A Xiaomi apresentou hoje uma evolução dos seus produtos, no formato de um phablet top de linha. O Xiaomi Mi Note chega para bater de frente com o iPhone 6 Plus, tanto nas dimensões como em diferentes aspectos técnicos (grande parte da apresentação do novo produto girou em torno da comparação com o modelo da Apple).

Estamos diante de um dispositivo com tela de 5.7 polegadas e espessura de 6.95 mm. Seu peso é de 161 gramas. Ou seja, esse é o maior modelo lançado pela Xiaomi até então.

A tela é confeccionada pela Sharp e Japan Display, e o dispositivo está disponível em duas versões, condicionadas pela resolução de tela. Uma primeira, com tela Full HD, e outra, com tela 2K (2560 x 1440 pixels) e hardware melhor. A representação de cores em NTSC chega a 95%, e a sua borda lateral possui apenas 3 mm de espessura.

O dispositivo possui proteção Gorilla Glass 3, tanto na parte frontal como na traseira, com tratamento ‘3D’ para a traseira, e ‘2.5D’ na tela.

Buscando chamar a atenção para a parte de som, a Xiaomi incorporou um chip decodificador ESS ES9018, que vai gerenciar o áudio em qualidade máxima de 24-bit/192 kHz. Alguns formatos suportados são FLAC, WAV e DSD. A empresa também presentou fones de ouvido que justificam a qualidade da fonte de som.

O sensor traseiro do Xiaomi Mi Note é fabricado pela Sony (módulo IMX214), e possui 13 megapixels, com estabilizador ótico (f/2.0). Também temos aqui um flash de dois tons, desenvolvido pela Philips.

A câmera frontal foi melhorada nas especificações, com o objetivo oferecer uma melhor qualidade nas selfies e videochamadas, em um sensor de 4 megapixels, com cada pixel com tamanho de 2 mícrons.

O modelo oferece dois chipsets, ambos da Qualcomm, cada um para cara versão do Mi Note:

* A versão Full HD recebe um Snapdragon 801, com 3 GB de RAM e16/64 GB de armazenamento. Sua bateria é de 3.000 mAh, e com suporte dual SIM.
* A versão com tela 2K (PRO) possui o novo processador Snapdragon 810 de 64 bits, com 4 GB de RAM, 64 GB de armazenamento, conectividade LTE Cat 9 e bateria de 3.900 mAh.

Falando de preços: o modelo ‘menor’ tem preço inicial sugerido de 320 euros, enquanto que a versão PRO custa 450 euros. Não são valores descabidos, mas são mais caros que os modelos previamente lançados.

O Mi Note mais simples será lançado em breve na China, no mesmo formato de reservas via site. O modelo PRO só será lançado no segundo trimestre de 2015.

A seguir, os vídeos oficiais de lançamento, e mais fotos.