Compartilhe

Acabou o suporte oficial do Windows 7 por parte da Microsoft, colocando fim a um período de 11 anos de atualizações e correções. E agora? O que vai acontecer? Quais são as opções disponíveis?

Vamos tentar (de novo) responder a essas e outras questões, pois já fizemos isso em outros artigos publicados nesse blog.

 

 

Por que o suporte ao Windows 7 chegou ao fim, e o que isso significa?

Tudo evolui nessa vida, e depois do Windows 7 veio o Windows 8, 8.1 e 10. Logo, a Microsoft quer centrar esforços na evolução do Windows 10.

O fim do suporte oficial para o Windows 7 significa que erros e bugs que ainda permanecerem no sistema operacional não serão resolvidos, o que vai deixar essa versão insegura. E esse é o principal motivo para você atualizar para o Windows 10.

Desde 2015, o Windows 7 não recebe melhorias, mas até ontem recebeu atualizações de segurança e correções. Agora, nem isso vai ter. Também chegou ao fim o suporte técnico para o Windows 7.

Por fim, a Microsoft quer que o Windows 10 seja o seu sistema operacional mais utilizado, e o Windows 7 atrapalha isso, por causa de sua enorme relevância.

 

 

Quais são as opções para quem ainda tem o Windows 7?

Eu já escrevi um artigo enorme sobre isso, que vale a pena ser lido com atenção. Mas vale a pena revisar de forma breve as opções disponíveis:

1) Atualizar para o Windows 10: você ainda pode atualizar do Windows 7 para o Windows 10 de graça, desde que você faça a ATUALIZAÇÃO de uma versão para outra, e não a INSTALAÇÃO DO ZERO, formatando o computador e instalando o novo software (você até pode fazer isso, desde que você atualize primeiro do 7 para o 10).

2) Entrar para o Microsoft Windows Insider: é outra forma de ter o Windows 10 de graça, mas fica condicionado a receber versões prévias e não tão seguras do Windows 10, além de se comprometer a colaborar com o desenvolvimento dessas versões. Mas é uma alternativa bem válida para os usuários mais fuçadores e destemidos.

3) Trocar de computador ou de sistema operacional: se o seu computador com Windows 7 é um veterano, chegou a hora de comprar um novo com Windows 10, ou instalar um Linux nesse equipamento para da ruma sobrevida. Tome a decisão mais consciente e racional para as suas necessidades.

4) Passar para a versão empresarial do Windows 7, com suporte até 2023: se você realmente precisa do Windows 7 porque o software de sua empresa depende dele, você ganha um tempo adicional para se adaptar aos novos tempos obtendo licenças do Windows 7 Professional ou Empresarial através do programa de provedor de soluções na nuvem (CSP), que tem um pacote de atualizações de segurança estendida até 2023.

5) Seguir utilizando o Windows 7: não ter atualizações não significa que ele para de funcionar, mas esta é a opção menos recomendável, pois o Windows 7 deixou de ser seguro e seu uso pode se ver comprometido. É a opção para quem usa o computador de forma eventual. Se você usa todos os dias e com coisas relativamente importantes, atualize para o Windows 10.

 

 

Quais são os riscos para quem não atualizar?

Sem as correções de segurança, um cibercriminoso pode aproveitar uma falha de segurança para entrar no seu computador, e os riscos associados à privacidade aumentam. Nossos dados podem ser comprometidos, e como o número de vulnerabilidades é muito alta, pequenos problemas específicos podem se transformar em brechas enormes. E você não vai querer correr esse risco.

Outro problema menor é a ausência de suporte para aplicativos e novos elementos de hardware. Ou seja, novos jogos podem não rodar no Windows 7, ou um hardware novo não será compatível com o sistema antigo.

Serviços relacionados para o Windows 7 também vão parar de funcionar com o passar do tempo, o que também fará com que soluções e aplicativos fiquem inativos no sistema.


Compartilhe