Depois de algumas semanas de especulações, a Xiaomi apresentou oficialmente o seu smartphone gaming, o Xiaomi Black Shark.

O novo dispositivo tem configurações muito similares ao do Mi MIX 2S, mas em um design robusto e diferenciado, encapsulando uma tela com taxa de atualização de 120 Hz.

 

 

O modelo adota um formato mais ‘clássico’ na parte frontal, com duas bordas quase simétricas nas partes superior e inferior, apesar de manter o formato 18:9.

Na borda inferior, temos o botão Home com leitor de digitais. Nas laterais, faixas verdes, que dão um ar mais agressivo ao design do produto.

Na parte traseira, um revestimento com um material que combina o metal e o policarbonato, o que deixa o dispositivo mais espesso na parte central do que nas laterais.

Isso deve acontecer por causa do sistema de refrigeração líquida que forma parte do dispositivo, mantendo os componentes em boa temperatura durante longas sessões de jogos.

Na parte traseira ainda encontramos a câmera dupla com flash LED, além do logotipo em ‘S’ retroiluminado.

 

 

O Xiaomi Black Shark conta com a já citada tela com taxa de atualização de 120 Hz, um dos pontos cruciais para uma experiência de jogo mais fluída. Além disso, o novo sistema de refrigeração líquida permite esfriar a CPU em até 8 graus, para que o seu desempenho seja pleno em 70% a mais de tempo.

Soma-se aos dois primeiros fatores o Black Shark Gamepad (opcional), que se acopla ao smartphone, entregando em uma das laterais um stick analógico. O acessório tem uma bateria independente de 340 mAh, e se conecta ao smartphone via Bluetooth.

A Xiaomi adicionou também melhorias de som no Black Shark, com um alto-falante duplo HiFi e um sistema de três microfones para melhorar a qualidade de entrada de áudio em chats durante os jogos.

O Xiaomi Black Shark tem preços sugeridos (para o mercado asiático) de 388 euros para a versão com 6 GB de RAM e 64 GB de armazenamento, e 452 euros para o modelo com 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. Na Europa, o produto pode ser encontrado a partir de 699 euros. O Black Shark Gamepad custa 23 euros.

 

Xiaomi Black Shark: Especificações

 

 

– Processador Qualcomm Snapdragon 845
– 6 GB ou 8 GB RAM LPDDR4X
– 64 GB ou 128 GB de armazenamento (UFS 2.1)
– Dimensões: 161,6 x 75,4 x 9,25 mm; peso de 190 gramas
– Tela de 5.99 polegadas (2160 x 1080 pixels, 120 Hz, 550 nits, DCI-3)
– Android 8.0 Oreo com JOY UI (similar à MIUI)
– Câmera traseira dupla de 12 MP (1.25 nm, f/1.75) + 12 MP (1 nm, f/1.75); câmera frontal de 20 MP (f/2.2)
– Bateria de 4.000 mAh, com Quick Charge 3.0
– 4G LTE, WiFi a/b/g/n/ac, NFC e Bluetooth 5.0
– Sistema de refrigeração líquida, leitor de digitais, alto-falantes estéreo, USB Type-C, sem saída de áudio 3.5 mm
– Preço inicial sugerido (na Europa) de 699 euros

 

 

 

Via Black Shark