Zoom e Windows 7, uma péssima combinação

Compartilhe

E não é que tem gente que está utilizando o Zoom no Windows 7?

Não chega a ser surpresa saber que ainda tem muitas pessoas utilizando o Windows 7. Mesmo porque este virou o novo Windows XP, ou seja, um sistema operacional eterno. Porém, a combinação de um sistema operacional que não tem um suporte técnico oficial a algum tempo trabalhando com um software de chamadas de vídeo que já tem brechas de segurança comprovadas e um comportamento no mínimo suspeito sobre este aspecto pode resultar em uma verdadeira bomba relógio armada e em contagem regressiva para os seus usuários.

 

 

 

Qual é o problema em usar o Zoom no Windows 7?

 

 

Não ter suporte e atualizações no Windows 7 não é o grande problema nesse caso. E até visto como um mal menor, ou um problema com danos presumíveis. O problema é que, mais cedo ou mais tarde, os usuários do Zoom no Windows 7 vão ter que responder pelo enorme lastro de segurança promovido por essa combinação, onde esses dados não ficam protegidos de todos os tipos de ameaças por muito tempo e de forma tão escancarada.

A última versão do Zoom para Windows teve um novo problema de segurança descoberto, em uma ameaça real e que não era cohecida até o momento (por ser uma vulnerabilidade do tipo zero day), permitindo a execução arbitrária de código remoto. E para tal falha prosperar, era preciso duas condições: que a vítima executasse um arquivo supostamente limpo, e que o Zoom executasse no Windows 7 ou anterior.

 

 

 

O Zoom vai fazer algo a respeito?

 

 

Os responsáveis pelo Zoom foram informados sobre o problema, e um parche de segurança foi criado para os usuários do Windows 7. A correção não foi produzida pelos desenvolvedores do Zoom e, pelo menos por enquanto, é gratuita… até que o Zoom solucione o problema ou informe de forma oficial que não vai fazer nada para resolvê-lo. Por enquanto, e por uma questão de segurança, os detalhes técnicos sobre a vulnerabilidade em questão não foram revelados, mas alguns criminosos cibernéticos já sabem sobre a sua existência.

Ainda bem que foi uma empresa de segurança que descobriu a falha do Zoom no Windows 7, e isso permite que o uso dessa perigosa combinação possa seguir por algum tempo sem maiores problemas. Porém, nem sempre é assim: os problemas de segurança informática acontecem por conta de uma série de fatores, e nesse caso em específico, devemos combinar os problemas detectados no próprio cliente do Zoom com a ausência de atualizações de segurança do Windows 7, uma vez que o aplicativo de chamadas de vídeo segue em constante atualização, e suas falhas de segurança não são suficientes para que o ataque cibernético seja bem sucedido.

 

 

 

De novo: tome cuidado com o Zoom

 

 

Não é perseguição da nossa parte. É fundamental que você pense umas dez vezes antes de usar o Zoom, principalmente em sistemas operacionais que não são atualizados há muito tempo.

Hoje é o Zoom com o Windows 7. Amanhã, pode ser qualquer outra das milhões de combinações de softwares que podemos ter em nossos equipamentos e/ou dispositivos. Logo, a não ser que você conte com necessidades muito específicas (profissionais, educacionais, financeiras, etc) – e, ainda assim, isso está bem longe de ser o melhor cenário -, o mais recomendável é realizar a atualização para o Windows 10, ou adotar uma distribuição Linux.

Contar com um sistema operacional seguro e atualizado é mais do que necessário, especialmente nos tempos atuais.

 

 

Via 0patch


Compartilhe