A Microsoft lançou nos Estados Unidos o Xbox All Access, novo serviço que combina a assinatura de hardware e de serviços online do Xbox.

Desde o minuto zero, o usuário pode usufruir de um catálogo de aproximadamente 200 jogos, através de um Xbox One S e com a assinatura completa do Xbox Live Gold e do Xbox Game Pass. Tudo isso, por US$ 22/mês. Vale lembrar que o Xbox One S custa aproximadamente US$ 300 nos EUA.

Ou seja, na prática, é 1 por 1. Se você ficar no plano por 24 meses, você fica com o console, que sai mais barato que a compra à vista, levando em consideração todos os serviços de assinatura incluídos nesse valor.

São mais de 100 jogos, incluindo exclusivos do Xbox One desde o seu primeiro dia de chegada ao mercado, além de mais jogos que chegarão ao programa de assinatura.

Uma alternativa superior, com mensalidade de US$ 35, coloca nas sua casa o Xbox One X, o console mais potente da geração atual.

Você pode cancelar o serviço a qualquer momento, mas caso você não complete os 24 meses de assinatura, terá que pagar o valor restante do console, caso queira ficar com ele.

O serviço está disponível apenas nos Estados Unidos nesse primeiro momento, e a Microsoft não revelou detalhes sobre a potencial chegada do Xbox All Access para outros países.

Sinceramente? Eu aceitaria de bom grado o Xbox All Access no Brasil.

Não apenas é uma boa alternativa para a Microsoft expandir a presença do Xbox One no mercado, como também é uma forma inteligente de fidelizar os usuários na plataforma.

É, basicamente, um sistema de financiamento com benefícios para os seus assinantes. A somatória de serviços pelo baixo valor de US$ 22 mensais entregam uma relação custo-benefício muito interessante para os jogadores que não estão com essa bala na agulha toda na carteira para jogar os games do Xbox One.

O Xbox All Access pode render frutos positivos para a Microsoft a longo prazo. Vamos aguardar.

 

Via VentureBeat