Compartilhe

Quem sou eu para reclamar de quedas de preços em alguma coisa? Aliás, eu quero deixar bem claro que esse post não é uma crítica à redução do IPI para videogames (aliás, essa redução de preços nos consoles e acessórios não estava no pacote). Porém, é impossível não observar que os produto não ficaram mais baratos, mas sim menos caros.

Dito isso… vocês viram a redução de preços que a Sony aplicou em produtos como PlayStation 4, PS4 Pro e PlayStation VR no Brasil? A própria Sony confirmou que essa redução de preço aconteceu por conta das novas políticas de impostos no setor, cuja principal medida é a redução do IPI para videogames. E a Sony decidiu repassar o desconto para os seus produtos de hardware.

 

 

Os novos preços dos produtos da família PlayStation

 

PlayStation 4: R$ 2.399 (antes R$ 2.599)
PlayStation 4 Pro: R$ 2.799 (antes R$ 2.999)
PlayStation VR: R$ 2.599 (antes R$ 2.799)
Controle sem fio Dualshock 4: R$ 249 (antes R$ 259)

 

A Sony não mentiu. Ela refletiu a redução de preço dos consoles que o decreto governamental determinou, cuja carga de impostos sai de 50% para 40% nos consoles sem tela integrada, de 40% para 32% para os acessórios, e de 20% para 16% nos videogames com tela integrada. Os consoles e jogos produzidos no Brasil podem ter imposto zero em um futuro próximo, e aí quem sabe as coisas podem mudar de forma mais significativa.

Mas nesse primeiro momento, os consoles da Sony agora estão menos caros. E é sempre importante lembrar que os valores mencionados mais acima são os oficiais e sugeridos pela Sony, e historicamente a empresa sempre cobrou mais caro que o varejo pelos seus produtos.

Obviamente, você pode encontrar o PS4 e o PS4 Pro com preços bem mais competitivos no varejo online brasileiro, e a minha recomendação é que você procure e pesquise muito por unidades do console que estão em um preço bem mais competitivo do que os apresentados de forma oficial pela Sony.

Ou esperar pelo milagre do imposto zero.

Não existe almoço grátis. Alguém precisa pagar a conta. É claro que uma redução de imposto de 10% ajuda, mas não resolve. Com os preços apresentados, não acredito que a Sony está realmente oferecendo valores atraentes para os fãs de gamers investirem na compra do PS4 ou PS4 Pro através dos canais oficiais da empresa, muito menos estimular o mercado nacional a aumentar os seus números de vendas.

Até o momento em que esse post foi produzido, a Microsoft não se pronunciou sobre uma eventual redução de preços no Xbox One.

 

Via O Globo


Compartilhe