YouTube é investigado por não proteger a privacidade de menores na plataforma de vídeos | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia YouTube é investigado por não proteger a privacidade de menores na plataforma de vídeos | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | YouTube é investigado por não proteger a privacidade de menores na plataforma de vídeos

YouTube é investigado por não proteger a privacidade de menores na plataforma de vídeos

Compartilhe

A privacidade dos usuários nas plataformas digitais ou redes sociais é algo do passado, definitivamente. Qualquer adulto consciente deveria saber que, ao entrar no Facebook, Twitter, WhatsApp ou similares, você está praticamente relegando a sua informação. Porém, com as crianças a história é diferente (ou deveria ser), e o YouTube estaria abusando delas nesse sentido.

Os jornais The New York Times e Washington Post publicaram duas explosivas matérias que revelam que a Comissão Federal do Comércio (FTC, na sua sigla em inglês) já está em fase final de uma profunda investigação contra o YouTube, que teria incorrido em possíveis violações da privacidade dos menores de idade que utilizam a plataforma.

 

 

YouTube e YouTube Kids envolvidos na suposta infração

 

 

Ao que parece, o YouTube estaria infringindo de forma deliberada a lei COPPA, que regula a coleta de dados de usuários das plataformas digitais, incluindo os menores de idade. O ponto central da investigação seria o aplicativo YouTube Kids, que foi desenvolvida especialmente para o público infantil, que por sua vez seria vítima de uma indiscriminada dinâmica de coleta de dados.

O YouTube Kids foi lançado em 2015, e desde então estaria coletando os dados de crianças menores de 13 anos de idade. O marco legal vigente obriga aos usuários de apps e redes sociais contem com idades próximas às de 13 anos ou superior.

Por outro lado, pelo menos 80% das crianças norte-americanas entre 6 e 12 anos de idade utilizam o YouTube na sua versão normal e de maneira constante, compartilhando também parte dos seus dados com o YouTube Kids.

Por não ter barrado a atividade e uso da plataforma por parte desses menores, muito menos por exigir a permissão legal de seus pais para poder coletar os seus dados, o YouTube corre o sério risco de receber uma multa considerável. Não seria uma surpresa se isso acontecer, e surpresa menor ainda saber que a plataforma está coletando dados de forma indiscriminada. Estamos falando do Google, um verdadeiro devorador de dados na internet.

Esse é um assunto que ainda vai render muito, e vamos acompanhar esse tema bem de perto.

 

Via New York Times, Washington Post


Compartilhe