TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Vale a pena ter uma TV 8K? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | TVs e Smart TVs | Vale a pena ter uma TV 8K?

Vale a pena ter uma TV 8K?

Compartilhe

Quem gosta de acompanhar os últimos lançamentos de tecnologia, certamente já ouviu falar sobre os inovadores televisores com qualidade de imagem de 8K, e que atualmente são vendidos pela Samsung com exclusividade no Brasil.

Esse tipo de  modelo, que possui resolução de 7680×4320 pixels, resultando em 33 milhões de quadros por polegada, possui uma qualidade impressionante, mas que não pode ser plenamente aproveitado, já que a resolução das TVs supera a capacidade de absorção do olho humano. Mesmo assim impressiona qualquer entusiasta de jogos de videogame ou mesmo de séries e filmes. Para ter essa qualidade, o custo é elevado, e é possível encontrar modelos custando até $70.000 ー valor impressionante até mesmo para uma família americana abastada.

Porém, vale à pena fazer o investimento? E melhor, como faço para ter certeza que eu reuni as informações para tomar uma decisão? Para descobrir muito mais, continue conosco e reflita antes da compra.

 

 

Pesquise

 

Antes de fazer qualquer compra ー em especial produtos encarados como investimento ー, lembre-se de pesquisar o máximo de detalhes o possível sobre o que deseja, afinal, ninguém gosta de jogar dinheiro fora, certo?

Para garantir que você não precise vasculhar toda a internet, você pode acessar portais de opiniões, como o Confiavel.com, para ter acesso a resenhas completas sobre diversos produtos e serviços virtuais. Ele traz reviews de serviços online como apostas, ecommerce e até mesmo cartões de crédito. Assim, você poderá selecionar lojas e plataformas confiáveis para fazer suas compras, com base nos comentários de outros usuários.

 

 

Compare modelos

 

Assim como em qualquer compra, é importante comparar modelos. No momento existe apenas um aparelho disponível no mercado brasileiro (Samsung Q900, lançada em 2019 e que está avaliada em R$90.000), porém existem outras poucas opções no mercado internacional.

O fato é que até o momento, a limitação na quantidade de modelos torna qualquer comparação um processo muito mais difícil e delicado, já que considerando apenas o cenário brasileiro, não é possível comparar aparelhos ou escolher opções conforme a necessidade ー isso, é claro, se você estiver considerando apenas modelos 8k.

 

 

 

Afinal, vale a pena ter uma TV 8k?

 

No momento, não. Existem dois pontos que precisam ser considerados antes da compra. O primeiro deles é a quantidade de recursos disponíveis que são compatíveis com essa qualidade de imagem.

Apesar de dispormos de videogames e computadores que conseguem reproduzir jogos em altíssima qualidade, é difícil chegar a combinação entre estrutura de hardware e software perfeitas para atingir o nível de resolução 8k, já que são poucas as produções que foram desenvolvidas pensando em um upgrade tão grande em tecnologia.

Para ter ideia, além da qualidade otimizada no jogo, é preciso um equipamento extremamente potente para tornar o processo de reproduzir o jogo eficiente, além de uma tela consideravelmente maior do que as que estamos acostumados, afinal, uma maior resolução exige uma projeção maior para manter a imagem agradável aos olhos.

Outro fator importante a considerar é a nossa capacidade de interpretação. Estudos indicam que o olho humano possui uma limitação na quantidade de megapixels que consegue interpretar e a partir de certo ponto, o “excesso de qualidade” é descartado em prol da interpretação da cena completa.

Por isso, por mais agradável que seja afirmar que você possui o último lançamento do mercado, sua capacidade de absorver os benefícios oferecidos pelo aparelho de televisão estão limitados ao que seus olhos conseguem interpretar.

Existe ainda um ponto a ser considerado antes da compra: o custo do aparelho. Como foi possível ver, os aparelhos de televisão 8k estão avaliados em somas altíssimas, que poderiam ser convertidos em modelos mais funcionais e que poderiam ser interpretados por nossos olhos com muito mais facilidade, sem gerar a sensação de desconforto que pode ser descrita por alguns usuários.


Compartilhe