Início » Periféricos » Um SSD dura mais que um HD? Não é bem assim…

Um SSD dura mais que um HD? Não é bem assim…

Compartilhe

No passado, o SSD não era o formato de armazenamento eficiente que é hoje, tal e como acontece com todas as novas tecnologias. Mas hoje, é uma das melhores formas de melhorar o desempenho no seu computador, e garantir a integridade de armazenamento de dados.

Mais que o HD… Será?

Em um notebook, o SSD é mais que bem vindo, e sobrevive muito mais tempo aos inúmeros deslocamentos que fazemos com o computador portátil que o HD mecânico tradicional. Porém, em um desktop, o HD deve durar anos… diferente de um SSD.

Isso acontece porque a memória dos drives SSD tem um limite de número de vezes que podem armazenar uma informação, ou seja, existe um limite de regravação de dados. O fabricante limita ao máximo esse processo de regravação, e quando uma área alcançar o seu limite, apenas aquela parte é marcada como danificada ou inútil.

Além disso, um SSD tem velocidade de leitura muito superior à velocidade de gravação, e quando os problemas aparecem, é melhor comprar um novo SSD de qualidade superior, ou até mesmo um HD Premium.

Porém, a maioria dos usuários lota as suas unidades, raramente apagando informações. Tudo bem, a pasta Temp do Windows fica vazia de tempos em tempos, mas ela não afeta o ciclo de vida do seu SSD.

 

 

E isso leva a uma informação muito importante

 

 

Assim como acontece com os HDs, os SSDs estão divididos em diferentes níveis, e isso afeta o seu preço, desempenho e longevidade. Os preços dos SSDs estão caindo vertiginosamente, e essa tendência deve continuar nos próximos meses. Porém, o desempenho, a capacidade de armazenamento e a confiabilidade devem aumentar enquanto os preços continuam a cair.

O momento é excelente para montar ou atualizar um PC, mas em termos de armazenamento, os SSDs ainda não entregam uma relação custo/benefício tão atraente quanto um HD, já que o preço por gigabyte ainda é muito maior. Logo, a maioria que precisa ter mais armazenamento no computador acaba adotando o HD, já que é mais barato.

Fica a esperança que as coisas continuem a mudar, tal e como indicam nesse momento. É recomendado que você verifique a relação custo/benefício de cada drive, e leve em consideração a garantia oferecida pelo fabricante, estimando o tempo de vida útil de cada unidade.

 

 

Mas o mais importante de tudo isso é realizar a melhor escolha para o seu caso em particular. Se você depende da mobilidade, se você precisa de muito espaço, se vai salvar e apagar informações de forma constante e a velocidade que você realmente precisa no seu uso diário.

E tenha um backup de todos os seus dados, pois algo pode dar errado no seu computador a qualquer momento.


Compartilhe