Chegaram as primeiras informações do Windows Lite, versão do Windows 10 preparado pela Microsoft que tem como principal objetivo bater de frente com o Chrome OS.

A primeira referência direta do Windows Lite apareceu na build 18282 do Windows 10, mas Brad Sams, uma das fontes mais confiáveis sobre o universo da Microsoft, encontrou novas informações que esclarecem melhor sobre o que está por vir.

O software é uma versão reduzida do Windows 10, e parte da base do Windows Core OS, que tem foco modular, com um núcleo central que pode receber capas de personalização para se adaptar às particularidades do dispositivo ou equipamento onde será utilizado.

Tudo isso sugere uma integração em notebooks, dois em um e conversíveis de baixo custo, o que o torna um sucessor direto do fracassado Windows 10 S. Ainda não existem informações oficiais, mas o Windows Lite se encaixa perfeitamente com a ideia de um Windows modular.

Na teoria, ele reduz ao máximo a presença de elementos herdados do sistema e só pode executar aplicativos UWP (Universal Windows Platform) e PWA (Progressive Windows Apps), obtidos através da loja oficial da Microsoft.

Tais restrições oferecem vantagens importantes:

– Maior desempenho em equipamentos com especificações mais ajustadas.
– Compatível com diferentes arquiteturas de CPU (x86 e ARM).
– Maior segurança com o efeito sandbox que tal limitação oferece.

Existem pontos em comum com o Windows 10 S, mas também vemos uma aproximação ao funcionamento base do Chrome OS. Nesse sentido, o Edge pode passar a ter um papel fundamental (especialmente se a sua base usar o Chromium no futuro), mas ainda é preciso ver como a Microsoft vai trabalhar com essa versão ‘mini’ do Windows 10.

Também é comentado que o Windows Lite poderia não chegar ao mercado com esse nome, ou sequer se chamaria Windows. O motivo é porque a Microsoft queria se diferenciar esta versão básica do sistema operacional com um nome novo, de modo que se ele fracassar, ele não vai respingar no ecossistema Windows.

Por último e não menos importante, algumas fontes garantem que esta versão só estaria disponível para OEMs, ou seja, pré-instalado em determinados dispositivos.

 

Via Neowin