WhatsApp não vai limitar o seu uso para quem não concorda com os novos termos (por enquanto) | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia
Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | WhatsApp não vai limitar o seu uso para quem não concorda com os novos termos (por enquanto)

WhatsApp não vai limitar o seu uso para quem não concorda com os novos termos (por enquanto)

Compartilhe

Mudar de ideia não é um problema, principalmente quando isso significa corrigir um erro. E o WhatsApp fez isso ao voltar atrás na infeliz decisão em limitar os recursos de seu aplicativo para os usuários que não concordam com os seus termos de uso.

Pelo menos por enquanto, o WhatsApp não vai “punir” aos usuários que não aceitaram os seus novos termos de uso até 15 de maio, conformando-se com o fato que a maioria desses usuários visualizou a notificação e, dessa forma, estão cientes que as regras mudaram.

Mas tal decisão benevolente é válida… por enquanto. No futuro, tudo pode mudar.

 

 

 

Evitando problemas com os descontentes

Pior do que ter um aplicativo que pode cair a qualquer momento por governos que desconfiam de suas práticas de privacidade e compartilhamento de dados é ter uma migração em massa de usuários para outras plataformas. E é isso o que o WhatsApp quer evitar.

Os novos termos de uso do WhatsApp desagradam a muitos por basicamente promover o compartilhamento livre e irrestrito dos dados dos usuários do aplicativo de mensagens com o Facebook. Algo que, de certa forma, já está acontecendo em um sentido mais amplo.

Quem usa o Instagram já é obrigado a compartilhar os seus dados com o Facebook. E como estamos falando de plataformas que estão embaixo do mesmo guarda-chuva, uma hora esse cruzamento de informações iria atingir o WhatsApp de alguma forma.

Mesmo assim, o fato de deixar as regras do jogo bem claras para os usuários (o que é uma obrigação de Mark Zuckerberg que, em um passado não muito distante, se esquivava da necessidade em informar os usuários) deixou algumas pessoas um tanto quanto irritadas.

E o tempo já mostrou que usuários do WhatsApp irritados significa aumento de usuários do Telegram.

A decisão do aplicativo de mensagens instantâneas mais popular do planeta em não mais limitar os recursos dos usuários que não aceitaram os novos termos de uso também passa pela necessidade em “agradar” os governos de alguns países que questionaram os novos termos e as medidas de restrição.

As novas políticas de uso do serviço não foram bem vistas pela União Europeia, que decidiu limitar os efeitos das mudanças do WhatsApp, recorrendo à lei do GDPR (Lei Geral de Proteção de Dados). Além disso, Alemanha, Turquia e Índia foram na justiça contra o Facebook por causa dessas mudanças.

Então, enquanto espera a poeira abaixar, o WhatsApp não vai mudar nada.

 

 

 

O que o WhatsApp fala sobre o assunto?

 

 

De acordo com comunicado publicado na página de suporte do WhatsApp:

“A maioria dos usuários que viram a atualização a aceitaram. Para aqueles que ainda não viram, continuaremos exibindo uma notificação no WhatsApp na qual oferecemos mais informações e lembramos você de analisá-la e aceitá-la. No momento, não pretendemos tornar esses lembretes persistentes ou limitar a funcionalidade do aplicativo.”

Ou seja, no lugar de impedir o usuário de utilizar a plataforma de forma plena, vai tentar vencê-lo pelo cansaço emitindo os alertas sobre as mudanças dos termos de uso e da necessidade em aceitá-los para que a vida no aplicativo continue normalmente.

Menos mal. Alguém no WhatsApp viu que “ia dar ruim” limitar o uso do aplicativo, e entendeu que o Telegram estava de braços abertos para receber esses novos usuários.

O tempo vai dizer se essa foi a decisão correta.

 

 

Via The Next Web, The Verge


Compartilhe