TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia
Usar o smartphone no escuro é prejudicial à saude? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Telefonia | Usar o smartphone no escuro é prejudicial à saude?

Usar o smartphone no escuro é prejudicial à saude?

Compartilhe

Eu sei que muitas pessoas utilizam os seus smartphones com maior frequência durante a noite, e pelos mais diversos motivos. Tem aqueles que preferem esse horário porque é quando dá tempo, já outros o fazem porque se sentem um conforto maior em encerrar o dia olhando as mensagens do WhatsApp antes de dormir.

Para todos os grupos, uma questão deveria se fazer presente: será que isso é algo saudável a longo prazo?

Nos últimos anos, a quantidade de telas ao nosso redor só aumentou. Em consequência disso, precisamos nos preocupar um pouco mais sobre os efeitos dessas telas em nossa saúde. Principalmente no caso dos smartphones, que são dispositivos que estão conosco o tempo todo.

Como este tema sempre gerou muita confusão em larga escala, entendo que vale a pena jogar um pouco de luz sobre o assunto, a partir da ótica de especialistas no assunto.

 

Sim… as telas podem afetar negativamente a nossa visão

Antes mesmo de continuar neste tópico, é importante deixar bem claro que qualquer tipo de dispositivo com tela é sim prejudicial para a nossa visão, e os danos acontecem independentemente do período do dia ou condições de luminosidade que você usa esse dispositivo.

Porém, há quem diga que os efeitos negativos das telas para a nossa visão aumentam quando utilizamos os dispositivos durante a noite, mas os detalhes desses efeitos negativos sempre recebem explicações pouco detalhadas sobre esses efeitos.

Muitas pessoas que eu e você conhecemos estão sofrendo os efeitos do uso constante das telas no dia a dia. Eu mesmo sei que tenho consequências diretas da minha prática profissional, como o maior cansaço visual e alguma dificuldade para dormir.

Por isso, cabe a cada um de nós tomar as providências necessárias em nome do nosso bem-estar físico. E conhecer o problema com a maior riqueza de detalhes possível é algo fundamental para uma maior eficiência na hora de resolver a questão.

A nossa saúde física tem impacto direto em nosso comportamento e boa saúde mental. Tudo está correlacionado de forma direta e imediata. Logo, não é possível permanecer saudável sem os devidos cuidados nos diferentes campos da vida.

Dito isso, vamos então conhecer a opinião dos especialistas no assunto.

 

Com a palavra, os especialistas

Existem alguns problemas que podem ser diagnosticados e que estão correlacionados com o uso dos smartphones durante a noite, e a grande maioria dos usuários não faz a menor ideia de que isso está acontecendo todos os dias com todo mundo.

Na verdade, o uso dos smartphones durante a noite não afeta especificamente a vista do usuário, mas sim a visão. E é importante deixar claro para você que esses termos são diferentes e precisam ser diferentes para uma melhor compreensão da raiz do problema.

A visão é o conjunto de habilidades para o ser humano se adaptar rapidamente às mudanças de distância visual. Ou seja, é como focamos e estabilizamos toda e qualquer imagem que olhamos em diferentes distâncias e condições de luminosidade.

O corpo humano é uma máquina tão perfeita, que nossa visão faz em um tempo absurdamente veloz aquilo que um sensor de câmera de smartphone leva alguns décimos ou milésimos de segundo para fazer. Nossa visão consegue focar e estabilizar qualquer imagem rapidamente. Quando isso não é possível, o normal é usar uma tecnologia milenar e muito eficiente chamada óculos.

Neste sentido, ver uma tela no escuro pode ser uma complicação para a nossa visão, pois implica na renúncia da visão periférica. O que faz sentido, já que quando você está com o telefone ligado no escuro, nossa visão vai obviamente focar mais no ponto onde tem luz, ignorando todo o resto.

Além disso, outras habilidades que definem uma visão eficiente e de qualidade são perdidas quando olhamos por muito tempo para uma tela no escuro, o que pode degradar a nossa visão com o passar do tempo.

Um estímulo desproporcional da visão central em relação à visão periférica é mais um fator a ser considerado para não se recomendar o uso de smartphones durante a noite. A consequência dessa prática pode ser constatada na prática pelos especialistas, com o aumento e a evolução dos casos de miopia em uma escala que não é detectada em décadas anteriores.

Isso acontecer porque a visão humana jamais evoluiu com o objetivo de olhar fixamente para um elemento durante muito tempo e a uma distância mínima, principalmente quando estamos no escuro. A evolução humana se baseou na condição onde somos ativos e produtivos durante o dia, e usando a noite para dormir e descansar, pois é o que o nosso corpo aprendeu a fazer no escuro.

Com os olhos fechados, obviamente.

Com uma tela ligada no escuro, o olho humano pisca menos, e nossa vista está centrada apenas e exclusivamente na tela do telefone e nada mais, já que este é o único ponto brilhante no meio da escuridão. Com isso, pelo menos três gerações da humanidade estão tensionando o sistema visual em condições extremas.

 

O Modo Noturno serve de alguma coisa?

A tecnologia avançou bastante, e propõe soluções para reduzir os efeitos negativos das telas na visão do ser humano. Logo, as telas dos smartphones são menos prejudiciais do que já foram, mas ainda podem causar danos em longo prazo.

As provas disso são as telas Dynamic AMOLED desenvolvida pela Samsung no hardware e o Modo Escuro que se tornou muito populares entre todos os fabricantes de smartphones no software.

Em especial, o Modo Escuro se tornou muito útil para aqueles usuários que desejam descansar um pouco mais a visão diante da necessidade em manter a visão voltada para uma tela o tempo todo. É o meu caso no uso do computador: já me acostumei a manter esse modo como padrão no Windows 11, e só consigo trabalhar várias horas por dia produzindo textos porque o fundo da tela está escura e as letras em tom mais claro.

O Modo Noturno, que é diferente do Modo Escuro, deve ser adotado pelos usuários em larga escala, pois evita o efeito de alto contraste na tela e, por consequência, a famigerada luz azul emanada pelos pontos de LED que ilumina a tela dos smartphones.

Essa mesma luz azul pode alterar o comportamento do cérebro a ponto de ele entender que estamos de dia. Com o Modo Noturno, as cores exibidas na tela são mais cálidas e menos brilhantes, justamente para tentar evitar esse comportamento cerebral.

Por fim, é importante levar em consideração que a luz ambiente tem um papel fundamental neste processo, de modo que é sempre importante focar neste aspecto na hora de aumentar ou diminuir o brilho da tela do seu smartphone ou dispositivo com tela. É aconselhável dar uma pausa no uso do telefone a cada 20 minutos, ou um descanso de cinco minutos depois de uma hora na frente do computador.


Compartilhe