Compartilhe

Um grupo de usuários norte-americanos processou a Samsung e a Apple porque vários de seus modelos mais recentes de celulares contam com um nível de radiação 500% maior que os limites permitidos.

Isso ocorre principalmente porque ter níveis muito altos de radiofrequência no telefone celular pode causar sérios danos à saúde das pessoas, com base em vários estudos científicos que comprovam isso (de alguma forma).

Essa reclamação coletiva foi apresentada em um tribunal na Califórnia, EUA, onde as pessoas apontam que essas empresas estão colocando todos os seus usuários em risco sério por causa desse problema que afeta os dispositivos.

 

 

Samsung e Apple denunciadas

 

 

A acusação é, basicamente, a seguinte: “Muitos estudos científicos mostraram recentemente que a exposição à radiação de alta radiofrequência afeta (e muito) os seres vivos”.

De acordo com a alegação dos autores da ação, já aconteceram casos em que as pessoas carregam um desses dispositivos nos bolsos, e os mesmos podem ter emitindo níveis de radiação até 500% superiores aos limites atualmente permitidos.

Além disso, os autores da denúncia alegam que as duas empresas estavam cientes dessa situação, mas ainda não fizeram nada para remediar o problema. Se isso realmente está acontecendo, seria um grave caso de negligência, além de envolver outros problemas como fraude contra o consumidor, quebra de garantias e também uma espécie de enriquecimento sem causa.

Entre os danos que podem causar a alta exposição à radiação de elevadas freqüência estão: dano genético, déficit de aprendizado, problemas de memória e distúrbios neurológicos. Entre os celulares acusados ​​de provocar essa situação estão modelos top de linha como: iPhone X, iPhone 8 e 7 Plus na Apple, e toda a linha Galaxy S8 e Note 8 da Samsung.

As empresas não apresentaram uma declaração oficial sobre essa acusação, e os demandantes exigem que as duas empresas realizem os exames médicos, além de aplicar multas às pessoas afetadas.

Não há informações que dispositivos no Brasil contam com esse comportamento, mas manteremos vocês informados sobre o tema.


Compartilhe