Xiaomi Mi 11 é lançado internacionalmente

Compartilhe

A Xiaomi anunciou oficialmente o lançamento global do seu novo smartphone top de linha, o Xiaomi Mi 11. O modelo chega para competir com outros pesos pesados dentro do segmento de telefones premium, como são o Galaxy S21 da Samsung e o iPhone 12 da Apple, mas traz como principal diferencial a manutenção da marca asiática na oferta de um produto que busca sempre entregar a melhor relação custo-benefício possível para o consumidor.

Neste post, vamos apresentar todas as características técnicas do produto, seu preço oficial sugerido, e como você pode comprar este telefone a partir de hoje, 8 de fevereiro de 2021, já que a Xiaomi decidiu disponibilizá-lo no mercado de forma imediata.

 

 

 

Xiaomi Mi 11: principais características

 

 

O Xiaomi Mi 11 já está disponível na China desde o começo de dezembro de 2020, mas só agora chega ao mercado internacional, e tenta conquistar aos usuários que tiveram a paciência de esperar por ele, ou que não acabaram comprando as alternativas da Apple e da Samsung no final do ano.

Seu design tende a ser minimalista, com duas opções de cores (Midnight Grey e Horizon Blue), mas tentando entregar uma identidade própria, com uma disposição de câmeras diferente dos seus concorrentes diretos de outras marcas. Nesse momento, estarão disponíveis para o mercado internacional as versões com 8 GB RAM + 128 GB de armazenamento e 8 GB de RAM + 256 GB de armazenamento (LPDDR5 + UFS.31, respectivamente).

O Xiaomi Mi 11 conta com uma tela AMOLED DotDisplay de 6.81 polegadas (WQHD+, 3200 x 1440 pixels, 515 ppp, 20:9), que cobre 100% da gama de cores DCI-P3, HDR10+, 900 nits de brilho e taxa de atualização máxima de 120 Hz (ele conta com o sistema AdaptiveSync, que ajusta essa taxa entre 30 Hz e 120 Hz, dependendo do tipo de uso), além de taxa de resposta ao toque de 480 Hz. A tela também conta com proteção Corning Gorilla Glass Victus.

É uma tela pensada em entregar a melhor experiência possível para o usuário, não apenas na visualização de fotos e reprodução de vídeos, mas também na interação ao toque com o sistema operacional e jogos. Combinando com todo o hardware presente no dispositivo e com as tecnologias de inteligência artificial, podemos esperar que o Xiaomi Mi 11 tem tudo para entregar um resultado final extraordinário nos aspectos de usabilidade.

 

 

Um acerto do Xiaomi Mi 11 (e que pode ser o seu grande diferencial neste primeiro momento) é a presença do processador Qualcomm Snapdragon 888, o mais potente de sua família neste momento. Ele pode alcançar uma potência de até 2.84 GHz, trabalha com a GPU Adreno 660, possui o reforço da AI Engine de 6a geração da Qualcomm e recebe o modem integrado Snapdragon X60 5G.

Ou seja, este já é um dos smartphones Android mais potentes do mercado, e um dos melhores dispositivos que você pode comprar ao longo de 2021 no que se refere ao desempenho. É um conjunto muito completo.

Este smartphone conta com uma bateria de 4.600 mAh, com tecnologia de recarga rápida de 55W, recarga sem fio de 50W e recarga reversa de 10W. Vai ser difícil você ficar sem bateria com tantos recursos de hardware, mas se isso acontecer, ao menos você não precisa deixá-lo muito tempo na tomada.

Nos aspectos fotográficos, o Xiaomi Mi 11 é bem servido. Ele conta com uma câmera principal de 108 MP wide angle (f/1.85) Super Pixel com OIS, acompanhada de uma câmera ultra-wide de 13 MP (f/2.4, com 123 graus) e um sensor telefoto de 5 MP (f/2.4). Seu software permite capturas no modo noturno 2.0 (nas lentes wide e ultra-wide), e na parte de vídeo, ele grava em modo Ultra Noturno, time-lapse profissional, em modo HDR 10+ e com sistema de Inteligência Artificial com um clique e recursos avançados, como Magic Zoom, Slow Shutter, Freeze Time, Night Time-Lapse, Freeze Frame Video, entre outros.

Ainda na gravação de vídeos, o Xiaomi Mi 11 é capaz de capturar imagens em até 8K (7680 x 4320 pixels) a 30 fps, ou em 4K (3840 x 2160 pixels) a 60 fps.

A câmera frontal conta com um sensor de 20 MP (f/2.2) com modo Selfie noturno e gravação de vídeos em HDR na resolução máxima de 1080p (1920 x 1080 pixels) a 30 fps.

Na parte de segurança e conectividade, o Xiaomi Mi 11 conta com um leitor de digitais integrado na tela, que também pode realizar o monitoramento cardíaco do usuário, além do desbloqueio facial em sistema apoiado pela Inteligência Artificial. O dispositivo também conta com suporte para NFC compatível com o sistema de pagamentos do Google Pay. Na sua conectividade dual SIM, ele é compatível com redes 5G e 4G para redes de todo o planeta, suporta o WiFi 6 e conta com Bluetooth 5.2.

 

 

Na parte de áudio, o Xiaomi Mi 11 conta com dois alto-falantes assinados pela Harman Kardon e com certificação Hi-Res Audio. Seu vídeo possui suporte HDR e HDR 10 para a reprodução de conteúdos, e entre os seus sensores, destacamos a presença do GPS (Galileo, GLONASS e Beidou), sensores de proximidade e luz ambiente, acelerômetro, giroscópio, bússola eletrônica, infravermelho e motor de vibração X-axis linear.

Todo o conjunto é gerenciado pelo sistema operacional MIUI 12 (baseado no Android 11) e no kit de venda, além do smartphone Mi 11, encontramos o cabo USB-C, adaptador para fones de ouvido de 3.5 mm com o USB-C, case de silicone, manuais e certificados e, (olha só, que surpresa) o adaptador de corrente elétrica para recarga de bateria.

 

 

 

Xiaomi Mi 11: quanto custa?

 

 

O Xioami Mi 11 tem os seguintes preços de lançamento:

 

  • Xiaomi Mi 11 com 8 GB RAM + 128 GB, por US$ 1.498
  • Xiaomi Mi 11 com 8 GB RAM + 256 GB, por US$ 1.598

 

Para quem se aventurar em comprar os smartphones via AliExpress, é possível obter o frete grátis para o Brasil. Basta clicar neste link (o pagamento pode ser feito em reais e parcelado no seu cartão de crédito internacional).

E se você está atrás de um bom desconto na compra deste produto, basta usar o código AINANAS11 antes de realizar o pagamento, no carrinho de compras.


Compartilhe