Compartilhe

Que a Microsoft está com muito amor pelo código aberto depois que Satya Nadella chegou ao comando da empresa, todo mundo sabe disso. Agora… daí a lançar um Windows baseado no Linux? Já é demais, não acha?

Pois foi exatamente isso o que aconteceu com o tal Windows 12 Lite que chegou ao mercado recentemente. Ele nada mais é do que uma distribuição GNU/Linux baseada no Linux Lite (que, por sua vez, é baseada no Ubuntu) e com uma área de trabalho XFCE modificada para dar a entender para os mais leigos que este é um sistema operacional Windows.

Nem é preciso dizer que a Microsoft não tem nada a ver com isso, e o software viola os direitos autorais de marca e elementos gráficos característicos. Ou seja, esse aqui deve ter uma vida bem curta.

 

 

Um Windows falso, com cheiro forte de fraude

 

Podemos até considerar que os criadores desse Windows 10 Lite são cientistas de computação entusiasmados e desconhecedores das leis de direitos autorais. Porém, os DVDs deste sistema operacional são vendidos em uma loja online (não estão disponíveis para compra no momento em que esse post é produzido) com um preço sugerido de US$ 15, e sua ISO não está disponível para download gratuito, algo comum nas distribuições Linux. Logo, com certeza alguém quer lucrar com os leigos.

Um usuário do Reddit publico as fotos dos DVDs do Windows 12 Lite que foram removidos da internet. No seu site, hospedado no domínio da loja em questão, uma descrição afirma que o Windows 10 Lite é o melhor software produzido pela Microsoft na história, afirmando que “o software não é atualizado sozinho, seus dados não são usados sem o seu consentimento, e você está livre de anúncios e chaves de ativação”.

Ou seja, é a promessa do mundo perfeito… exceto pelo fato que tudo isso é um combinado de mentiras absurdas e sem qualquer tipo de procedência válida.

 

Mas… é perigoso usar esse Windows falso?

É difícil afirmar qualquer coisa sem ter acesso ao software e sua ISO: pelo menos na teoria, esta é apenas uma versão disfarçada do Linux Lite, essa sim legítima, que pode rodar sem problemas em computadores com até 1 GHz e 768 MB de RAM. Por outro lado, esse tal Windows 12 Lite pode conter malwares no sistema que podem representar uma séria ameaça à sua privacidade e integridade dos seus dados, além do próprio movimento fraudulento em si em tentar lucrar com um Windows falso. Ou seja, temos elementos que nos convidam a desconfiar da isenção e honestidade dos seus desenvolvedores.

Se você está procurando um Linux projetado para quem está acostumado a usar o Windows, provavelmente a melhor opção é mesmo o Zorin OS. Mas se você é um usuário avançado e quer que os outros acreditem que você está utilizando um Windows, a sua opção é a versão mais recente do Kali Linux, também conhecido como Linux para hackers, que possui um modo anônimo que busca imitar a interface do Windows.

De qualquer forma, o meu conselho de amigo (quase um conselho de irmão) é: fique longe de todo e qualquer software com procedência duvidosa. Por favor!

 

 

Via Reddit, Webhouses, Softpedia


Compartilhe