Viver de blog: uma breve reflexão | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Viver de blog: uma breve reflexão | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | Viver de blog: uma breve reflexão

Viver de blog: uma breve reflexão

Compartilhe

Depois de mais de uma década escrevendo sobre conteúdos de tecnologia na internet, é possível chegar a algumas reflexões e conclusões. Em um momento onde os blogs ainda sobrevivem diante do auge da internet e das redes sociais, é importante detectar por que ainda estamos produzindo conteúdos em texto, tentando projetar um cenário de futuro para o nosso segmento.

 

 

Ser um blogueiro não é fácil

Eu adoro trabalhar em home office, pois sou um gestor do meu próprio tempo. Por outro lado, para quem pensa que trabalhar em casa ou em qualquer lugar é a coisa mais fácil do mundo, eu recomendo fortemente que você mude de pensamento após ler esse post.

A minha rotina de trabalho passa pela produção de, pelo menos, dez artigos por dia de 300 palavras ou mais. Eu costumo produzir esses textos ao longo de cinco horas de trabalho diário. Hoje, eu não consigo fazer mais do que isso, porque é humanamente impossível: mãos e braços ficam doloridos, e eu preciso cuidar melhor da minha saúde física e mental.

E faço isso para garantir que eu vou ter um final de semana livre para fazer o que quiser.

Por causa dos blogs, eu “abandonei” os canais do YouTube porque, apesar de uma maior visibilidade junto ao público, eles hoje não me agregam ganho financeiro algum. Nunca monetizei meus canais de vídeos, pois diferente dos grandes produtores de conteúdo, eu sempre encarei o formato de vídeo como um complemento ao conteúdo de texto.

Nos blogs, eu tenho um maior controle sobre a negociação de publicação de conteúdo, patrocínio em posts e banners no site e o retorno com a visibilidade no Google Search é muito mais consistente.

Logo, me mantenho como blogueiro de tecnologia. É a atividade que hoje paga as minhas contas mensais e, só por isso, eu já posso me considerar um caso de sucesso. Conseguir viver dessa forma era o meu sonho em 2008, ano em que comecei com o TargetHD.net. Hoje, 11 anos depois, vejo esse sonho materializado.

 

 

 

Continue a ler blogs. Esse é o maior incentivo

 

 

Particularmente, com todas as mudanças adotadas pelo Google para o YouTube e com as redes sociais em um claro momento de transição (onde a visibilidade precisa ser mais orgânica e menos quantificada), eu acredito que os blogs não desaparecem a um médio prazo.

Por isso, o meu conselho em forma de pedido é: continue a ler blogs.

Os profissionais dedicados a oferecer uma visão independente de diversos temas precisam ter o seu apoio, e entregar audiência para esses blogs é o principal elemento para o sucesso dos seus envolvidos. É claro que o leitor precisa ter o critério para buscar o conteúdo de qualidade, evitando as fake news e até utilizando um detector de plágio para identificar os conteúdos mais relevantes.

Mas é fundamental que você continue apoiando os blogs independentes e seus blogueiros. Nem todo apoio vem do dinheiro. Ter audiência qualificada é uma excelente forma de agregar valor ao nosso trabalho.

Por fim, encerro essa reflexão com a satisfação em poder dizer que finalmente os meus pais entenderam como eu mantenho a minha vida hoje. De certo modo, eu agradeço aos leitores dos meus blogs por me oferecerem a liberdade para compartilhar informação e conteúdo útil do meu jeito, na hora que eu quero e no formato que eu escolhi fazer.

Não é fácil. Mas optar pela liberdade em gerenciar o meu tempo e não depender de chefes foi uma das melhores decisões da minha vida.


Compartilhe