Compartilhe

Xiaomi Mi 6

 

A Xiaomi anunciou oficialmente o Xiaomi Mi 6, mais um modelo que aposta em um dos chips do momento, o Snapdragon 835.

O Qualcomm Snapdragon 835 possui 64 bits, oito núcleos de processamento e GPU Adreno 540, trabalhando com 6 GB de RAM LPDDR4X e opções de armazenamento de 64 GB e 128 GB (memória não-expansível). Tudo isso é alimentado por uma bateria de 3.350 mAh, o que faz com que a Xiaomi se gabe em dizer que contam com a bateria com maior capacidade da categoria, comparados com modelos de tamanho de tela similar. Vamos ver se isso se traduz em maior autonomia de bateria no final do dia.

Na tela, temos uma tela de 5.15 polegadas (Full HD, 600 nits de brilho), o que deve garantir uma melhor exibição das informações em dia de sol forte. A tela recebe uma tecnologia especial para proteger os sues olhos da luz azul e do brilho elevado à noite. O modo de leitura tem menor emissão de luz azul, ma sem perder as cores da tela.

 

 

A Xiaomi optou por contar com um chassi com bordas de aço inoxidável, apostando também em uma curva bem suave na parte traseira feita de cristal. Aliás, os próprios cantos do dispositivo são arredondados.

Isso tudo deixa o dispositivo mais caro, mas mesmo assim  a Xiaomi entendeu que era o momento certo do ano para seu lançamento.

Muita curva mas… onde está o conector para fones de ouvido?

Para manter um design minimalista, o pessoa da Xiaomi decidiu remover o conector, e convida aos usuários m “recorrer” aos outros fones Bluetooth que podem ser encontrados em diversas opções no mercado nacional.

 

 

Se o smartphone normal vai incluir uma borda de aço, existe uma Ceramic Edition com traseira cerâmica que incluo o revestimento de ouro 18 quilates ao redor as câmeras traseiras. É um acabamento mais resistente, porém, mais caro.

 

 

Nas câmeras, o Xiaomi Mi 6 conta com uma câmera dupla traseira de 12 MP, uma delas com grande angular com zoom ótico de 2x, sempre de acordo com as suas especificações oficiais, conseguem um zoom digital de 10x que, com a ajuda de um algoritmo especial, entrega fotos com poucas perdas. De quebra, inclui estabilizador de quatro eixos.

O modelo conta com o desfoque de fundo (é o que as imagens mostram), e queremos ver como são os resultados reais dessas câmeras. Fica a curiosidade para ver como ela se sai em um teste prático.

 

 

O Xiaomi Mi 6 começa a ser vendido na China em 28 de abril. Os preços sugeridos (convertidos dos valores cobrados na China) são: 338 euros (6 GB + 64 GB), 392 euros (6 GB + 128 GB) e 406 euros (Ceramic Edition, com 6 GB + 128 GB).

 

 


Compartilhe