Compartilhe

O Xiaomi Pocophone F1 é o smartphone mais falado de 2018, com uma popularidade que está se tornando cada vez maior. Eu estou com a minha unidade desse produto, e posso afirmar que o dispositivo realmente impressiona pela ótima relação custo/benefício (na semana que vem sai o review do produto no TargetHD.net).

O modelo chegou ao mercado com especificações de top de linha com um preço bem ajustado para o bolso de muitos usuários. Tudo bem, o Xiaomi Pocophone F1 não oferece a melhor qualidade de construção do mercado e deixa de lado recursos que estão presentes em dispositivos top de linha atuais. Mesmo assim, não para de surpreender, e fez de novo. Agora, em suas câmeras.

A mais recente atualização que o Xiaomi Pocophone F1 melhorou e muito os aspectos fotográficos do dispositivo. O update foi o mesmo recebido pelo Xiaomi Mi Mix 3, ou seja, entregando melhores fotos à noite, um melhor HDR e um modo retrato de maior qualidade.

O resultado dessas melhorias foi uma pontuação surpreendente no DxOMark, que colocou o Xiaomi Pocophone F1 em pé de igualdade com o iPhone 8 nos aspectos fotográficos.

A DxOMark é especialista em testes de câmeras de smartphones, avaliando o desempenho do dispositivo em fotos e vídeos. E, de novo, o resultado do Pocophone F1 é surpreendente para um produto com as suas características e preço.

 

 

O Pocophone F1 registrou 92 pontos em fotos e 90 pontos em vídeo. Já o iPhone 8 alcançou 93 pontos em fotos e 90 pontos em vídeo.

Sem falar que o dispositivo da marca mantida pela Xiaomi superou na média geral modelos igualmente competentes na parte fotográfica. Enquanto o Pocophone F1 ficou com 91 pontos considerando a média de notas envolvendo fotos e vídeos tanto o Zenfone 5 como o Google Pixel de primeira geração ficaram com 90 pontos no mesmo índice.

Vale lembrar que estamos falando de um smartphone com processador Snapdragon 845 que, no Brasil, já é encontrado no mercado informal R$ 1.599 (preço inicial sugerido para o modelo com 64 GB). Ou seja, com essa notícia, o Pocophone F1 se torna uma relação custo-benefício ainda mais atraente.

Está ficando cada vez mais difícil para a concorrência justificar os preços astronômicos dos dispositivos top de linha.

 

Via DxOMark


Compartilhe