Xiaomi sugere volta ao Brasil, reativando a sua conta no Twitter | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Xiaomi sugere volta ao Brasil, reativando a sua conta no Twitter | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | Xiaomi sugere volta ao Brasil, reativando a sua conta no Twitter

Xiaomi sugere volta ao Brasil, reativando a sua conta no Twitter

Compartilhe

A conta oficial da Xiaomi Brasil, depois de ficar inativa desde 2016, voltou a funcionar, publicando vários teasers que podem indicar a sua volta oficial ao nosso país, prometendo trazer “a inovação para toda a gente”.

Além disso, modelos como o Redmi 7 e Redmi Go foram homologados pela Anatel, e o Pocophone F1 e o Redmi Note 6 Pro já são vendidos no mercado brasileiro (em parceria com a DL), reforçando a teoria que a marca quer voltar a se fazer presente como player atuante, e não apenas em parceria com outros fabricantes.

Porém, a Xiaomi precisa dessa vez evitar um novo fiasco no Brasil. Em 2015, a marca fez muito barulho ao desembarcar no mercado nacional, promovendo ações para conquistar o nosso consumidor (ou Mi Fã), mas estabeleceu um modelo de negócio online de venda direta que não foi bem recebido por aqui.

Além disso, a marca precisa trazer os seus principais produtos por aqui, priorizando o mercado brasileiro como parte importante de sua estratégia de expansão global.

Em 2015, o principal responsável pela chegada da Xiaomi ao Brasil foi o brasileiro Hugo Barra, então vice-presidente da empresa. Porém, elevados preços dos produtos (principalmente quando comparados com os valores cobrados em outros mercados) foi uma das causas que atrapalharam a expansão da marca por aqui.

Algo que, se a Xiaomi não tomar cuidado, pode se repetir. Os valores cobrados pelo Redmi Note 6 Pro e do Pocophone F1 “by Anatel” (ou by DL) estão muito acima dos valores cobrados por importadores alternativos ou pelo mercado informal. E o consumidor brasileiro sabe pesquisar preços na internet.

Além disso, em 2015, a Xiaomi não é a empresa conhecida pelo grande público como é hoje. Sem qualquer representação oficial, a marca detém 1.88% do mercado brasileiro nesse momento, o que prova a procura do nosso consumidor pelos produtos da marca.

A presença oficial da Xiaomi no Brasil pode resultar em um crescimento exponencial da marca em nosso mercado, já que o usuário não vai precisar pagar elevados valores de importação, esperar muito tempo para receber o produto e ter garantia e assistência técnica oficial no país.

Não há qualquer tipo de informação que revele uma data para a volta oficial da Xiaomi no Brasil, mas considerando a atividade nas redes sociais e a certificação dos dispositivos, isso deve acontecer em breve. Vamos aguardar para ver se a volta acontece apenas com o suporte online pela loja oficial, ou se receberemos lojas físicas e outros produtos que cobrem diferentes nichos de mercado.

 

Via GizChina, @MiBrasil


Compartilhe