Widgets do iOS 14 podem roubar dados do usuário?

Compartilhe

Será que aquilo que a Apple mais temia (e que os usuários do iOS mais conservadores pregaram desde o começo) vai mesmo acontecer?

Desde o lançamento do iOS 14, o tema da personalização da interface do sistema operacional do iPhone (e toda essa liberdade que a Apple ofereceu aos usuários em customizar o telefone) se tornou recorrente. Para alguns, o que a gigante de Cupertino fez foi liberar a farra do boi sem pensar nas consequências. Já para outros foi oferecer aquilo que muitos usuários sempre queriam.

Os widgets se transformaram na nova febre do iPhone, onde os usuários do iOS passaram a entender na prática tudo o que os usuários do Android já viviam há muito tempo. Os mini aplicativos na tela principal do dispositivo facilitam muito a nossa vida, além de entregar personalidade à estética do telefone daquele usuário.

Porém, tal e como já era esperado por algumas pessoas, as teorias da conspiração envolvendo os widgets no iOS 14 já começaram a aparecer, com algumas almas mal amadas tentando jogar água no chope da galera que está feliz com o novo recurso que modifica a estética do sistema operacional do iPhone.

 

 

 

Keyloggers disfarçados de widgets personalizados?

 

 

O rumor nasceu no lugar onde normalmente essas coisas nascem: nas redes sociais.

Um usuário publicou no Twitter um relato onde indicava que percebeu uma sensação de atraso na resposta do uso do teclado do seu iPhone que estava com a sua interface personalizada com os widgets de um dos aplicativos mais populares para elementos personalizados para iOS nesse momento, o WidgetSmith. Ao averiguar o problema de forma mais aprofundada, o usuário “descobriu” que, na verdade, eram os widgets que estavam roubando os seus dados.

 

 

De novo: estamos falando de um rumor, sem qualquer tipo de comprovação técnica. O cara simplesmente jogou a informação nas redes sociais e pensou: “vai que cola… tem sempre um trouxa achando que algo é verdadeiro apenas e tão somente porque viu nas redes sociais”.

Isso é algo muito comum de acontecer, principalmente no Facebook. O que tem de gente que não faz ideia sobre como detectar uma fake news com eficiência (e, principalmente, segurar a louca tentação em compartilhar aquele conteúdo falso) você ficaria surpreso (ou não).

Os mais atentos sabem muito bem que tal mensagem é falsa. E, salvo um enorme problema de segurança por parte da Apple, o roubo das informações pessoais via Keylogger no iOS 14 é algo bem difícil de acontecer. E vou explicar os motivos a partir de agora.

 

 

 

Desmontando a fake news do widget personalizado

 

 

É sempre importante lembrar ao amigo leitor que o iOS 14 conta com uma série de medidas nativas para reforçar os aspectos de segurança e aumentar a proteção da privacidade do usuário do iPhone, nos mais diferentes níveis.

Lembra dos tais pontos nas cores laranja e verde que passaram a aparecer na interface do usuário cuja câmera e microfone estão ativos em qualquer momento e de alguma forma? Então, essa é uma pequena amostra sobre como o iOS 14 ficou mais seguro.

E os widgets não são tecnicamente capazes de funcionar como keyloggers e roubar os dados digitados pelos usuários. E isso acontece por uma simples questão de qualidade de sua arquitetura. Logo, é mais fácil o roubo dessas informações acontecer por causa de outro tipo de arquivo atrelado a outros recursos e aplicativos estranhos, e não por essa via.

Por isso, pode voltar a instalar os seus widgets personalizados sem culpa. Pelo menos por enquanto (e até segunda ordem, pois ciber criminosos são criativos), o uso dessas ferramentas de personalização do iOS é algo seguro.

 

 

Via 9to5mac


Compartilhe