Vai manter o seu PC gaming? Ou investir no Xbox Series X e PS5?

Compartilhe

Até segunda ordem (e se a pandemia do coronavírus deixar), tanto o Xbox Series X como o PlayStation 5 devem chegar ao mercado no final de 2020. Microsoft e Sony (em partes) apresentaram os dois novos consoles da próxima geração. E, em linhas gerais, os dois produtos entregam uma melhora de hardware muito grande em relação aos seus equivalentes da geração anterior, mas não são uma evolução tão revolucionária quando comparados com um PC de linha média.

A explicação é simples: Xbox One e PS4 usam um hardware de linha média de 2013, e tiveram um ciclo de vida enorme, sendo facilmente superados nas especificações. Já o Xbox Series X e o PS5 contam com componentes de nova geração, mas que já contam com um tempo de mercado no mundo dos PCs.

 

 

 

Na prática, são PCs consolidados

 

 

Essa é a melhor forma para definir os dois consoles. Mesmo sendo correto afirmar que Xbox Series X e PS5 contam com componentes semi-personalizados, que entregam um maior grau de otimização, com kits de desenvolvimento que permitem um excelente aproveitamento de seus recursos de hardware (onde os grandes estúdios tomamo como ponto de partida na hora de criar os seus jogos), na prática, os console se aproximam demais de PCs em formatos personalizados.

A personalização de hardware pode marcar um diferencial importante, de modo que um PC equivalente às configurações dos dois consoles de nova geração não seja capaz de rodar os jogos no mesmo nível que os produtos da Sony e da Microsoft. E não estamos exagerando nessa análise: basta pensar em como funcionaria o jogo Red Dead Redemption 2 em um PC equivalente ao hardware do Xbox One, e as dúvidas rapidamente serão sanadas, com a teoria facilmente explicada na prática.

A otimização do hardware, a simplicidade do uso de um formato já consolidado e a não preocupação com a atualização de hardware é o que está motivando aos gamers de PCs migrarem para os consoles de videogames, e em um número cada vez maior de adeptos. E a chegada dos novos Xbox Series X e PS5 pode dar um impulso significativo para essa migração.

Algo compreensível, especialmente quando olhamos para a relação custo-benefício das diferentes arquiteturas: uma placa gráfica com suporte ao tracejado de raios e um alto desempenho nos jogos mais exigentes custaria praticamente o mesmo que os consoles da próxima geração Xbox Series X e PlayStation 5, se assim se confirmarem os rumores.

Por outro lado, muitos entendem que os consoles não são os substitutos ideais para os PCs, mas sim um complemento para eles. Muita gente não terá a sua realidade individual afetada com a chegada dos novos Xbox Series X e PS5, mantendo o PC como a plataforma principal, e só pensando na compra de um dos novos consoles se os seus jogos exclusivos justificarem o investimento.

Sem falar na turma que acredita que esta nova geração de consoles de videogames será a última da história no formato tradicional, e a próxima geração deve entregar uma reinvenção de conceito e formato, justamente para se ajustar aos novos tempos de jogos em formato digital (via download) ou por streaming.

E para você? Vai investir em um Xbox Series X ou PS5? Ou vai seguir jogando no seu PC?


Compartilhe