A Xiaomi apresentou oficialmente o Xiaomi Mi Max 3, que oferece muitas melhorias em relação ao antecessor em áreas como design, tela, bateria, câmeras, processador e identificação do usuário.

O novo modelo conta com dimensões de 176,2 x 87,4 x 8 mm, sendo assim um pouco maior e mais fino que o Mi Max 2. Ele tem corpo equivalente a um dispositivo com tela de 6.3 polegadas, mas abriga uma tela de 6.9 polegadas.

As molduras superior e inferior foram reduzidas, e seu chassi foi estreitado em 1.3 mm. Isso permitiu a integração de uma tela maior, e combinado com um design unibody completo, ele fica confortável para o uso com apenas uma das mãos.

 

 

Como já mencionamos, o Xiaomi Mi Max 3 possui uma tela de 6.9 polegadas (18:9, Full HD+, 2160 x 1080 pixels), com proporção tela/corpo de 85,19%.

O Mi Max 3 tem brilho de tela 19% maior que o modelo anterior, com um contraste 50% maior e entregando 17% a mais de cores. Tudo isso resulta em uma melhor experiência de visualização, em uma tela que suporta as funções de tela dividida e modo picture-in-picture.

 

 

O novo modelo conta com uma bateria de 5.500 mAh, 200 mAh a mais que o Mi Max 2, e entregando pelo menos dois dias de uso com uma única recarga, ou até um mês em standby.

O suporte para recarga rápida Quick Charge 3.0 está presente, obtendo assim 71% de bateria com uma hora de carregamento. O dispositivo também possui o modo de carregamento reverso, onde podemos utilizá-lo para carregar outros dispositivos.

 

 

O Xiaomi Mi Max 3 conta com o processador Snapdragon 636, que entrega um desempenho 40% maior que o Snapdragon 625, consumindo menos energia com melhor performance, especialmente em atividades multi-tarefa.

São duas variantes: 4 GB de RAM + 64 GB de armazenamento, e 6 GB RAM + 128 GB de armazenamento (ambos com armazenamento expansível via microSD). O modelo suporta o multi-threading multi-core para melhor desempenho em jogos, além de aceleração com apenas um toque na tela.

 

 

O Xiaomi Mi Max 3 conta com uma câmera dupla traseira com sensores de 12 MP + 5 MP, apoiada por inteligência artificial, identificando as melhores condições do ambiente em até 206 tipos de cenas. Também é capaz de reconhecer objetos e aplicar o modo retrato.

A câmera frontal do smartphone tem resolução de 8 MP com flash LED dedicado, e usa da IA para criar o efeito bokeh.

A seguir, algumas fotos registradas pelo Mi Max 3, que demonstram as suas capacidades fotográficas.

 

 

O modelo conta com alto-falantes duplos para um som estéreo, e todo o conjunto é gerenciado pelo Android 8.1 Oreo com a mais recente versão da MIUI, que inclui um assistente de voz.

Além do leitor de impressões digitais na parte traseira, o smartphone possui um sistema de desbloqueio facial pela câmera frontal, e todo o pacote de conectividade esperado em um modelo com suas características (4G VoLTE, WiFi 802.11ac, Bluetooth 5.0, GPS, USB-C e saída de áudio 3.5 mm).

 

 

O Xiaomi Mi Max 3 tem preços sugeridos de 252 euros (4 GB RAM + 64 GB) e 296 euros (6 GB RAM + 128 GB) na China. Não há previsão de lançamento ou preços para os demais mercados internacionais.