Usuários vão passar menos tempo na Netflix e YouTube em 2020 | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Usuários vão passar menos tempo na Netflix e YouTube em 2020 | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Cinema e TV | Usuários vão passar menos tempo na Netflix e YouTube em 2020

Usuários vão passar menos tempo na Netflix e YouTube em 2020

Compartilhe

O ano de 2019 já foi bem complicado para Netflix e YouTube, a partir do momento que outras plataformas se tornaram sérias adversárias, dispostas ao roubar uma boa parte do negócio onde as duas empresas dominam.

Até porque qualquer serviço, independente da plataforma, precisa manter os seus usuários fiéis ao serviço. Até a TV a cabo se reinventou nesse sentido: a SKY, por exemplo, já tem o SKY PLAY, onde oferece a programação para os seus assinantes via internet. Ou seja, no lugar de competir com as novas tecnologias, prefere se unir à elas e agregar conteúdos para não perder clientes.

Movimento inteligente.

 

 

A concorrência vem, e vem pesada!

 

 

Disney+, HBO Max e Apple TV+ se posicionam como os competidores mais sérios, graças as licenças que acumularam e aos conteúdos exclusivos. Mas o aumento do número de plataformas disponíveis para 2020 é o que mais vai impactar a dominância de Netflix e YouTube.

Um estudo publicado pela empresa eMarketer projeta mudanças nas tendências de uso do Netflix e do YouTube para 2020. As duas manterão a liderança do mercado norte-americano, mas vão ter números reduzidos no tempo dedicado pelos usuários.

Na prática, os usuários mais fiéis vão passar mais tempo na Netflix e no YouTube, mas o número de usuários dos dois serviços vai cair. A previsão para a Netflix em 2020 é de uma média de visualização de conteúdos de 29 minutos por dia ao longo do ano. Esse número é 6% maior que o de 2019, e a média deve alcançar os 30 minutos em 2021.

Por outro lado, a participação de mercado da Netflix em tempo de visualização teria alcançado o seu ponto máximo em 2019, com 27% Em 2020, essa porcentagem deve cair para 26.4%, e em 2021 pode alcançar os 25.7%.

Ou seja, no momento em que a Netflix realizar uma grande estreia na plataforma, todos os assinantes no serviço (ou pelo menos boa parte deles) vão querer ver essa estreia. Por outro lado, tão logo a novidade acabe, a produção será abandonada. Até que algo novo apareça na plataforma. E isso vai tornar o uso do serviço de streaming cada vez mais causal.

Por outro lado, a participação do YouTube no tempo total diário de vídeo digital será reduzido de 23.4% em 2019 para 22.4% em 2020, caindo para 21.7% em 2021.

Isso não quer dizer que as pessoas vão abandonar o conteúdo por streaming, mas sim que muitas outras plataformas vão exigir a atenção do usuário.

 

Via Variety


Compartilhe