A Microsoft relançou o Windows 10 October Update, depois de solucionar os erros que provocaram a retirada (por duas vezes) da última versão do Windows 10 e o adiamento de seu lançamento. Também prometeu melhorar a qualidade do software e a entrega dessas atualizações.

O novo Windows 10 October 2018 Update será entregue de forma gradual, e por enquanto é entregue apenas para os usuários que pediram a atualização manual e para quem faz o download da ferramenta de criação de mídia e/ou a ISO. Os dois podem ser feitos a partir da página do Windows 10.

Se tudo der certo, a Microsoft oferecerá paulatinamente a atualização para um grupo maior de usuários nas próximas semanas, até liberar o software em escala global no Windows Update. A atualização é gratuita para os equipamentos que já contam com uma licença ativa do sistema.

O suporte para essa atualização é válido por 30 meses, a partir de hoje (14). O mesmo vale para o Windows server 2019 e Windows Server versão 1809 e todas as variantes relacionadas, desde o Modo S até a Workstation, incluindo dispositivos da IoT e Xbox.

Não há novidades relevantes no software, exceto as correções de bugs e atualizações de segurança. Sempre se pede uma cautela antes de instalar uma nova versão do Windows depois dos últimos acontecimentos, e espere por alguns dias até comprovar a velocidade da versão. E faça uma cópia de segurança de todos os seus dados antes da instalação do novo software.

Diante de tantas dores de cabeça e problemas graves nas duas últimas tentativas de atualização, a Microsoft reconheceu o problema de qualidade na entrega do Windows 10, e buscam soluções para sanar isso.

Uma delas está na mudança no sistema de comentários do programa Insider, com uma atualização da ferramenta Feedback Hub para indicar o nível de gravidade dos erros. Alguns testers informaram desses problemas três meses antes do lançamento, mas ninguém deu muita atenção para tais alertas.

A Microsoft também se compromete em um maior foco de qualidade do Windows 10 para um ecossistema complexo, melhorando a qualidade do software e da entrega das atualizações, além de uma maior transparência sobre o trabalho feito para melhorar as futuras versões do Windows.

 

Via Windows Blog