Depois de 14 anos consecutivos de alta, as vendas de smartphones caíram pela primeira vez na medição ano a ano.

Quem revela tal dado é a consultora de pesquisa e tecnologia Gartner. No último semestre de 2016, foram vendidos 432 milhões de unidades de telefones móveis em todo o mundo, enquanto que no úlitmo semestre de 2017, foram vendidos apenas 408 milhões de unidades.

A queda de 5.6% teria acontecido pelo fato dos usuários começarem a prolongar o ciclo de renovação dos seus dispositivos, indicando que finalmente o mercado chegou no seu ponto de saturação, ou seja, todo mundo que queria um smartphone (muito) provavelmente já possui um.

 

 

Mas nem todas as empresas conseguem ver isso como algo negativo. Por exemplo, a Samsung aumentou a sua cota de mercado de 17.8% para 18.2%, se mantendo na frente da Apple, o seu principal concorrente no setor.

A Xiaomi também tem motivos para comemorar, já que subiu de 3.6% para 6.9% de cota total. Huawei e Oppo também aumentaram as suas respectivas participações no mercado mobile.

Os grandes afetados com todas essas variáveis foram as marcas que se aglutinam no grupo ‘outros’ (LG, Sony, Lenovo/Motorola, etc), que perderam mercado e, com a saturação, constatam que suas respectivas margens de melhora começam a ficar cada vez menores.

 

Via Gartner