Verdades e mentiras sobre hackear o WhatsApp em 2020

Compartilhe

O tumultuado ano de 2020 está chegando ao fim, e eu entendo que é importante que você termine o ano com um pouco mais de conhecimento na vida. Por isso, nesse post, compilei alguns dos mitos e verdades sobre o WhatsApp que você precisa saber antes do ano acabar.

Algumas das perguntas são as mais comuns dos usuários mais leigos na plataforma, de modo que o artigo vale até mesmo para os mais experientes repassarem tais explicações para os mais inexperientes. Ou seja, é o tipo de conteúdo que vale para todos.

 

 

 

Podem hackear a minha conta do WhatsApp

 

Sim. O WhatsApp ficou comprometido em diversas oportunidades nos últimos meses, e apesar de não estar ao alcance de qualquer pessoa, os métodos existem, e todo cuidado com sua conta é pouco.

 

 

 

As paginas para hackear o WhatsApp funcionam?

 

Em sua totalidade, não. O mais provável é que tais páginas façam o registro em serviços de SMS premium sem o consentimento do usuário e, dessa forma, a conta do WhatsApp pode ser hackeada.

 

 

 

E os aplicativos? Podem hackear o WhatsApp?

 

Apesar de vários aplicativos prometerem o rastreamento de telefones de forma remota, a maioria exige o acesso físico do dispositivo para roubar a conta do WhatsApp. A maioria dos apps que prometem o crime não entregam o prometido, e só existem para coletar informações pessoais do seu telefone.

 

 

 

Vi um anúncio que promete hackear o WhatsApp alheio. É confiável?

 

Várias plataformas publicam anúncios de supostos hackers que prometem formas de espiar contas alheias do WhatsApp. Mais uma vez, o mais provável é que a vítima seja aquele que procura esse tipo de serviço, e pode ser vítima do roubo de dados e dinheiro.

 

 

 

Existe alguma forma de saber se alguém hackeou o meu WhatsApp?

 

Sim. Através do histórico completo de acessos à nossa conta, seja através de um smartphone ou via WhatsApp Web.

No app móvel do WhatsApp, toque sobre os três pontos da barra superior (Menu). Depois, selecione o item WhatsApp Web. Então, você vai ver uma lista com todas as conexões e sessões abertas do seu perfil. Feche todas as sessões ativas e volte a ficar seguro.

 

 

 

Recebi um SMS de verificação do WhatsApp. Estão tentando roubar a minha conta?

 

Muito provavelmente sim, principalmente se você não iniciou uma sessão no WhatsApp recentemente. Se isso aconteceu, bloqueie o número do remetente das mensagens no seu dispositivo, e jamais acesse os links em anexo dentro dessas mensagens recebidas.

 

 

 

Dá para roubar as cópias de segurança de minhas conversas?

 

Existem alguns métodos que prometem roubar os arquivos das cópias de segurança, mas o sistema de encriptação do WhatsApp impede a leitura desses dados. Porém, é sim tecnicamente possível acessar o histórico das conversas, já que o sistema de segurança da plataforma foi comprometido em várias oportunidades.

 

 

 

Existe alguma forma de se proteger?

 

Usar a lógica é um bom começo: bloquear mensagens de SMS potencialmente fraudulentas, usar versões oficiais do WhatsApp e jamais clicar em links suspeitos são formas de se proteger. Além disso, use a verificação em dois passos oferecida pelo WhatsApp, acessando os Ajustes do aplicativo e, depois, o item Conta. Na opção Verificação em dois passos, cadastre uma senha que vai atuar como chave de acesso. Essa senha será solicitada de tempos em tempos, de modo que vale a pena memorizá-la ou salvá-la em um local seguro para você não esquecer dela.


Compartilhe