Compartilhe

Uma série de investigações de Michael McCloskey, professor da Universidade Johns Hopkins, mostram que apenas uma de cada 16 pessoas é capaz de escrever a legra ‘g’ corretamente, inclusive depois de ver a letra. A grande maioria das pessoas sequer sabe que há duas formas de escrever essa letra.

Isso é algo que, curiosamente, só acontece com a letra ‘g’, e sem motivo aparente. Há duas formas de escrever a ‘g’ minúscula (que podemos ver na imagem acima), como há duas formas de escrever a ‘A’ maiúscula.

O problema está na segunda ‘g’: existe uma forma (e só uma forma) de escrevê-la corretamente, mas a maioria é incapaz de identificá-la de forma abstrata.

Os dois elementos centrais são a ligadora (que une as partes superior e inferior) e o lóbulo (ou a ‘haste’). A ligadura sempre vai à esquerda na letra g minúscula e o lóbulo, sempre à direita.

 

 

Os pesquisadores acreditam que a maioria das pessoas simplesmente não sabe que existem duas versões da letra ‘g’ minúscula. Uma que usamos normalmente quando escrevemos (um círculo com um gancho colado) e a outra que é mais comum em textos impressos (nas tipografias, como a Times New Roman ou a Calibri).

Mesmo que os estudos estejam em dados muito preliminares, fato é que aprendemos as formas da maioria das letras porque temos que escrevê-las na escola, mas a segunda versão da ‘g’ que tem uma forma muito particular, poucas pessoas ensinaram.

 

 

Além disso, o Google confunde ainda mais. O seu antigo logo era um ‘g’ mas um ‘g’ mal escrito, com a ligadura à direita. Isso é algo que faz com que muitos duvidemos entre a primeira e a terceira ‘g’ da primeira imagem desse post.

 

 

 

Via Psycnet


Compartilhe