Monalisa Perez, moradora da cidade de Halstad, Minnesota (EUA), teve com o seu namorado Pedro Ruiz a “genial” ideia de comprovar se um livro de capa dura é dura o suficiente para deter o disparo de uma arma a uma distância de 30 centímetros. Obviamente, a imbecilidade não deu certo: Pedro faleceu, e agora Monalisa paga pelas consequências.

O objetivo dessa bobagem era capturar a façanha em vídeo para virar um viral no YouTube e, com isso, gerar receita. O registro da imprudência em vídeo fez com que Monalisa, 20 anos de idade e mãe de dois filhos, fosse sentenciada à prisão pela morte de Pedro.

 

 

O juiz Jeffrey Remick até teve clemência com a youtuber, e a sentenciou a seis meses de prisão e 10 anos em liberdade condicional supervisionada. O argumento aqui é que a ideia do vídeo e a organização de tudo foi por iniciativa de Pedro, e não de Monalisa.

O canal do casal segue ativo no YouTube, e saltou de 2 mil para 25 mil seguidores, com um número relativamente saudável de reproduções. Algumas pessoas podem dizer que a ideia funcionou, mas com resultados finais desastrosos.

Nem preciso dizer para você JAMAIS tentar a mesma coisa em casa…

 

Via BBC