em apenas um ano. Algo normal, mas que algumas práticas podem evitar uma degradação mais rápida, e alguns truques podem ajudar a maximizar a vida útil da bateria.

 

 

Não é ruim deixar o smartphone carregando toda a noite

 

 

Baterias de íon-lítio não contam com efeito memória. Ou seja, se você carregar uma bateria em 100% antes que ela esteja completamente recarregada, ela não vai reduzir a sua capacidade de bateria a longo prazo.

Também não existem riscos em deixar o smartphone carregando a noite, pois a maioria das baterias simplesmente desconecta o fluxo de entrada de carga quando alcançam os 100%. Apenas se essa carga é reduzida é que o telefone volta a ativar o carregador, mas em pequenos intervalos e, mesmo assim, se a temperatura do telefone não estiver muito elevada.

 

 

Tente manter a bateria entre 20% e 80% de cada

 

 

Vários estudos apontam que isso ajuda a manter a vida útil da bateria (há quem diga que o ideal é manter entre 40% e 80%, ou no extremo entre 40% e 60%) como uma regra de ouro: entre 20% e 80%.

Acima de 80%, você força e degrada as células de íons da bateria, afetando a sua saúde e autonomia ao longo do tempo. Abaixo dos 20%, o efeito é o mesmo. Logo, manter a sua carga dentro desses limites vai evitar o estresse da bateria, prolongando a sua vida útil.

Também é bom descarregar completamente a bateria e recarregar em 100% para sincronizar o indicador de bateria do sistema operacional, mas nada além disso.

 

 

Como manter as baterias sempre entre 20% e 80%

 

 

Para os usuários do iOS 13, tem um sistema que faz com que a recarga noturna estacione em 80% para que, com a ajuda da inteligência artificial, estimar a hora que você vai desconectar o smartphone pela manhã para entregar os 100% quando você acordar.

No Android, é preciso rootear o seu smartphone e instalar ferramentas de terceiros para entregar a mesma funcionalidade, o que deixa as coisas um pouco mais complicadas.

 

 

Mantenha a bateria do seu smartphone calibrada

 

 

Nem sempre os smartphones mostram a real porcentagem de bilheteria. Por isso, de tempos em tempos, é preciso calibrar a bateria do dispositivo.

A Apple oferece instruções precisas para essa calibração: primeiro, carregue a bateria em 100%, e depois descarregue a bateria por completo até que o dispositivo desligue ou chegue ao seu limite. Depois, deixe o telefone repousando entre 6 e 8 horas até colocá-lo para carregar para acabar com o excesso residual da bateria que pode haver, e volte a carregar o smartphone por outras 6 ou 8 horas com o dispositivo desligado.

No Android, de um modo geral, você pode adotar um modo muito similar ao da Apple com a maioria dos modelos. Carregue a bateria por completo, e depois descarregue até que o dispositivo desligado. Repouse o telefone por quatro horas para eliminar o excesso residual, e depois carregue o dispositivo por completo mantendo o mesmo desligado.

 

 

Tente evitar o superaquecimento

 

 

O superaquecimento reduz o desempenho do dispositivo e encurta a sua vida útil.

Não deixe o telefone debaixo do sol (principalmente dentro do carro) inclusive durante a recarga do dispositivo e reduza o uso mais intenso quando sentir a temperatura subindo durante alguma atividade.

 

 

Utilize os carregadores originais

 

 

É altamente recomendável que você utilize os carregadores que acompanham o seu smartphone sempre que possível e, principalmente, evite carregadores baratos, com procedência e qualidade duvidosas.

Se você não consegue comprar um carregador original, fique atento à voltagem e intensidade do carregador original (com a letra V para volts e A para amperes de intensidade). Carregadores com voltagem superior podem ser perigosos, pois você está enviando mais energia que a bateria pode suportar, e isso pode causar danos. A intensidade em amperes indica a velocidade de carga, fazendo com que o telefone carregue de forma mais lenta se for mais baixa que o carregador original, ou superaquecer no caso de ser mais alta.

Ou seja, se você não tem outra alternativa a não ser utilizar carregadores de terceiros, ao menos faça com que os parâmetros de carga sejam os mesmos do carregador original. Bons smartpphones limitam a corrente elétrica que entra no dispositivo, mas e alguma coisa falhara, a vida útil da bateria pode ser reduzida de forma drástica.


Compartilhe