youtuber

Parece que o caso de Logan Paul não serviu de lição para algumas pessoas. O youtuber Arya Mosallah é o protagonista do último vídeo de mau gosto da rede, onde um adolescente joga água na cara das pessoas pelas ruas de Londres, semeando o pânico.

Você pode até pensar que ‘não é para tanto, é só água’. Porém, nos últimos meses, está acontecendo em Londres uma leva de ataques reais com ácido, onde alguém se aproxima e joga ácido na cara da pessoa, e isso está deixando os cidadãos simplesmente aterrorizados.

Nesse contexto, a brincadeira de Arya é bem pesada. E foi feita mais de uma vez por ele. A primeira vez que ele publicou um vídeo com essa palhaçada foi durante o verão de 2017, alcançando mais de 200 mil likes no YouTube, o que motivou o rapaz a repetir a façanha.

No segundo vídeo, Arya pediu 150 mil likes. Se alcançasse a meta, faria o terceiro vídeo. Felizmente, o YouTube interveio rapidamente, eliminando o segundo vídeo ‘por infringir a política (…) sobre assédio e intimidação’.

Porém, o canal do youtuber continua ativo (com perfil verificado), e o primeiro vídeo do ‘ácido’ também, com mais de 8.2 milhões de views e 190 mil likes no momento da produção desse post, além dos mais de 660 mil assinantes do canal.

No canal de vídeos de Arya é possível ver muitas de sus brincadeiras, como roubar a comida das mãos das pessoas pelas ruas, pisar nas pessoas que estão caminhando ou tirar as cadeiras quando a pessoa vai sentar.

Ou seja, conteúdo de gente retardada. Para gente retardada.

Mas… se tudo isso continua online, como o YouTube visa solucionar o problema?

Está difícil, hein?

 

Via Fast Company