Compartilhe

O ano de 2018 será marcado pelo fim da confiança nos números apresentados nas redes sociais e serviços de downloads. Muito provavelmente mais da metade dos números são falsos.

Na era das fartas fake news, não apenas as notícias podem ser falsas. Likes, cliques, downloads, visualizações e outras interações falsas estão em alta, criando verdadeiros impérios na China, muito além do que podemos imaginar.

É só olhar para uma dessas “click farms” na China, e veja a quantidade de monitores utilizados para controlar remotamente as paredes cheias de smartphones. São MILHARES de dispositivos, cada um com o seu próprio perfil criado nas redes sociais para apenas fazer o download de um app qualquer e deixar uma avaliação positiva, ou dar likes no Facebook ou seguir contas do Instagram e Twitter, ou ver vídeos no YouTube… ou qualquer outra coisa que algumas contas estão dispostas a pagar por isso.

Em breve, teremos o curioso caso de afirmar que existem mais bots falsos na internet do que usuários reais, o que deve subverter por completo qualquer sistema de controle. Pense em 80% de bots e 20% de usuários reais (e esses 20% dizendo que um aplicativo não presta)?

Podemos estar prestes a assistir o fim da quantidade de views, likes e afins, já que são facilmente manipuláveis por esse tipo de esquemas, e (quem sabe) a volta das plataformas/comunidades com dimensões mais reduzidas, mas onde os usuários contam com a garantia de que apenas pessoas reais frequentam aquele espaço.

Seria algo até bem interessante ver o fim dos views e likes, mas acho algo bem difícil de acontecer a essa altura do campeonato. Números são frios sim, mas todo um formato de publicidade está estabelecido dessa forma, e dificilmente as coisas mudarão de forma tão sensível.

Mas… vamos aguardar. Quem sabe isso tudo acontece. Eu queria ver a mudança de alguns perfis de internet com as novas regras.

 

+info


Compartilhe